Notícias

Banca de DEFESA: THAIS BARBOSA COSTA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAIS BARBOSA COSTA DOS SANTOS
DATA: 06/10/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 369-Espaço Integrado I/CCHL.
TÍTULO: GESTÃO PÚBLICA E PLANEJAMENTO URBANO: A ARQUITETURA E O URBANISMO NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA CIDADE DE TERESINA-PI.
PALAVRAS-CHAVES: Gestão pública, planejamento urbano, desenvolvimento sustentável.
PÁGINAS: 142
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Como toda cidade, Teresina é um organismo vivo, que sofreu transformações, ao longo dos anos, em sua estrutura física e nas funções a que se destina, e que continua a ser transformada a cada dia, de maneira ininterrupta. Desde a sua fundação, ocorreram inúmeros avanços e retrocessos em relação à maneira como é realizado o seu planejamento urbano, sendo a gestão pública influente na formação da imagem da cidade e em sua concepção e organização física, por meio da realização de ações de infraestrutura e da criação de normatizações. Em vista da necessidade de um desenvolvimento urbano que englobe benefícios tanto para a sociedade, quanto para a economia e o meio ambiente, sabe-se que o objetivo a ser alcançado é o desenvolvimento sustentável. O presente trabalho teve como propósito compreender se as relações entre planejamento urbano e gestão pública, verificadas em Teresina-PI tem contribuído para o desenvolvimento sustentável da mesma. Por meio da realização de um apanhado histórico acerca da evolução urbana de Teresina e das regulamentações que a acompanharam, com enfoque na realização de práticas relacionadas à arquitetura e urbanismo, o estudo observou como as transformações da morfologia de Teresina influenciaram diretamente e significativamente na qualidade de vida das pessoas. Como conclusão do estudo, observou-se que a gestão pública municipal de Teresina e que os primeiros planejamentos urbanos realizados para ela, até o ano de 2016, não constituíram suporte para o seu desenvolvimento sustentável, sendo a Agenda 2030 e o PDOT os pontos de partida para a mudança dessa realidade. Nisto, destaca-se que há ainda a ser enfrentada uma grande deficiência no que concerne à execução do que se é planejado, a utilização dos instrumentos de controle urbano, à fiscalização do cumprimento das leis e a aplicação de sanções para o descumprimento das mesmas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Presidente - 423006 - ANTONIO FONSECA DOS SANTOS NETO
Interno - 1863069 - MONIQUE DE MENEZES
Notícia cadastrada em: 27/09/2022 07:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 30/11/2022 17:56