Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HELSON FELIPE GONÇALVES CUNHA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELSON FELIPE GONÇALVES CUNHA
DATA: 26/05/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: O ESTUDO DO LUGAR NO ENSINO DE GEOGRAFIA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE MATA ROMA – MA
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Geografia; conceito de lugar; fenomenologia e Geografia; educação geográfica.
PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

A presente pesquisa buscará analisar de que maneira as transformações espaciais do lugar de vivência dos alunos podem ser tratadas na ação pedagógica de um professor de Geografia do Ensino Fundamental do município de Mata Roma no Estado do Maranhão. Considerando que lugar é parte do espaço geográfico onde vivemos, que sentimos e interagimos com a paisagem, pretende-se indagar de que forma o conhecimento do lugar pode contribuir para a aprendizagem geográfica dos alunos, possibilitando que estes, como cidadãos em formação, possam entender as interrelações dos seus espaços de vivência mediante uma aprendizagem emancipadora que possibilite a conscientização do meio geográfico onde vive. A pesquisa tem como objetivo geral, analisar a contribuição do ensino de Geografia para que alunos dos anos finais do ensino fundamental compreendam transformações significativas do lugar no qual vivem, partindo de uma perspectiva fenomenológica que os possibilitem apreenderem os significados dessas mudanças espaciais nos últimos anos. Quanto aos objetivos específicos, têm-se: i) Identificar os desafios do professor/a de Geografia para abordar o ensino do conceito do lugar como objeto de conhecimento; ii) Diagnosticar a percepção dos alunos em relação ao contexto espacial ao qual estão inseridos; iii) Compreender as implicações das transformações espaciais no cotidiano de pessoas do município pesquisado; v) desenvolver atividades, intra e extraescolares, explorando o lugar vivido pelos estudantes, articulando com concepções científicas da Geografia sobre este conceito. A proposta metodológica está inserida no âmbito da pesquisa qualitativa de inspiração fenomenológica, associada à pesquisa bibliográfica e a princípios da pesquisa de campo, com pouca estruturação a priori. Quanto à coleta de dados, serão realizadas entrevistas semiestruturadas com o professor de Geografia e entrevistas de base fenomenológica com moradores de duas comunidades do município que passaram por mudanças espaciais significativas em seu entorno;a observação da área pesquisada será feita com o auxílio de um diário de bordo, contando com a participação do professor da escola e dos alunos.. A escolha do método fenomenológico se justifica pela tentativa de compreender não o fato em si, mas sim o significado deste nas vivências das pessoas (moradores, professor e alunos) que ali vivem , ou seja, “as coisas mesmas”. A fundamentação teórica desta pesquisa se constitui a partir dos estudos de Tuan (1980,1983,1985) Husserl (1990, 2012), Heiddeger (2009), Relph (1976, 2012), Holzer (1999, 2016), Marandola Jr. (2005), Davim e Marandola Jr. (2016), todos inseridos no horizonte epistemológico de uma Geografia Humanista fenomenológica acerca do conceito de Lugar. Em relação ao ensino de Geografia, optou-se pelos trabalhos de Callai (2000, 2005), Castellar (2005), Cavalcanti (2005) Nascimento (2013), entre outros estudiosos sobre o tema. Assim, buscaremos por meio dos dados coletados organizar e desenvolver oficinas com os alunos dos anos finais do ensino fundamental de uma escola pública de Mata Roma, com o intuito de ampliar e dar significado aos conhecimentos geográficos através da compreensão do seu lugar vivido.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Interno - 2440142 - BARTIRA ARAUJO DA SILVA VIANA
Interno - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Externo à Instituição - LIÉGE DE SOUZA MOURA - UESPI
Notícia cadastrada em: 12/05/2023 21:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 29/05/2024 09:27