-

PPGPSI018 - TÓPICOS ESPECIAIS I - Turma: 01 (2022.2)

Tópicos Aulas
1. Psicologia, colonialidade e interseccionalidade (15/08/2022 - 15/08/2022)
   Psicologia, esquizoanálise e biopolítica: sofrimento psicossocial e transformação. 
Hur, Domenico Uhng (2018)
  Aníbal Quijano e a perspectiva da colonialidade do poder (pp. 43-48) 
Segato, Rita. (2021). Crítica da colonialidade em oito ensaios: e uma antropologia por demanda. (pp. 43-84). Danielli Jatobá e Danú Gontijo (Trad.) – 1a. ed. - Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Lugones, Maria. (2020). Colonialidade e Gênero (pp. 52-83). 
In: Holanda, Heloísa Buarque de. Pensamento feminista hoje: perspectiva decolonial. (pp. 52-83). Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Oyewúní, Oyèrónkè. (2020). Conceituando o gênero: os fundamentos eurocêntricos dos conceitos feministas e o desafio das epistemologias africanas (pp. 84-95). 
In: Holanda, Heloísa Buarque de. Pensamento feminista hoje: perspectiva decolonial. (pp. 84-95). Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Introdução Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico 
Joaze Bernardino-Costa, Nelson Maldonado-Torres e Ramón Grosfoguel. (2019). In: Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico / organizadores Joaze Bernardino-Costa, Nelson Maldonado- Torres, Ramón Grosfoguel. -- 1. ed. -- Belo Horizonte : Autêntica Editora.
2. Antropoceno e sistema moderno-colonial de gênero (22/08/2022 - 22/08/2022)
  Segato, Rita. (2021). Gênero e colonialidade: do patriarcado comunitário de baixa intensidade ao patriarcado colonial-moderno de alta intensidade (85-120) 
In: Rita Segato. Crítica da colonialidade em oito ensaios: e uma antropologia por demanda. (pp. 85-120). Danielli Jatobá e Danú Gontijo (Trad.) – 1a. ed. - Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Segato, Rita. (2021). O sexo e a norma: frente estatal-empresarial-midiática-cristã. (121-164) 
In: Rita Segato. Crítica da colonialidade em oito ensaios: e uma antropologia por demanda. (pp. 121-164). Danielli Jatobá e Danú Gontijo (Trad.). 1a. ed. - Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Paul B. Preciado (2020). 
Amor no Antropoceno (pp. 115-117). A amnésia do feminismo (pp. 118-121). O feminismo não é um humanismo. (pp. 132-134). O último cercamento: aprendendo sobre a dívida com Silvia Federici. (pp. 49-52). In Paul. B. Preciado. Um apartamento em Urano: crônicas da travessia. (Elaian Aguiar, Trad.). 1a. ed. Rio de Janeiro: Zahar.
3. Lutas das mulheres, trabalho afetivo e relações comunais (29/08/2022 - 29/08/2022)
  Mulheres, lutas por terra e globalização: uma perspectiva internacional (277-302) 
In: Silvia Federici. O ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista. (277-302). (Coletivo Sycorax. Trad. 1a. ed.). São Paulo, SP: Elefante.
  Feminismo e a política do comum em uma era de acumulação primitiva. (303-323). 
In: Silvia Federici. O ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista. (303-323). (Coletivo Sycorax. Trad. 1a. ed.). São Paulo, SP: Elefante.
  Sobre o trabalho afetivo (324-353). 
In: Silvia Federci. O ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista. (324-353). (Coletivo Sycorax. Trad. 1a. ed.). São Paulo, SP: Elefante.
4. Corpoterritório, ecofeminismo, modos de existência e resistência (05/09/2022 - 05/09/2022)
  Território como r-existência: do corpoterritório ao território-corpo (da Terra). 
In: Rogério Haesbaert. Território e descolonialidade: sobre o giro (multi) territorial/de(s)colonial na América Latina. (pp. 161-216). 1a. ed. - Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO; Niterói: Programa de Pós-Graduação em Geografía; Universidade Federal Fluminense.
  Beltrán, Elizabete Peredo. (2019). Ecofeminismo 
In: Pablo Solon (Org.). Alternativas sistêmicas: bem viver, decrescimento, comuns, ecofeminismo, direitos da Mãe Terra e desglobalização. (113-143). (João Peres, Trad.). São Paulo: Elefante.
  Costa, Maria da Graça. (2020). Agroecologia, (eco)feminismos e “bem-viver”: emergências decoloniais no movimento ambientalista brasileiro. 
In: Holanda, Heloísa Buarque de. Pensamento feminista hoje: perspectiva decolonial. (pp. 285-297). Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
5. Epistemologia feminista e pensamento afrodiaspórico (12/09/2022 - 12/09/2022)
  Collins, Patrícia Hill. (2019). Epistemologia feminista negra 
In: Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Joaze Bernardo-Costa, Nelson Maldonado-Torres, Ramon Grosfoguel. (pp. 139-170). 2a. ed. Belo Horizonte: Autêntica
  Pensar a partir do feminismo 
Barragán, Margarita Aguinaga; Lang, Miriam; Chávez, Dunia Mokrani e Santillana, Alejandra. (2020). Pensar a partir do feminismo. In: Holanda, Heloísa Buarque de. Pensamento feminista hoje: perspectiva decolonial. (pp. 216-239). Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
  Vergès, Francoise. (2020). Definir um campo: o feminismo decolonial. 
In: Fraçoise Vergès. Um feminismo decolonial. (pp. 27-77). (Jamille Pinheiro Dias e Raquel Camargo, Trads.). São Paulo: Ubu Editora.
  As Subjetividades Periféricas e os Impasses para a Descolonização da Clínica Psicológica 
Deivison Warlla Miranda e Antônio Vladimir Félix-Silva
6. SAUDE MENTAL DA POPULAÇÃO NEGRA E INTERSECCIONALIDADES (19/09/2022 - 19/09/2022)

LIVRO: 

Pereira. M. O.; Passos, R. G. (2017). Luta antimanicomial e feminismos: discussões de gênero, raça e classe para a reforma psiquiátrica brasileira. RJ: Autografia.

METODOLOGIA: TODOS LEEM TUDO PARA QUE POSSAMOS CONSIDERAR A PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES COMO CRITÉRIO AVALIATIVO DA UNIDADE 2 DA DISCIPLINA.

CADA CAPÍTULO SERÁ APRESENTADO POR UM ÚNICO DISCENTE, QUE APRESENTARÁ EM 15MIN OS PRINCIPAIS ELEMENTOS E PROBLEMATIZAÇÕES DO TEXTO.

CAP 1. LETÍCIA 

CAP 2. RAFAEL

CAP 3. MAYLLA

CAP 4. MARCIA

CAP 5 E 6. INGRYD

CAP 7. LARISSE

CAP 8. GIZELLY

CAP 9. WESLEY

CAP 10. ANDRESSA

 

COMEÇAREMOS RIGOROSAMENTE ÀS 14H. POR ISSO ESTEJA NA SALA ATÉ 5MIN ANTES PARA O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES E DISCUSSÕES PONTUAMENTE. 

7. SAUDE MENTAL DA POPULAÇÃO NEGRA E INTERSECCIONALIDADES (26/09/2022 - 26/09/2022)

LIVRO: 

Pereira. M. O.; Passos, R. G. (2019). Luta antimanicomial e feminismos: inquietações e resistências. RJ: Autografia.

METODOLOGIA: TODOS LEEM TUDO PARA QUE POSSAMOS CONSIDERAR A PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES COMO CRITÉRIO AVALIATIVO DA UNIDADE 2 DA DISCIPLINA.

CADA CAPÍTULO SERÁ APRESENTADO POR UM ÚNICO DISCENTE, QUE APRESENTARÁ EM 15MIN OS PRINCIPAIS ELEMENTOS E PROBLEMATIZAÇÕES DO TEXTO.

CAP 1. LETÍCIA 

CAP 3. RAFAEL

CAP 4. MAYLLA

CAP 5. MARCIA

CAP 6. INGRYD

CAP 7. LARISSE

CAP 8. GIZELLY

CAP 9. WESLEY

CAP 10. ANDRESSA

 

COMEÇAREMOS RIGOROSAMENTE ÀS 14H. POR ISSO ESTEJA NA SALA ATÉ 5MIN ANTES PARA O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES E DISCUSSÕES PONTUAMENTE. 

8. SAÚDE MENTAL E INTERSECCIONALIDADES: FERRAMENTAS PARA MILITÂNCIA (03/10/2022 - 03/10/2022)

LIVRO: 

Pereira. M. O.; Passos, R. G. (2020). Luta antimanicomial e feminismos: formação e militâncias. RJ: Autografia.

METODOLOGIA: TODOS LEEM TUDO PARA QUE POSSAMOS CONSIDERAR A PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES COMO CRITÉRIO AVALIATIVO DA UNIDADE 2 DA DISCIPLINA.

CADA CAPÍTULO SERÁ APRESENTADO POR UM ÚNICO DISCENTE, QUE APRESENTARÁ EM 15MIN OS PRINCIPAIS ELEMENTOS E PROBLEMATIZAÇÕES DO TEXTO.

CAP 1. LETÍCIA 

CAP 2. RAFAEL

CAP 3. MAYLLA

CAP 4. MARCIA

CAP 5. INGRYD

CAP 6. LARISSE

CAP 7. GIZELLY

CAP 8. WESLEY

CAP 9. ANDRESSA

 

COMEÇAREMOS RIGOROSAMENTE ÀS 14H. POR ISSO ESTEJA NA SALA ATÉ 5MIN ANTES PARA O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES E DISCUSSÕES PONTUAMENTE. 

9. SAÚDE MENTAL E INTERSECCIONALIDADES: FERRAMENTAS PARA MILITÂNCIA E QUALIFICAÇÃO CLÍNICO-POLÍTICA (10/10/2022 - 10/10/2022)

LIVRO: 

Pereira. M. O.; Passos, R. G. (2020). Luta antimanicomial e feminismos: formação e militâncias. RJ: Autografia.

METODOLOGIA: TODOS LEEM TUDO PARA QUE POSSAMOS CONSIDERAR A PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES COMO CRITÉRIO AVALIATIVO DA UNIDADE 2 DA DISCIPLINA.

CADA CAPÍTULO SERÁ APRESENTADO POR UM ÚNICO DISCENTE, QUE APRESENTARÁ EM 15MIN OS PRINCIPAIS ELEMENTOS E PROBLEMATIZAÇÕES DO TEXTO.

CAP 10. LETÍCIA 

CAP 11. RAFAEL

CAP 12. MAYLLA

CAP 13. MARCIA

CAP 14. INGRYD

 

LIVRO: Nogueira, I. B (2021). A cor do inconsciente. Significações do corpo negro. SP: Autêntica.

INTRODUÇÃO. LARISSE

CAP 1. GIZELLY

CAP 2. WESLEY

 

 

COMEÇAREMOS RIGOROSAMENTE ÀS 14H. POR ISSO ESTEJA NA SALA ATÉ 5MIN ANTES PARA O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES E DISCUSSÕES PONTUAMENTE. 

10. SAÚDE MENTAL E INTERSECCIONALIDADES: FERRAMENTAS PARA QUALIFICAÇÃO CLÍNICO-POLÍTICA E PARA ANÁLISE DE IMPLICAÇÃO (17/10/2022 - 17/10/2022)

LIVRO: Nogueira, I. B (2021). A cor do inconsciente. Significações do corpo negro. SP: Autêntica.

METODOLOGIA: TODOS LEEM TUDO PARA QUE POSSAMOS CONSIDERAR A PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES COMO CRITÉRIO AVALIATIVO DA UNIDADE 2 DA DISCIPLINA.

CADA CAPÍTULO SERÁ APRESENTADO POR UM ÚNICO DISCENTE, QUE APRESENTARÁ EM 15MIN OS PRINCIPAIS ELEMENTOS E PROBLEMATIZAÇÕES DO TEXTO.

CAP 3. ANDRESSA/MAYLLA

CAP 4. MARCIA/INGRYD 

CAP 5. LETÍCIA/RAFAEL

- ABERTURA PARA O DIÁLOGO SOBRE CONTRIBUIÇÕES DO MÓDULO PARA OS PROJETOS DE PESQUISA E PARA O CAMPO DAS ANÁLISES DE  IMPLICAÇÃO DA/O PESQUISADORA/DOR 

COMEÇAREMOS RIGOROSAMENTE ÀS 14H. POR ISSO ESTEJA NA SALA ATÉ 5MIN ANTES PARA O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES E DISCUSSÕES PONTUAMENTE. 

- (24/10/2022 - 24/10/2022)
11. A-terrar os saberes: o futuro é feminista? (07/11/2022 - 07/11/2022)

– A-terrar os saberes: o futuro é feminista?

Haraway, D. Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial. Cadernos Pagu, (n. 5, v. 1), 7-41, 1995.

https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1773

 

HARAWAY, D. Antropoceno, capitaloceno, plantationoceno, chthuluceno: Fazendo parentes. ClimaCom Cultura Científica - pesquisa, jornalismo e arte. Ano 3, n. 5 2016

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4197142/mod_resource/content/0/HARAWAY_Antropoceno_capitaloceno_plantationoceno_chthuluceno_Fazendo_parentes.pdf

 

COSTA, C.; FUNCK, S. O Antropoceno, o pós-humano e o novo materialismo: intervenções feministas. Revista Estudos Feministas [online]. 2017, v. 25, n. 2, p. 903-908. https://doi.org/10.1590/1806-9584.2017v25n2p903

 

Extra:

VIVEIROS DE CASTRO, E. A indianidade é um projeto de futuro, não uma memória do passado. Entrevista com Eduardo Viveiros de Castro. Prisma Jurídico, vol. 10, núm. 2, p. 257-268, 2011.

https://www.redalyc.org/pdf/934/93421623002.pdf

12. O recado da mata (14/11/2022 - 14/11/2022)

O recado da mata

VIVEIROS DE CASTRO, E. O recado da mata. Prefácio. In: Kopenawa, D.; Albert, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4886744/mod_resource/content/1/A_QUEDA_DO_CEU.pdf

 

Viveiros de Castro, E. (2007) “A floresta de cristal”: notas sobre a ontologia dos espíritos amazônicos. Cadernos de Campo, n. 14-15. pp. 319-338.

http://www.iea.usp.br/eventos/viveiros-floresta

 

Frant, A. O povo que falta, nós já tínhamos: sobre escrita e perspectivismo ameríndio. estudos de literatura brasileira contemporânea, n. 53, p. 329-341, jan./abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2316-40185314

https://www.scielo.br/j/elbc/a/sD8BwBfbxY8TSLjrfqWD9BN/?lang=pt&format=pdf

 

Extra:

PRADO, G. A. S. Almas sitiadas e os piratas da peste. ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade, v. 11 (1), 2021. pp. 64-77. Disponível em: http://www.periodicoshumanas.uff.br/ecos/article/view/3048/1713

 

 

 

13. Quem é gente e quem não é? (21/11/2022 - 21/11/2022)

Quem é gente e quem não é?          

 

Cap. 15: Comedores de terra.

Kopenawa, D.; Albert, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

 

Gonçalves, F. Noção de pessoa: apontamentos sobre um alargamento teórico possível. INTRATEXTOS, Rio de Janeiro, vol. 10, n.1, 2019, p. 1-17. ISSN 2176-6789

https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/intratextos/article/viewFile/33913/28352

 

SEEGER, Anthony; DA MATTA, Roberto; VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. “A construção da pessoa nas sociedades indígenas brasileiras”. Boletim do Museu Nacional, Série Antropologia, n. 32, p. 2-19. 1979

http://etnolinguistica.wdfiles.com/local--files/pessoa%3Aabertura/seeger_matta_castro_1979_pessoa.pdf

 

 

Extra:

Prado, G. A. S. (2020) Coloniality and perspectivism in psychology from damnation to ecosophical care relations, International Review of Psychiatry, 32(4) 1-7 http://dx.doi.org/10.108009540261.2020.1765747

https://www.academia.edu/71615531/Coloniality_and_perspectivism_in_psychology_from_damnation_to_ecosophical_care_relations

14. “Dar corpo” ao sujeito? (28/11/2022 - 28/11/2022)

“Dar corpo” ao sujeito?

 

Cap. 12: Virar branco?

Kopenawa, D.; Albert, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

 

VIVEIROS DE CASTRO, E. 1979. A fabricação do corpo na sociedade xinguana. Boletim do Museu Nacional, Série Antropologia, n. 32, p. 40-49.

http://etnolinguistica.wdfiles.com/local--files/pessoa%3Acastro/castro_1979_xingu.pdf

 

LATOUR, Bruno. 2008. “Como falar do corpo? A dimensão normativa dos estudos sobre ciência”. In: João Nunes & Ricardo Roque (orgs.), Objectos impuros: experiências em estudos sobre a ciência. Porto: Edições Afrontamento. pp. 39-61.

http://www.bruno-latour.fr/sites/default/files/downloads/77-BODY-NORMATIVE-POR.pdf

 

TAVARES, F. Rediscutindo conceitos na antropologia da saúde: notas sobre os agenciamentos terapêuticos. Mana, v. 23, p. 201-228, 2017.

https://www.scielo.br/j/mana/a/vDTTSx75GBVPrqhsqctPqRc/?format=pdf&lang=pt

15. Psicologia, Cosmopolítica e Antropofagia desde as brasilidades (05/12/2022 - 05/12/2022)

Psicologia, Cosmopolítica e Antropofagia desde as brasilidades

 

Cap. 23: O espírito da floresta

Kopenawa, D.; Albert, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

 

Prado, G., & Moura, M. Cosmopolítica e Antropofagia: a psicologia das relações heterogêneas. In: Lemos, F. et al. (org.) Foucault, Deleuze, Guattari e Lourau: encontros com a arqueogenealogia, esquizoanálise e análise institucional. Curitiba: CRV, 2021. pp. 255-274

https://www.academia.edu/75310476/Prado_G_and_Moura_M_Cosmopol%C3%ADtica_e_Antropofagia_a_psicologia_das_rela%C3%A7%C3%B5es_heterog%C3%AAneas_In_Lemos_F_et_al_org_Foucault_Deleuze_Guattari_e_Lourau_encontros_com_a_arqueogenealogia_esquizoan%C3%A1lise_e_an%C3%A1lise_institucional_Curitiba_CRV_2021_pp_255_274

 

 

VIVEIROS DE CASTRO, E. A identidade brasileira.

https://www.academia.edu/84021322/Identidade_brasileira?email_work_card=thumbnail

 

Extra:

PRADO, G. A. S.; COSTA, M. Brasilidades e Devir. POLIS E PSIQUE, v. 10, p. 263-273, 2020.

http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rpps/v10n3/v10n3a14.pdf

Frequências da Turma
# Matrícula AGO SET OUT NOV DEZ Total
15 22 29 19 26 03 10 17 24 31 07 21 28 05 12
1 2022100**** 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 4 0 0 0 0 8
2 2022100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 4
3 2021100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
4 2022100**** 4 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 12
5 2022100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
6 2022100**** 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 8
7 2021100**** 0 0 0 0 0 4 0 0 0 4 4 0 0 0 0 12
8 2022100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 4
9 2022100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Unid. 2 Unid. 3 Unid. 4 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 0 AM
2 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 4 AM
3 2021100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 12 AM
4 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 8 AM
5 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 0 AM
6 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 12 AM
7 2021100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 0 AM
8 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 4 AM
9 2022100**** 10,0 10,0 10,0 10,0 10.0 8 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nenhum item foi encontrado

Notícias da Turma
: Visualizar

Título

Data
Sala 739 - local das aulas 15/08/2022
Orientações para aula do dia 15 de agosto de 2022 06/08/2022

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb03.ufpi.br.sigaa vSIGAA_3.12.1079 28/05/2024 12:03