-

PPGANT060 - ETNOLOGIA INDÍGENA - Turma: 01 (2017.2)

Tópicos Aulas
Programa de Leituras (16/08/2017 - 06/12/2017)
Unidade I ? Introdução às Sociedades Indígenas 23/08 - Apresentação do Programa 30/08 - PARA COMEÇAR.....RAMOS, Alcida Rita. (1995). ?Por falar em paraíso terrestre?. In: Série Antropologia. No. 191. DAN/UnB. (http://vsites.unb.br/ics/dan/Serie191empdf.pdf); 30/08 - Classificação linguística e áreas culturais GALVÃO, Eduardo. (1979). ?Áreas culturais no Brasil 1900/1959?. In: Encontros de sociedades. Rio de Janeiro: Paz e Terra. MELATTI, Júlio Cézar. ?Por quê áreas etnográficas??. In: Índios da América do Sul. Disponível online em http://e-groups.unb.br/ics/dan/juliomelatti/ias-introd/txpq.htm RODRIGUES, Aryon D. 1986. Línguas brasileiras: para o conhecimento das línguas indígenas. São Paulo: Loyola. Antigos e novos debates: Repensando a Etnologia 06/09 VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. (2000). ?Etnologia Brasileira?. In: O que ler nas Ciências Sociais. Anpocs. RAMOS, Alcida Rita. (2010). ?Revisitando a Antropologia à brasileira?. In: Horizontes das Ciências Socias no Brasil. Antropologia. L.F. Dias Duarte (org). Anpocs. GALLOIS, Dominique; TESTA, Adriana; BRAGA, Leonardo; VENTURA, Augusto. Etnologia Brasileira: Alguns caminhos de uma antropologia indígena.pdf Unidade III- Algumas famílias linguísticas e áreas etnológicas clássicas Tupi 13/09 VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. (1986). ?Os seres do devir: a metafísica tupi-guarani?. In: Araweté. Os deuses canibais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. LARAIA, Roque de Barros. (1986). Tupi: índios do Brasil atual. São Paulo: FFLCH/USP. (Caps I e VI). Brasil Central 20/09 CROCKER, J.C. (1976). ?Reciprocidade e hierarquia entre os Bororo orientais?. In: Leituras de Etnologia Brasileira. E. Schaden (org). São Paulo: Cia. Editora Nacional. MELATTI, Júlio Cézar. (1976). ?Nominadores e genitores. Um aspecto do dualismo krahó?. In: Leituras de Etnologia Brasileira. E. Schaden (org). São Paulo: Cia. Editora Nacional. LEA, Vanessa R. 2012. Riquezas Intangíveis de Pessoas Partíveis: Os M?bêngôkre (Kayapó) do Brasil Central. São Paulo: Edusp e Fapesp. 496 pp. COELHO DE SOUZA, Marcela. 2002. O traço e o círculo. Tese de Doutorado, PPGAS/ Museu Nacional/ UFRJ. Guianas 27/09 RIVIÈRE, Peter. (2001) [1984]. O indíviduo e a sociedade na Guiana: um estudo comparativo da organização social ameríndia. (Caps 1,6,7,8). São Paulo: EDUSP. FAJARDO, Denise. (2005). ?Tempo e espaço na Guiana indígena?. In: Redes de relações nas Guianas. D. Gallois (org). São Paulo: Humanitas. Caribe 04/10 HOWARD, Katherine. (2002). ?A domesticação das mercadorias: estratégias Waiwai?. In: Pacificando o branco: cosmologias do contato no norte amazônico. São Paulo: UNESP. VAN VELTHEM, L.H. ?Feito por inimigos?: os brancos e seus bens nas representações Wayana do contato. Capítulo 2, In: Albert, B., & Ramos, A.R. (orgs.) Pacificando o Branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico, São Paulo: Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, 2002:61-83. RENAULT-LESCURE, O. As palavras e as coisas do contato: os neologismos Kali? na (Guiana Francesa). Capítulo 3, In: Albert, B., & Ramos, A.R. (orgs.) Pacificando o Branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico, São Paulo: Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, 2002:85-112. GALLOIS, D.T. ?Nossas falas duras?: discurso político e auto-representação Waiãpi. Capítulo 7, In: Albert, B., &Ramos, A.R. (orgs.) Pacificando o Branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico, São Paulo: Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, 2002:205-237. FARAGE, N. Instruções para o presente: os brancos em práticas retóricas Wapishana. Capítulo 17, In: Albert, B., & Ramos, A.R. (orgs.) Pacificando o Branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico, São Paulo: Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, 2002:507-531. FARAGE, Nádia ? As Flores da Fala: práticas retóricas entre os Wapishana. Tese de doutorado apresentada à área de Estudos Comparados em Literatura de Língua Portuguesa, Departamento de letras Clássicas e Vernáculas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, São Paulo, 1997 (298p.). Arawak 11/10 RENARD-CASEVITZ, France-Marie. (1992). ?História Kampa, Memória Ashaninka?. In: História dos índios no Brasil. Carneiro da Cunha, M. (org). São Paulo: Companhia das Letras. FRANCHETTO, Bruna & HECKENBERGER, Michael. [Orgs.]. 2001. Os Povos do Alto Xingu: História e Cultura. Editora UFRJ, Rio de Janeiro. Noroeste Amazônico 18/10 WRIGHT, Robin. (2005). ?Introdução?. In: História Indígena e do Indigenismo no Alto Río Negro. Campinas: Mercado das Letras; São Paulo: Instituto Socioambiental. ANDRELLO, Geraldo. (org.). 2012. Rotas de Criação e Transformação: Narrativas de origem dos Povos Indígenas do Rio Negro. São Paulo: ISA; São Gabriel da Cachoeira: Foirn. Unidade IV- Outras Temáticas Parentesco, transformação, etnogêneses 25/10 GOW, Peter. (1999). ?O parentesco como consciência humana: o caso dos Piro?. In: Mana. 3 (2): 39-65. GOW, Peter. "Ex-cocama": identidades em transformação na Amazônia peruana. Mana vol.9 no.1, 2003 BARTOLOMÉ, Miguel. ?As etnogêneses: velhos atores e novos atores e novos papéis no cenário cultural e político?. Revista Mana, vol. 12, no. 1, 2006. Natureza/cultura 01/11 DESCOLA, Philippe. (2000). ?Ecologia e cosmologia?. In: Etnoconservação. Novos rumos para a proteção da natureza nos trópicos. A.C. Diegues (org). São Paulo: HUCITEC; NUPAUB; USP. Arte, símbolo e narrativa: 08/11 GUSS, David M. Tejer y cantar, Monte Ávila Editores, Caracas, 1990. História etnográfica e etnografia histórica 22/11 PRICE, Richard. 1992. ?Novas direções na história etnográfica?. In: Estudos Afro-Asiáticos, 23:191-200. RAPPAPORT, Joanne. Cumbe Renaciente. Una historia etnográfica andina. Xamanismo 29/11 LANGDON, Esther Jean M. (1996). ?Introdução: xamanismo ?velhas e novas perspectivas?. In: Xamanismo no Brasil: novas perspectivas. E.J.M. Langdon (org). Florianópolis: Ed. UFSC. MOTA, Clarice Novaes. ?Sob as ordens da Jurema: O Xamã Kariri-Xocó? In. Xamanismo no Brasil: novas perspectivas. E.J.M. Langdon (org). Florianópolis: Ed. UFSC. Arte, estética e cultura material 06/12 VIDAL, Lux e Aracy Lopes da SILVA. (1995). ?O sistema de objetos nas sociedades indígenas: arte e cultura material?. In: A temática indígena na escola. A.L. da Silva e L.D. Grupioni (org). Brasília; MEC; MARI; UNESCO. VAN VELTHEN, Lucia Hussak. (1992). ?Arte indígena, referentes sociais e cosmológicos?. In: Índios do Brasil. L.D. Grupioni (org). Brasília: MEC. Corpos, Ornamentos e Artefatos SEEGER, Anthony, DAMATTA, Roberto & VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. (1979) ?A construção da pessoa nas sociedades indígenas brasileiras?. Boletim do Museu Nacional, 32: 2?19. LAGROU, Els. Arte Indígena no Brasil: Agência, alteridade e relação. Belo Horizonte: C/Arte, 2009.
Frequências da Turma
# Matrícula AGO SET OUT NOV DEZ Total
23 30 06 13 20 27 04 11 18 25 01 08 22 29 06
1 2017100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 2017100**** 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 4 0 0 0 8
3 2017100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 4 0 0 0 0 8
4 2017100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 4
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Unid. 2 Unid. 3 Unid. 4 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2017100**** 8,0 8,0 8,0 8,0 8.0 0 AM
2 2017100**** 7,5 7,5 7,5 7,5 7.5 8 AM
3 2017100**** 7,5 7,5 7,5 7,5 7.5 8 AM
4 2017100**** 7,0 7,0 7,0 7,0 7.0 4 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: Estudo dos povos ameríndios com destaque para os temas considerados clássicos, como parentesco, organização social, política, guerra, mito, ritual, xamanismo, natureza e cultura. Investigações acerca de aspectos históricos, intercâmbios econômicos, relações interétnicas e transformações indígenas.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia: Aulas dialogadas.
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem: A avaliação será feita com base em seminários e um ensaio final baseado na escolha de temas que auxiliem no desenvolvimento de suas dissertações
Horário de atendimento:
Bibliografia:
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
16/08/2017
06/12/2017
Programa de Leituras
Avaliações
Data Descrição
30/08/2017 1ª Avaliação
27/09/2017 2ª Avaliação
25/10/2017 3ª Avaliação
06/12/2017 4ª Avaliação
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma

Nenhum item foi encontrado

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb04.ufpi.br.sigaa vSIGAA_3.12.1068 18/04/2024 18:03