Notícias

Banca de DEFESA: ADONIAS ALMEIDA CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADONIAS ALMEIDA CARVALHO
DATA: 29/11/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Química
TÍTULO:

Documentação química e biológica de extratos das folhas das espécies Bauhinia pulchella e Senna acuruensis (Fabaceae-Caesalpinioideae)


PALAVRAS-CHAVES:

Flavonoides

Atividade antioxidante

Atividade anticolinesterásica


PÁGINAS: 268
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

As espécies Bauhinia pulchella e Senna acuruensis pertecentes a família Fabaceae-Caesalpinioideae, são conhecidas respectivamente, como pata de vaca e canela-de-velho e apresentam domínios fitogeográficos na região de caatinga e cerrado. Este trabalho relata os constituintes químicos isolados e identificados nos extratos hexânico e aquoso das folhas de B. pulchella, bem como atividades biológicas dos extratos hexanico, etanólico e aquoso de ambas as espécies. A carência de estudo químico-farmacológico com estas espécies, aliado ao pontencial relatado para outras plantas destes gêneros motivou a esolha de Bauhinia pulchella e Senna acuruensis para realização de documentação química e biológica de seus extratos. As folhas de Bauhinia pulchella (Bp) e Senna acuruensis (Sa) foram submetidas à extração com hexano, etanol e água sucessivamente, obtendo-se os extratos hexânico (EH), etanólico (EE) e aquoso (EA).  Nos ensaios com o DPPH e ABTS os extratos apresentaram atividade antioxidante com a seguinte ordem: EABp > EEBp > EASa > EESa > EHBp > EHSa. Os teores de fenóis totais (FT) e flavonoides totais (FLAT) não apresentaram correlação positiva com a atividade antioxidante nos ensaios do DPPH e ABTS. No ensaio para inibição da peroxidação lipídica, por meio da determinação de espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), os extratos, especialmente os aquosos, demostraram potencial efeito protetor para biomoléculas lipídicas. Além disto, demostraram propriedades antioxidantes contra danos causados por radicais livres hidroxila e óxido nítrico. Os extratos hexânico, etanólico apresentaram indicativos de inibição da acetilcolinesterase. Todos os extratos, nas concentrações testadas, foram inativos nos ensaios de atividades larvicida e citotóxica. O fracionamento cromatográfico do extrato hexânico das folhas de B. pulchella ressultou no isolamento e identificação dos tocoferois: δ-tocoferol (1), γ-tocoferol (2), α-tocoferol (3), do sesquiterpenóide óxido de cariofileno (4) e dos esteróides: sitosterol (5) e estigmasterol (6). O fracionamento do extrato aquoso das folhas B. pulchella forneceu os flavonoides: mericetrina-3-O-α-L-ramnosídeo (7), quercetina-3-O-α-L-ramnosídeo (8) e canferol-3-O-α-L-ramnosídeo (9). Este é primeiro relato do flavonoide 7 no gênero Bauhinia. Os resultados obtidos contribuem para o conhecimento da composição da composição química e potencial biológico das espécies estudadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167592 - MARIANA HELENA CHAVES
Interno - 1167257 - ANTONIA MARIA DAS GRACAS LOPES CITO
Externo à Instituição - GERARDO MAGELA VIEIRA JUNIOR - UFMT
Notícia cadastrada em: 02/12/2013 15:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.instancia1 21/01/2020 05:52