Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IZAMARA IANCOWICH

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IZAMARA IANCOWICH
DATA: 30/09/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Sala Virtual
TÍTULO: DESAFIOS E PERSPECTIVAS DO TURISMO EM REGIÕES NÃO LITORÂNEAS: ESTUDO DO POLO TERESINA, PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Desenvolvimento Turístico; Turismo cultural; Turismo religioso; Sustentabilidade no turismo.
PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Entende-se o desenvolvimento turístico como uma forma de se alcançar rentabilidade
econômica, geração de emprego e renda, desenvolvimento de novos produtos e serviços,
ocasionando em melhorias de equipamento de apoio e da infraestrutura turística. Ao longo dos
anos inúmeras políticas de turismo foram implementadas como forma de estruturar o turismo
brasileiro. Uma delas foi a criação dos polos turísticos, que foram idealizados como forma de
descentralizar a gestão turística, tornando-se oficialmente uma metodologia de planejamento e
desenvolvimento. Nesta perspectiva, esperava-se que o turismo fosse uma atividade bem
estruturada e economicamente importante para o Estado. Entretanto, observa-se fragilidade do
Piauí na participação do turismo, tanto regionalmente como nacionalmente. Entre os polos
turísticos existentes no Piauí, destaca-se o Polo Teresina, considerado um dos mais importantes,
pois nele se encontra a capital do estado. Atualmente, o Polo Teresina está formado pelos
municípios de Teresina, José de Freitas, Monsenhor Gil e Santa Cruz dos Milagres,
apresentando atrativos turísticos tanto naturais como culturais, contudo não se percebe um
turismo consolidado e nem são observadas ações voltadas para seu desenvolvimento. Dessa
forma, faz-se necessária a realização de estudos voltados para o conhecimento do Polo Teresina
e suas potencialidades turísticas, visando apoiar os gestores em ações voltadas para o
desenvolvimento e divulgação do turismo no local. Neste estudo, pretende-se, então, como
objetivo geral, analisar os desafios e as potencialidades da atividade turística no Polo Teresina,
abordando aspectos de desenvolvimento econômico, social e ambiental. A metodologia adotada
foi exploratória-descritiva, em que se buscou aprofundar, teoricamente, os assuntos discutidos.
Foram analisados os Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável – Polo de
Teresina, (2014) e o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável do
Munícipio de Teresina (2011), além do Plano Diretor das cidades que formam o polo, e as
políticas estaduais voltadas para o turismo no Piauí. Está sendo realizado, ainda, levantamento
das agências de turismo, que atuam em Teresina, para identificar a existência, ou não, de
material de divulgação e propostas de pacotes turísticos para as cidades estudadas. Também,
está sendo efetivado levantamento dos órgãos voltados para o turismo, além das potencialidades
turísticas existentes de cada município do Polo Teresina, por meio de contato com os órgãos
gestores municipais, sites e pesquisa em artigos. Até o momento, foi observada pouca inserção
do turismo no desenvolvimento do polo. Dos municípios que compõem o polo, somente
Teresina tem infraestrutura de suporte ao turismo, os demais apresentam uma infraestrutura
incipiente para serem caraterizados municípios turísticos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Interno - 2129289 - MARCIA LEILA DE CASTRO PEREIRA
Externo à Instituição - SAMMYA VANESSA VIEIRA CHAVES - IFPI
Externo à Instituição - VANICE SANTIAGO FRAGOSO SELVA - UFPE
Presidente - 1354664 - WILZA GOMES REIS LOPES
Notícia cadastrada em: 04/09/2020 16:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 25/10/2020 01:40