Notícias

Banca de DEFESA: IVAN DOS SANTOS SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IVAN DOS SANTOS SILVA
DATA: 20/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório da Pós-Graduação
TÍTULO: COMPLEXO DE INCLUSÃO DE SULCATONA EM β-CICLODEXTRINA: PREPARAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO, ESTUDO COMPUTACIONAL E INVESTIGAÇÃO DA ATIVIDADE VASORRELAXANTE
PALAVRAS-CHAVES: Sulcatona, β-ciclodextrina, spray-drier, Hipotensão, Atividade vasorrelaxante.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

Sulcatona (SU), 6-metil-hept-5-en-2-ona, uma cetona monoterpenoide encontrada nas plantas das espécies Cymbopogon citratus (capim-limão), Cymbopogon winterianus Jowitt) (citronela), Cymbopogon martinii (pau rosa) e Aristolochia trilobata (angelicó), que apresenta propriedades aleloquímicas e é bastante utilizada como ingrediente aromatizante em vários produtos como óleos e sabonetes. As ciclodextrinas (CD), oligossacarídeos naturais de glicose, possuem uma cavidade hidrofóbica que pode encapsular diversas substâncias formando um sistema hóspede-hospedeiro denominado de complexo de inclusão. O complexo de inclusão contribui no aumento da estabilidade e biodisponibilidade da molécula encapsulada.  Neste estudo, um complexo de inclusão de SU em β-CD foi preparado, caracterizado por métodos espectroscópicos (IVTF, DRX e RMN-1H), técnicas termogravimétricas (DSC, TG e TGA) e quantificado por headspace estático acoplado à cromatografia à gás e espectrometria de massas (HS-CG-EM). O método computacional ONIOM foi utilizado para a determinação de parâmetros termodinâmicos (ΔGº, Kf e energia de interação) do complexo SU-β-CD que permitiram avaliar a orientação mais provável da encapsulação da molécula de SU na cavidade hidrofóbica da β-CD. A constante de formação (Kf) do complexo SU-β-CD foi determinada experimentalmente por headspace estático (337,6 mol L-1) e teoricamente pelo método ONIOM (358,37 mol L-1), evidenciando boa concordância dos valores. A eficiência de encapsulação de 37% demonstrou que a complexação da SU em β-CD foi aceitável, pois a literatura relata que esse parâmetro deve ser no mínimo de 35%. Foram realizados estudos in vivo e in vitro em ratos normotensos para se avaliar as atividades vasorrelaxante e hipotensora da SU e do complexo SU-β-CD. O vasorrelaxamento é uma das funções do endotélio que contribui para o controle da pressão arterial. A disfunção endotelial produz a hipertensão arterial sistêmica, um dos grandes problemas de saúde pública, responsável por diversas doenças coronarianas, encefálicas e inúmeros óbitos. Os resultados obtidos demonstraram que a administração oral do SU-β-CD (100 mg kg-1, pó.) produziram um efeito hipotensivo mais pronunciado quando comparados ao da SU não complexada. Esses resultados demonstram que o complexo de inclusão SU-β-CD apresenta potencial para elaboração de um fármaco que possa ser utilizado no controle da hirpertensão arterial sistêmica em seres humanos.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1549302 - SIDNEY GONCALO DE LIMA
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Interno - 1210376 - SAMYA DANIELLE LIMA DE FREITAS
Externo ao Programa - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1888044 - GERARDO MAGELA VIEIRA JUNIOR
Externo ao Programa - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Externo à Instituição - TERESINHA DE JESUS AGUIAR DOS SANTOS ANDRADE - IFMA
Notícia cadastrada em: 09/03/2020 10:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 03/06/2020 04:12