Notícias

Banca de DEFESA: MAYARA SOUSA FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAYARA SOUSA FERREIRA
DATA: 01/04/2016
HORA: 16:00
LOCAL: SALA 458 DCS- CCE UFPI
TÍTULO:

MEMÓRIAS DA CULTURA: ESTRATÉGIAS E TÁTICAS DE REVESTRÉS NA (RE) CONSTRUÇÃO DAS IDENTIDADES PIAUIENSES


PALAVRAS-CHAVES:

Estratégias e táticas. Identidades culturais. Jornalismo Cultural. Memórias. Revestrés.


PÁGINAS: 210
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
SUBÁREA: Teoria da Comunicação
RESUMO:

O jornalismo atua na construção das memórias das coletividades a partir do enquadramento que faz dos acontecimentos para veiculação midiática em forma de notícias. Desse modo, contribui para a construção e fortalecimento das identidades, dada a legitimidade das suas narrativas e seu lugar credível de fala. Ressaltamos o papel do jornalismo como um lugar de memória, que transpõe o espaço físico, mas abrange também o simbólico, e conduzimos a discussão para o segmento específico do Jornalismo Cultural. Para tanto, escolhemos como objeto de pesquisa uma revista especializada em cultura, cuja veiculação se dá no Piauí: a Revestrés. Assim sendo, esta dissertação tem o propósito de analisar o papel da revista Revestrés na (re)construção das memórias e das identidades piauienses, através do uso de estratégias e táticas dessa publicação. No que se refere aos procedimentos metodológicos, trabalhamos com a pesquisa documental em duas etapas. Inicialmente, realizamos a análise de conteúdo quantitativa para traçarmos o perfil da revista e, em seguida, analisamos, sob uma abordagem qualitativa, as estratégias e táticas empregadas, com vistas à proposição de Michel de Certeau (2014). A amostra foi composta por 22 exemplares publicados nos primeiros quatro anos do periódico, entre 2012 e 2015. Diante do exposto, os resultados mostram que Revestrés contribui potencialmente para a reconstrução das identidades piauienses, a partir da valorização de aspectos diferenciais, mas, ao mesmo tempo, os rastros e indícios mnemônicos afastam-na das culturas interiorana, negra e indígena típicas do estado, as quais obtêm pouca visibilidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1354316 - ANA REGINA BARROS REGO LEAL
Externo à Instituição - JOSÉ RIBAMAR FERREIRA JUNIOR - UFMA
Interno - 2575484 - NILSANGELA CARDOSO LIMA
Notícia cadastrada em: 01/03/2016 11:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 09/12/2022 03:18