Notícias

Banca de DEFESA: WANESSA SALES DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WANESSA SALES DE ALMEIDA
DATA: 25/02/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório Professora Francisca Elima Cavalcante Luz
TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA, ATIVIDADE ANTIBACTERIANA, ANTIFÚNGICA E ANTIAFLATOXIGÊNICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Lippia lasiocalycina TERESINA, PI 2018
PALAVRAS-CHAVES: Aspergillus flavus. Aflatoxina. Óxido de Piperitenona. Fungo
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

ALMEIDA, W. S. Caracterização química, atividade antibacteriana, antifúngica e
antiaflatoxigênica do óleo essencial de Lippia lasiocalycina. Dissertação (Mestrado em
Alimentos e Nutrição), Universidade Federal do Piauí – UFPI, Teresina - PI, 2018.
A contaminação de alimentos por espécies fúngicas produtoras de aflatoxinas geram enormes
perdas econômicas e afetam diretamente a saúde dos consumidores. A busca por métodos de
conservação mais naturais tem levantado interesse sobre o potencial de óleos essenciais como
antifúngicos em alimentos. Assim, o presente trabalho teve como objetivo caracterizar
quimicamente e avaliar a atividade antibacteriana, antifúngica e antiaflatoxigênica do óleo
essencial de Lippia lasiocalycina. O óleo foi extraído por hidrodestilação e a análise dos
constituintes químicos foi realizada por cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de
massas. A concentração inibitória mínima foi determinada pelo método de microdiluição contra
cepas de Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Candida albicans e Aspergillus flavus. O
potencial de inibição do crescimento fúngico e da produção de aflatoxina B1 foi testado por
contato direto e por ação dos compostos voláteis. Foram identificados mais de 90% dos
componentes presentes no óleo essencial e o óxido de piperitenona foi definido como o
principal composto (57.55%) seguido por limoneno (20.69%). O óleo essencial de Lippia
lasiocalycina apresentou atividade fungicida contra as cepas de C. albicans e A. flavus nas
concentrações de 512 e 256 μg/mL-1, respectivamente, e não demonstrou atividade sobre as cepas
de Staphylococcus aureus e Escherichia coli. O óleo essencial de Lippia lasiocalycina inibiu
em 94% o crescimento de Aspergillus flavus por contato direto enquanto os compostos voláteis
potencializaram a produção de aflatoxina B1 e se mostrou aplicável no controle fúngico de cepas
de Candida albicans e Aspergillus flavus. Ademais, o óleo essencial de Lippia lasiocalycina
quando empregado por vaporização em cepas de A. flavus estimulou a produção de aflatoxina
B1, favorecendo a sua aplicabilidade em pesquisas científicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423411 - MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI
Externo ao Programa - 423661 - MARIA MARLUCIA GOMES PEREIRA NOBREGA
Externo ao Programa - 2159669 - RAIZZA EVELINE ESCÓRCIO PINHEIRO
Externo ao Programa - 876.013.973-00 - RODRIGO MACIEL CALVET - IFMA
Notícia cadastrada em: 08/02/2019 10:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 23/07/2019 10:14