-

PPGANT070 - ORGANIZAÇÃO SOCIAL E PARENTESCO - Turma: 01 (2019.1)

Tópicos Aulas
Quarta-Feira de Cinzas (Não haverá aula) (06/03/2019 - 06/03/2019)
Apresentação e discussão do programa e orientações sobre o desenvolvimento da disciplina. (13/03/2019 - 13/03/2019)
Parentesco e organização social - a constituição do objeto (20/03/2019 - 20/03/2019)
ALMEIDA, Mauro W. B. de. 2012. Lewis Morgan: 140 anos dos Sistemas de Consanguinidade e Afinidade da Família Humana 1871-2011. Cadernos de Campo 19:309-322. SILVA, Márcio F. 2010. 1871: o ano que não terminou. Cadernos de Campo, n. 19, p. 323-336. LEITURA DE APOIO AUGÉ, M. Introdução ao vocabulário do parentesco In AUGÉ, Marc org... Os domínios do parentesco. Lisboa: Edições 70. BARRY, Laurent et alii. 2000. 'Glossaire de la parenté'. L?Homme, 154-155, pp. 721-732. BATALHA, Luís. 2003. 'Descodificando o parentesco'. Trabalhos de antropologia e etnologia, vol. 43, números 3-4, pp. 97-110. Porto: Sociedade portuguesa de antropologia e etnologia. SCHUSKY, E. ? Manual para Análise do Parentesco. São Paulo: EPU, 1973. (livro disponível no xerox do Adriano)
   Lewis Morgan - 140 anos.pdf 
Evolucionismo, genealogia e terminologia (27/03/2019 - 27/03/2019)
KROEBER, Alfred 'Sistemas classificatórios de Parentesco In Laraia, Roque de Barros org.. 1969. Organização social. Rio de Janeiro: Zahar / Journal of the Royal Anthropological Institute, 1909. 39:77-84. RIVERS, W.H.R. 1991 [1910]. 'O método genealógico de pesquisa em antropologia'. In: R. Cardoso de Oliveira (org.), A Antropologia de Rivers. Edunicamp. pp. 51-67. RIVERS, W.H.R. 1991 [1913]. 'Terminologia classificatória e casamento de primos cruzados'. In: R. Cardoso de Oliveira (org.), A Antropologia de Rivers. Edunicamp. pp. 71-91. MALINOWSKI, Bronislaw. 1930. Kinship. Man, 30:19-29. Existe tradução em português HOCART, A. M. 1969 [1937]. 'Sistemas de parentesco'. In: R. Laraia (org.),Organização Social. Rio de Janeiro: Zahar Editores. pp. 39-49.
Descendência/Estrutural-Funcionalismo - Pessoas, grupos e Estrutura Social (03/04/2019 - 17/04/2019)
RADCLIFFE-BROWN, A.R. 1973 [1941]. 'O Estudo dos Sistemas de Parentesco'. Estrutura e função na sociedade primitiva. Rio de Janeiro: Vozes. pp. 67-114. RADCLIFFE-BROWN, A.R. 1973 [1952/1924]. 'O irmão da mãe na África do Sul'. Estrutura e função na sociedade primitiva. Rio de Janeiro: Vozes. pp.27-45. RADCLIFFE-BROWN, A.R. 1973 [1952/1935]. 'Sucessão patrilinear e matrilinear'. Estrutura e função na sociedade primitiva. Rio de Janeiro: Vozes. pp.46-66. DUMONT, L. 1975 [1971]. Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama. Primera Parte: El parentesco según Radcliffe-Brown; pp. 13-43. EVANS-PRITCHARD, E.E. Os Nuer. Cap. 5: O sistema de linhagens; pp. 201-256. FORTES, Meyer. 1975[1953]. 'La estructura de los grupos de filiacíon unilineal'. In: L. Dumont, Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama. pp. 170-198. Bibliografia complementar RADCLIFFE BROWN, A.R. 1978 [1950]. 'Sistemas africanos de parentesco e casamento ? Introdução". In Melatti J.C. org. Radcliffe-Brown. São Paulo: Atica. pp. 59-161. LEACH, Edmund R. 1975[1962] Sobre ciertos aspectos no considerados de los sistemas de doble filiación. In: L. Dumont, Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama. pp. 199-209. GOODY, Jack. 1975. 'Grupos de filiación. In: L. Dumont, Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama. pp. 210-223. DUMONT, L. 1975 [1971]. Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama -Segunda Parte: La teoría de los grupos de unifiliación; pp. 45-87. FORTES, Meyer. 1950. Parentesco e casamento entre os Ashanti em Sistemas políticos africanos de parentesco e casamento. A.R. Radcliffe-Brown & Daryl Forde (orgs.). Lisboa: Fundac?a?o Calouste Gulbenkian. FIRTH, Raymond. 1998 [1936]. ?Casa? e clã. Nós, os Tikopia. SP: Edusp. Pp. 453-484 FORTES, Meyer. 1953. 'The structure of unilineal descent groups?. American Anthropologist, vol. 53, pp. 25-39. KUPER, Adam. 1982. Lineage Theory: A Critical Retrospect. Annual Reviews of Anthropology, 11, pp. 71-95.
Teoria da Descendência (17/04/2019 - 17/04/2019)
Reposição de aula realizada à tarde.
Aliança/Estruturalismo (24/04/2019 - 24/04/2019)
LÉVI-STRAUSS, Claude. 1945. 'A análise estrutural em linguística e antropologia'. Antropologia Estrutural. LÉVI-STRAUSS, C. 1976 [1967]. As estruturas elementares do parentesco. Petrópolis/São Paulo: Vozes/EDUSP. Capítulos a definir. LÉVI-STRAUSS, C. 1976 [1966]. 'O futuro dos estudos de parentesco'. In: R. Laraia (org.), Organização Social. Rio de Janeiro: Zahar Editores. pp. 124-144. LÉVI-STRAUSS, Claude. 1979. 'L'organisation sociale des Kwakiutl. In: La voie des masques (édition revue, augmentée et rallongée des trois excursions). Paris: Plon. pp. 164-192. LÉVI-STRAUSS, C. 1986 [1983]. 'A família'. O olhar distanciado. Lisboa: Ed. 70 (pp. 69-98). Bibliografia complementar DUMONT, L. [1971] 1975. Introducción a dos teorias de antropologia social. Barcelona: Ed. Anagrama. ('Tercera Parte: La teoría de la alianza matrimonial'; pp. 89-139). LÉVI-STRAUSS, Claude. 1993. 'Reflexões sobre o átomo de parentesco', in: Antropologia Estrutural II, pp. 99-118. Rio de Janeiro: Edições Tempo Brasileiro.
Feriado (01/05/2019 - 01/05/2019)
Desconstruindo o parentesco - Existe Parentesco? (08/05/2019 - 08/05/2019)
LEACH, E. Repensando a Antropologia (cap. 1). São Paulo: Perspectiva, 1974. SCHNEIDER, D. A Critique of the Study of Kinship, Ann Arbor: University of Michigan Press. 1984 SCHNEIDER, D. What is Kinship all about? In P. Reining (ed.), Kinship Studies in the Morgan Centennial Year. Washington: Anthropological Society of Washington, 1972. SCHNEIDER, D. American Kinship: a cultural account. New Jersey: Prentice-Hall, 1968. KUPER, Adam. Cultura a visão dos antropólogos. Bauru, SP: EDUSC, 2002 , cap. 5, 'David Schneider'. WAGNER, Roy. Existem grupos sociais na Nova Guiné? In Cadernos de campo, S. Paulo, nº19, pp.237-57, 2010 (pdf)
Frequências da Turma
# Matrícula MAR ABR MAI JUN Total
13 20 27 17 24 01 08 15 22 29 05 12 19 26
1 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 2019100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 4 0 0 0 0 4 12
3 2019100**** 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4
4 2019100**** 0 0 0 0 0 4 4 0 0 0 0 0 0 0 8
5 2019100**** 4 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 8
6 2019100**** 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4
7 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
8 2019100**** 0 4 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 8
9 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 4
10 2019100**** 0 0 0 4 4 0 4 0 0 0 0 0 0 0 12
11 2019100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 4
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Unid. 2 Unid. 3 Unid. 4 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2019100**** 7,7 7,7 7,7 7,7 7.7 12 AM
2 2019100**** 9,0 9,0 9,0 9,0 9.0 4 AM
3 2019100**** 8,0 8,0 8,0 8,0 8.0 0 AM
4 2019100**** 7,6 7,6 7,6 7,6 7.6 4 AM
5 2019100**** 7,5 7,5 7,5 7,5 7.5 4 AM
6 2019100**** 7,0 7,0 7,0 7,0 7.0 8 AM
7 2019100**** 7,5 7,5 7,5 7,5 7.5 0 AM
8 2019100**** 9,0 9,0 9,0 9,0 9.0 8 AM
9 2019100**** 7,0 7,0 7,0 7,0 7.0 12 AM
10 2019100**** 9,0 9,0 9,0 9,0 9.0 8 AM
11 2019100**** 7,7 7,7 7,7 7,7 7.7 4 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: A constituição do campo: fundamentos teóricos e conceituais. Sistemas terminológicos. Teoria Britânica da descendência e teoria da aliança lévi-straussiana. Residência e modelos híbridos. Herança e onomástica. Crítica ao parentesco. Debates contemporâneos e novas linguagens analíticas (corporalidade, substância, relatedness, casa, etc), que se desenvolvem no marco de novos contextos etnográficos. Novas tecnologias reprodutivas, aparição de novas formas de família e parentalidade.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia: O curso terá a forma de discussões organizadas em torno da bibliografia programada para cada sessão. A leitura dos textos e a participação ativa nas discussões realizadas em sala de aula são condições essenciais para o bom desempenho e para o bom aproveitamento, o que quer dizer que os textos devem ser lidos antes das aulas.
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem: A avaliação final será feita com base em dois instrumentos: (a) 40% da menção final corresponderão à presença e à participação ativa dos discentes nos debates a partir de apresentação dos textos. Em cada sessão do curso, os estudantes deverão elaborar (oralmente) comentários capazes de refletir uma apreciação crítica dos textos e do tema geral sob discussão; (b) 60% da menção final corresponderão à nota do trabalho escrito a ser entregue ao final do semestre. O trabalho deverá dialogar diretamente com a literatura do curso e poderá tomar uma das seguintes formas: (1) projeto de pesquisa; (2) ensaio teórico articulando as questões discutidas por ao menos três autores lidos no curso; (3) análise de situação empírica com base em dados de campo obtidos em pesquisa própria.

Horário de atendimento:
Bibliografia:
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
06/03/2019
06/03/2019
Quarta-Feira de Cinzas (Não haverá aula)
13/03/2019
13/03/2019
Apresentação e discussão do programa e orientações sobre o desenvolvimento da disciplina.
20/03/2019
20/03/2019
Parentesco e organização social - a constituição do objeto
27/03/2019
27/03/2019
Evolucionismo, genealogia e terminologia
03/04/2019
17/04/2019
Descendência/Estrutural-Funcionalismo - Pessoas, grupos e Estrutura Social
17/04/2019
17/04/2019
Teoria da Descendência
24/04/2019
24/04/2019
Aliança/Estruturalismo
01/05/2019
01/05/2019
Feriado
08/05/2019
08/05/2019
Desconstruindo o parentesco - Existe Parentesco?
Avaliações
Data Descrição
24/04/2019 1ª Avaliação
29/05/2019 2ª Avaliação
20/06/2019 3ª Avaliação
03/07/2019 4ª Avaliação
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma
: Visualizar

Título

Data
Não haverá aula dia 06/03, quarta-feira 04/03/2019

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb04.ufpi.br.sigaa vSIGAA_3.12.1068 18/04/2024 16:30