-

PPGCFARM013 - FARMACOLOGIA DE PRODUTOS NATURAIS - Turma: 01 (2012.2)

Tópicos Aulas
Autorização de acesso a componente do patrimônio genético (18/09/2012 - 18/09/2012)

Regras e resoluções referentes a autorização de acesso a componente do patrimônio genético.

   Resolução número 21 
RESOLUÇÃO No 21, DE 31 DE AGOSTO DE 2006 O CONSELHO DE GESTÃO DO PATRIMÔNIO GENÉTICO, tendo em vista as competências que lhe foram conferidas pela Medida Provisória no 2.186-16, de 23 de agosto de 2001, e pelo Decreto no 3.945, de 28 de setembro de 2001, e o disposto no art. 13, inciso I, do seu Regimento Interno;
  Resolução número 28 
RESOLUÇÃO Nº 28, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2007 - Altera art. 1º da Resolução nº 21, de 31 de agosto de 2006.
  Resolução número 29 
RESOLUÇÃO Nº 29, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2007 - Dispõe sobre o enquadramento de óleos fixos, óleos essenciais e extratos no âmbito da Medida Provisória nº 2.186-16, de 23 de agosto de 2001.
  RESOLUÇÃO Nº 34, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2009 
RESOLUÇÃO Nº 34, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2009- Estabelece a forma de comprovação da observância da Medida Provisória nº 2.186-16, de 23 de agosto de 2001, para fins de concessão de patente de invenção pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, e revoga a Resolução nº 23, de 10 de novembro de 2006.
  Regras para o Acesso Legal ao Patrimônio Genético e Conhecimento Tradicional Associado 
Regras para o Acesso Legal ao Patrimônio Genético e Conhecimento Tradicional Associado.
  FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE ACESSO E REMESSA A COMPONENTE DO PATRIMÔNIO GENÉTICO 
FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE ACESSO E REMESSA A COMPONENTE DO PATRIMÔNIO GENÉTICO E/OU AO CONHECIMENTO TRADICIONAL ASSOCIADO.
  Artigo II para discussão 
Artigo II para discussão e apresentação dos principais resultados.
  Artigo IV para discussão 
Artigo IV para discussão e apresentação dos principais resultados.
Discussão dos artigos científicos elaborados. (18/09/2012 - 18/09/2012)

Discussão prática em sala dos artigos científicos elaborados.

Revisão integrativa: o que é e como fazer (21/09/2012 - 21/09/2012)

Abordagem sobre revisão integrativa que é um método que proporciona a síntese de conhecimento e a incorporação da aplicabilidade de resultados de estudos significativos na prática, visando principalmente a área de ciências farmacêuticas.

  Revisão integrativa o que é e como fazer? 
A revisão integrativa é um método que proporciona a síntese de conhecimento e a incorporação da aplicabilidade de resultados de estudos significativos na prática.
  Artigo sobre revisão integrativa 
Artigo baseado em evidências científicas para discussão.
Como elaborar um artigo científico? Parte I (25/09/2012 - 25/09/2012)

Essa parte da disciplina apresentará os elementos que constituem a estrutura de um artigo cientifico bem como apresenta de forma geral as regras de apresentação, o resumo, a citação no texto e as referências. As orientações que serão apresentadas baseiam-se na norma para apresentação de artigo científico, a NBR 6022 de 2003 e de outras revistas científicas da área de Ciências Farmacêuticas com ênfase no Qualis.

  COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Parte I 
Essa parte da disciplina apresentará os elementos que constituem a estrutura de um artigo cientifico bem como apresenta de forma geral as regras de apresentação, o resumo, a citação no texto e as referências. As orientações que serão apresentadas baseiam-se na norma para apresentação de artigo científico, a NBR 6022 de 2003 e de outras revistas científicas da área de Ciências Farmacêuticas com ênfase no Qualis.
Orientações básicas na elaboração do artigo científico (28/09/2012 - 28/09/2012)

Essa parte da disciplina abordará as normas de cinco periódicos das áreas de Ciências Farmacêuticas com a finalidade de orientar os acadêmicos da pós-graduação em Ciências Farmacêuticas sobre a publicação de Artigos Científicos procurando estabelecer, de forma sintética, os principais cuidados a ter na escrita do texto científico. Neste sentido, descreve-se seqüencialmente, os sucessivos componentes para a construção do texto cientifico.

 

  Orientações básicas na elaboração do artigo científico 
Essa parte da disciplina trata a respeito das Normas de periódicos científicos em Ciências Farmacêuticas com a finalidade de orientar os acadêmicos do PPGCF sobre a publicação de Artigos Científicos procurando estabelecer, de forma sintética, os principais cuidados a ter na escrita do texto científico. Neste sentido, descreve-se seqüencialmente, os sucessivos componentes para a construção do texto cientifico.
Primeira Avaliação Parcial (02/10/2012 - 02/10/2012)

Realização da primeira avaliação parcial.

Introdução à segunda parte da disciplina (parametros relacionados à pesquisa com produtos naturais) (02/10/2012 - 02/10/2012)

Introdução à disciplina: Aula expositiva sobre os parametros relacionados à pesquisa com produtos naturais; distribuição dos seminários e critérios de avaliação.

Modelos animais de ansiedade - parte I (05/10/2012 - 05/10/2012)

Estudar os modelos animais de ansiedade que serão utilizados em aulas práticas para avaliar diversos padrões etológicos envolvidos nos transtornos de ansiedade em animais de laboratório.

  Artigo I para discussão 
Artigo I para discussão e apresentação dos principais resultados.
  Artigo I para discussão 
Artigo I para discussão e apresentação dos principais resultados.
  Artigo II para discussão 
Artigo II para discussão e apresentação dos principais resultados.
  Artigo II para discussão 
Artigo II para discussão e apresentação dos principais resultados.
Seminário I - III (revisões) (05/10/2012 - 05/10/2012)

Seminários 1 e 2: J Pharm Pharmaceut Sci., 11, 2, 81s-110s, 2008.

Seminário 3: Pharmacological Research, 66, 7– 18, 2012.

Modelos animais de ansiedade - parte II (09/10/2012 - 09/10/2012)

Nessa parte da disciplina será abordada a relação entre os modelos animais e os transtornos de ansiedade em humanos (Labirinto em Cruz Elevado). Discussão de artigos científicos.

  Artigo III para discussão 
Artigo III para discussão e apresentação dos principais resultados.
Seminários IV - VI (modelos animais: atividade anti-inflamatória) (09/10/2012 - 09/10/2012)

Seminário 4: Journal of Ethnopharmacology, 110, 323–333, 2007

Seminário 5: Journal of Ethnopharmacology 143, 746–753, 2012

Seminário 6: International Journal of Molecular Sciences, 13, 1481-1496, 2012

Feriado (12/10/2012 - 12/10/2012)
Modelos animais de ansiedade - parte III (16/10/2012 - 16/10/2012)

Nessa parte da disciplina será abordada a relação entre os modelos animais e os transtornos de ansiedade em humanos (Teste Claro Escuro). Discussão de artigos científicos.

  Artigo IV para discussão 
Artigo IV para discussão e apresentação dos principais resultados.
  Artigo V para discussão 
Artigo V para discussão e apresentação dos principais resultados.
Seminários VII - IX (modelos animais: atividade antinociceptiva) (16/10/2012 - 16/10/2012)

Seminário 7: Neuropharmacology, 63, 593-605, 2012

Seminário 8: Food and Chemical Toxicology, 50, 2923–2929, 2012

Seminário 9: Fitoterapia, 81, 680–689, 2010

Atividade em sala (23/10/2012 - 23/10/2012)

Atividade realizada em sala a partir de artigos científicos

Seminários X - XII (NDDS x produtos naturais) (26/10/2012 - 26/10/2012)

Seminário 10 e 11: Alternative Medicine Review, 14, 3, 2009 (dupla)

Seminário 12: European Journal of Pharmaceutical Sciences, 2012

Seminários XIII - XV (NDDS x produtos naturais) (30/10/2012 - 30/10/2012)

Seminário 13 e 14: International Journal of Nanomedicine, 7, 4207–22, 2012

Seminário 15: Biochemical Pharmacology 80, 1833–1843, 2010

Seminário XVI (NDDS x produtos naturais) / Avaliação final (06/11/2012 - 06/11/2012)

Seminário 16 : Free Radical Biology and Medicine, 2012

Avaliação final a partir dos conteúdos trabalhados em sala

Frequências da Turma
# Matrícula SET OUT NOV Total
18 21 25 28 02 05 09 16 23 26 30 06
1 201210**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 201210**** 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 4
3 201110**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
4 201210**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
5 201210**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
6 201210**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
7 201210**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
8 201210**** 0 0 0 0 0 0 4 0 0 0 0 0 4
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 201210**** 8,0 8.0 0 AM
2 201210**** 7,5 7.5 0 AM
3 201210**** 8,0 8.0 0 AM
4 201110**** 8,5 8.5 0 AM
5 201210**** 7,0 7.0 0 AM
6 201210**** 7,0 7.0 0 AM
7 201210**** 8,0 8.0 0 AM
8 201210**** 7,5 7.5 0 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: Conhecimento tradicional e a diversidade biológica. Metodologia de pesquisa. A legislação brasileira e a pesquisa de plantas medicinais. Acesso ao conhecimento tradicional. A etnofarmacologia como ferramenta na descoberta de produtos ativos. Estudos das diretrizes farmacológicos, imunológicos e toxicológicos pré-clínicos com plantas medicinais. Abordagens de métodos de estudo farmacológicos e toxicológicos pré-clínicos de produtos bioativos. Legislação que regulamenta os testes farmacológicos, imunológicos, toxicológicos pré-clínicos e clínicos.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia: Técnicas Educacionais
- Aula expositivo-dialogada, discussão e estudos em grupos.
- Leitura e análise de artigos científicos.
- Aulas práticas com modelos animais farmacológicos.

Recursos Didáticos
- Projetor Multimídia, notebook e apontador a laser.
- Textos de apoio (artigos científicos).
- Quadro branco.
- Internet.

Atividades práticas

As atividades práticas serão realizadas no laboratório de informática e no laboratório de Bioquímica e Farmacologia para discentes da UFPI, envolvendo realização de estudos de fármacos em modelos animais experimentais.
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem: Serão realizadas ao longo do semestre letivo duas avaliações escritas com questões subjetivas e um seminário. Conforme estabelece a Resolução no 043/95, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – CEPEX, estará aprovado(a) na disciplina, o(a) aluno(a) que obtiver frequência nas aulas igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária da disciplina e média igual ou superior a 7,0 (sete). Assim, a média do(a) aluno(a) será calculada da seguinte forma:

MF = 1AP + 2AP + Seminário / 3
AV – Avaliação escrita.
NS – Nota do seminário.
Cada avaliação escrita computará nota de 0 (zero) a 10 (dez) pontos.

Horário de atendimento:
Bibliografia:
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
18/09/2012
18/09/2012
Autorização de acesso a componente do patrimônio genético
18/09/2012
18/09/2012
Discussão dos artigos científicos elaborados.
21/09/2012
21/09/2012
Revisão integrativa: o que é e como fazer
25/09/2012
25/09/2012
Como elaborar um artigo científico? Parte I
28/09/2012
28/09/2012
Orientações básicas na elaboração do artigo científico
02/10/2012
02/10/2012
Primeira Avaliação Parcial
02/10/2012
02/10/2012
Introdução à segunda parte da disciplina (parametros relacionados à pesquisa com produtos naturais)
05/10/2012
05/10/2012
Modelos animais de ansiedade - parte I
05/10/2012
05/10/2012
Seminário I - III (revisões)
09/10/2012
09/10/2012
Modelos animais de ansiedade - parte II
09/10/2012
09/10/2012
Seminários IV - VI (modelos animais: atividade anti-inflamatória)
12/10/2012
12/10/2012
Feriado
16/10/2012
16/10/2012
Modelos animais de ansiedade - parte III
16/10/2012
16/10/2012
Seminários VII - IX (modelos animais: atividade antinociceptiva)
23/10/2012
23/10/2012
Atividade em sala
26/10/2012
26/10/2012
Seminários X - XII (NDDS x produtos naturais)
30/10/2012
30/10/2012
Seminários XIII - XV (NDDS x produtos naturais)
06/11/2012
06/11/2012
Seminário XVI (NDDS x produtos naturais) / Avaliação final
Avaliações
Data Descrição
02/10/2012 1ª Avaliação
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma

Nenhum item foi encontrado

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb04.ufpi.br.sigaa vSIGAA_3.12.1077 19/05/2024 08:23