Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FLAVIO VIEIRA DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FLAVIO VIEIRA DE SOUSA
DATA: 31/08/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: CORRELAÇÃO DE INDICADORES PRODUTIVOS E ECONÔMICOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE LEITE EM CONFINAMENTO
PALAVRAS-CHAVES: custo de produção, taxa interna de retorno, taxa de retorno marginal, valor presente líquido
PÁGINAS: 59
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

A atividade pecuária é umas das que mais gera emprego, sendo que o Brasil é um dos maiores produtores de leite no mundo, atualmente a atividade vive momentos de modernização, com genética, manejo e incremento de tecnologias no setor de produção, no entanto a parte administrativa continua deixando a desejar, uma vez que, é uma das principais formas de gerir os lucros. As metodologias adotadas por grande parte das fazendas leiteiras impossibilitam que os produtores visualizem seus custos e lucros de forma clara. Desta maneira o presente estudo objetivou apresentar o estado da arte, assim como avaliar as correlações entre os indicadores econômicos sobre taxa de retorno marginal, taxa de retorno interno e valor presente líquido em vacas leiteiras confinadas. Para isso foi utilizado 50 vacas lactantes ¾ Holandês x ¼ Gir Leiteiro, no terço médio de lactação, com idade média de 60 meses e peso corporal médio de 518 kg± 52 kg, com 5 dietas diferentes para promover diferenças nos indicadores econômicos. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado com 50 repetições, sendo uma vaca considerada como uma repetição. Estes animais permaneceram em baias individuais de 30 m2 e eram alimentados com dieta para atender as exigências de mantença e produção de20 litros de leite à 3,5% gordura, para a análise marginal, foi adotado o método de orçamento parcial, considerando-se os elementos que variam com a produção leiteira dos animais e com o sistema de alimentação de cada tratamento testado, para as receitas com a venda de leite por tratamento, utilizando-se o preço do leite referente ao valor pago no sul do estado do Piauí. Os dados foram analisados estatisticamente por meio de correlações lineares de Pearson a 0,95 de probabilidade com o auxílio do programa SAEG - Sistema de Análises Estatísticas e Genéticas (versão 9.0). Não houve correlação entre a produção de leite, consumo de matéria seca de concentrado, consumo de matéria seca de volumoso, custo total do volumoso, custo total do concentrado, receita bruta com a venda do leite e receita menos o custo com alimentação, com a taxa de retorno marginal, também não foram encontradas correlações entre consumo de matéria seca de concentrado, consumo de matéria seca de volumoso, custo total do volumoso, custo total do concentrado, custo operacional efetivo, custo operacional total e custo total com a taxa interna de retorno e valor presente líquido já as       variáveis, produção de leite, renda bruta, margem bruta e margem líquida apresentaram alta correlação (P<0,05) com a taxa interna de retorno e o valor presente líquido ao mesmo tempo em que custo por litro de leite demostrou correlação negativa. Desta forma observou-se que maior produção de leite maiores receitas ao produtor, nesse caso mesmo o sistema sendo oneroso em termos de alimentação e mão de obra, obteve-se alta produção de leite de forma geral quanto maior a produção de leite, maior será a receita bruta, devido à disponibilidade do produto ao consumidor. A correlação negativa entre o custo por litro de leite sobre a taxa interna de retorno e o valor presente líquido sugere que produzir com menores custos, menor será o custo por unidade, e nesse contexto são os fatores relacionados, como: manejo nutricional, alimentação, melhoramento genético, reprodução, sanidade e bem-estar animal. Portanto o sistema em questão mostrou-se eficaz em termos de lucros, demostrando eficiência no sistema de produção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 837.445.845-34 - HERMOGENES ALMEIDA DE SANTANA JUNIOR - UESPI
Externo à Instituição - FABRICIO BACELAR LIMA MENDES - UESPI
Externo à Instituição - GEORGE ABREU FILHO - UESPI
Externo à Instituição - PABLO TEIXEIRA VIANA - UESPI
Notícia cadastrada em: 17/08/2020 14:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 25/10/2020 02:34