-

PPGAA015 - MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA EM ANTROPOLOGIA II - Turma: 01 (2015.2)

Tópicos Aulas
Sessão 1 - Apresentação do Programa, da professora e dos alunos (31/08/2015 - 31/08/2015)
Sessão 2 - Considerações Preliminares - Algumas questões de Teoria e Método (09/09/2015 - 09/09/2015)
PEIRANO, Marisa. A favor da etnografia. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995. [Capítulo 2]. PEIRANO, Mariza. Etnografia não é método. Horizontes antropológicos. [online]. 2014, vol.20, n.42, pp. 377-391. LEITURA COMPLEMENTAR THOMAS, Nicholas. 1991 - `Against ethnography'. Cultural Anthropology, vol. 6, n. 3: 306-21. BERTRAND, Pulman. Por uma história da noção de campo. In: Revista Cadernos de Campo. São Paulo, n. 16 p. 201-218, 2007. INGOLD, Tim. 2008. 'Anthropology is not ethnography', RADCLIFFE-BROWN LECTURE IN SOCIAL ANTHROPOLOGY. The British Academy. http://proc.britac.ac.uk/tfiles/154p069.pdf
Sessão 3 - Antropólogos e interlocutores (14/09/2015 - 14/09/2015)
FOOTE-WHYTE, William. 'Anexo A'. In: Sociedade de Esquina. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005. RABINOW, Paul. Reflections on Fieldwork in Morocco. Los Angeles: University of California Press, 1977 (capítulos a designar) (Há também a versão em espanhol - RABINOW, Paul. Reflexiones Sobre un Trabajo de Campo en Marruecos. Ediciones Jucar, 1992).
Sessão 4 - História de vida, biografias, trajetórias (21/09/2015 - 21/09/2015)
TAUSSIG, Michael. 1993. 'Tornar-se um curador'. Em: Xamanismo, Colonialismo e o Homem Selvagem. Um estudo sobre o terror e a cura. São Paulo: Editora Paz e Terra. Pp. 418-436. BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. In: FERREIRA, Marieta de Morais; AMADO, Janaina. Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 1998. p. 183-191. FERNANDES, Florestan. Tiago Marques Aipobureu: um bororo marginal. Tempo Social, Revista de Sociologia da USP, v. 19, n. 2, pp. 193-323. BOURDIEU, Pierre. 1999. 'Introdução a uma sociologia reflexiva'. Em: O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 17-58.
Sessão 5 - Pesquisa com material bibliográfico e/ou de arquivos 1 (05/10/2015 - 05/10/2015)
CUNHA, Olívia G. da. Tempo imperfeito: uma etnografia do arquivo, MANA 10 (2), 2004, p. 287-322. FREHSE, Fraya. Os informantes que jornais e fotografias revelam: para uma etnografia da civilidade nas ruas do passado. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n 36. julho-dezembro de 2005, p. 131?156. LEITURA COMPLEMENTAR CUNHA, Olívia G. da. Do ponto de vista de quem? Diálogos, olhares e etnografias dos/nos arquivos. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, OU 36, julho-dezembro de 2005, p. 7-32
Sessão 6 - Pesquisa com material bibliográfico e/ou de arquivos 2 (21/10/2015 - 21/10/2015)
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. "O Mármore e a Murta: sobre a inconstância da alma selvagem" In A Inconstância da Alma Selvagem. São Paulo: Cosac & Naif, 2002.
Sessão 7 - Método quantitativo (Organização Social e Parentesco 1) (26/10/2015 - 26/10/2015)
GOODENOUGH, Ward H. s.d. Regras de residência. Textos de Aula. Antropologia, 2. DAN, UNB. WOORTMANN, Klaas (1977). Reconsiderando o parentesco. Anuário Antropológico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, p. 149-186. LEITURA COMPLEMENTAR BATALHA, Luis(1995). Breve análise do parentesco como forma de organização social. Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa ? Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.
   analiseparentesco.pdf 
Sessão 8 - Como analisar os dados etnográficos (Organização Social e Parentesco 2) (03/11/2015 - 03/11/2015)
FORTES, Meyer. S.d. O ciclo de desenvolvimento do grupo doméstico. Textos de Aula. Antropologia, 6. DAN, UNB. WOORTMANN, Klaas. 1990. “Com parente não se neguceia”: o campesinato como ordem moral. Anuário Antropológico 87: 11-73. Brasília.
Sessão 9 - Etnografia multi-situada (09/11/2015 - 09/11/2015)
HANNERZ, Ulf. 2007. Being There... and There... and There! Reflections on Multi-Site Ethnography. Em: Ethnographic Fieldwork. An Anthropological Reader. A.C.G.M. Robben e J.A. Sluka (orgs). Malden, Oxford, Carlton: Blackwell Publishing. 358-367. MARCUS, George E. Multi-sited Ethnography: Five or Six Things I Know About it Now. In COLEMAN, Simon & VON HELLERMANN, Pauline (ed). Multi-sited ethnography: problems and possibilities in the translocation of research methods. New York: Routledge, 2011.
Sessão 10 - A escrita etnográfica, crítica e revisionismo da tradição 1 (16/11/2015 - 16/11/2015)
CLIFFORD, James. A experiência etnográfica: antropologia e literatura no século XX. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1998. GEERTZ, Clifford. 2005. ?Estar lá: a antropologia e o cenário da escrita?; ?Estar aqui: de quem é a vida, afinal??. Em: Obras e vidas: o antropólogo como autor. Rio de Janeiro: Editora UFRJ. 11-39, 169-193.
Sessão 11: A escrita etnográfica, crítica e revisionismo da tradição 2 (23/11/2015 - 23/11/2015)
CRAPANZANO, Vincent. 1980 ? Tuhami. Portrait of a Moroccan. Chicago: The Univ. of Chicago Press.
Sessão 12 - Etnografia histórica e história etnográfica (30/11/2015 - 30/11/2015)
RAPPAPORT, Joanne. Introducción p.17-47 e El camino de los tres bastones de mando p. 60-94 In Cumbe Renaciente. Una historia etnográfica andina. 2005 COMAROFF, John & COMAROFF, Jean. Etnografia e imaginação histórica. Tradução de Iracema Dulley e Olivia Janequine. IN: Proa ? Revista de Antropologia e Arte [on-line]. Ano 02, vol.01, n. 02, nov. 2010. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/proa/TraducoesII/comaroff.html
Sessão 13 - Leitura de Monografias ou Coletâneas (07/12/2015 - 07/12/2015)
APPADURAI, Arjun. A vida social das coisas. As mercadorias sob uma perspectiva cultural. Niterói: EDUFF (capítulos a designar). BARROS, Denise Dias . Itinerários da Loucura em Territórios Dogon. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2004.
Frequências da Turma
# Matrícula AGO SET OUT NOV DEZ Total
31 09 14 21 05 21 26 03 09 16 23 30 07
1 2015100**** 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 4
2 2015100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 4 0 0 0 0 8
3 2015100**** 0 4 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 8
4 2015100**** 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 4 0 8
5 2015100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 4 0 8
6 2015100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 4
7 2015100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
8 2015100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 4 0 4 0 0 12
9 2015100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 4
10 2015100**** 0 0 0 0 0 0 4 4 0 0 4 0 0 12
11 2015100**** 4 0 0 0 4 0 0 4 0 0 0 0 0 12
12 2015100**** 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 4
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2015100**** 7,5 7.5 8 AM
2 2015100**** 7,0 7.0 0 AM
3 2015100**** 10,0 10.0 8 AM
4 2015100**** 8,5 8.5 8 AM
5 2015100**** 7,5 7.5 4 AM
6 2015100**** 9,0 9.0 12 AM
7 2015100**** 8,0 8.0 4 AM
8 2015100**** 8,5 8.5 4 AM
9 2015100**** 9,0 9.0 4 AM
10 2015100**** 7,0 7.0 8 AM
11 2015100**** 9,0 9.0 12 AM
12 2015100**** 10,0 10.0 12 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: Análise do processo de pesquisa, seus textos e "hors-textes". Estudo de caso pela perspectiva etnográfica: observação participante, entrevista nãodiretiva, história de vida, diário de campo, círculos de pesquisa. Reflexividade: o trabalho de campo em seus aspectos epistemológicos, morais e éticos. Amostragem na abordagem qualitativa. Processamento das informações e apresentação dos resultados. Objetivação, problemas teóricometodológicos e controle do bias. Complementaridade entre ferramentas do campo das metodologias qualitativas e quantitativas.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia: O curso será composto por seminários que constituirão os debates, baseados nos textos indicados neste programa e, eventualmente, por um conjunto de exercícios que irão compor a atividade prática de pesquisa. A obtenção e leitura prévia dos textos são de inteira responsabilidade dos alunos e condição imprescindível para sua participação nas discussões e o bom aproveitamento do curso. Conforme as normas da Universidade, o aluno ausente em mais de 25% das aulas será considerado reprovado.
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem: A avaliação do curso consistirá no trabalho cumulativo feito pelos alunos durante o semestre. A menção final será resultado da soma do desempenho/apresentação dos seminários propostos (30%) e de um trabalho final (70%).
Horário de atendimento:
Bibliografia:
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
31/08/2015
31/08/2015
Sessão 1 - Apresentação do Programa, da professora e dos alunos
09/09/2015
09/09/2015
Sessão 2 - Considerações Preliminares - Algumas questões de Teoria e Método
14/09/2015
14/09/2015
Sessão 3 - Antropólogos e interlocutores
21/09/2015
21/09/2015
Sessão 4 - História de vida, biografias, trajetórias
05/10/2015
05/10/2015
Sessão 5 - Pesquisa com material bibliográfico e/ou de arquivos 1
21/10/2015
21/10/2015
Sessão 6 - Pesquisa com material bibliográfico e/ou de arquivos 2
26/10/2015
26/10/2015
Sessão 7 - Método quantitativo (Organização Social e Parentesco 1)
03/11/2015
03/11/2015
Sessão 8 - Como analisar os dados etnográficos (Organização Social e Parentesco 2)
09/11/2015
09/11/2015
Sessão 9 - Etnografia multi-situada
16/11/2015
16/11/2015
Sessão 10 - A escrita etnográfica, crítica e revisionismo da tradição 1
23/11/2015
23/11/2015
Sessão 11: A escrita etnográfica, crítica e revisionismo da tradição 2
30/11/2015
30/11/2015
Sessão 12 - Etnografia histórica e história etnográfica
07/12/2015
07/12/2015
Sessão 13 - Leitura de Monografias ou Coletâneas
Avaliações
Data Descrição
07/12/2015 1ª Avaliação
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma
: Visualizar

Título

Data
Nota Final 22/01/2016
Trabalho Final 15/01/2016
Prazo de Entrega do Trabalho Final 01/01/2016
Aula de hoje, 03/11, sala 312/CCHL 03/11/2015
Não Haverá aula - 28/09/2015 28/09/2015

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb03.ufpi.br.sigaa vSIGAA_3.12.1088 17/07/2024 06:28