Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: INDIRA LOPES EMÉRITO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INDIRA LOPES EMÉRITO
DATA: 30/04/2012
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DE REUNIÃO DO TROPEN/UFPI
TÍTULO:

Fitossociologia e potencial econômico de espécies de cerrado do Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

Conservação,parcelas, permanentes, biodiversidade, frutíferas.


PÁGINAS: 69
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Esta pesquisa foi concretizada em área de cerrado no Parque Nacional de Sete Cidades (04°02´- 08´ S e 41°40´- 45´ W) situado nos municípios de Piripiri, Piracuruca e Brasileira, nordeste do Piauí, possuindo a BR-222 e a BR-343 como principais vias de acesso. O conhecimento da potencialidade da flora para a categoria de uso alimentícia é fundamental ao planejamento de ações de conservação da biodiversidade e extrativismo vegetal sustentável. Objetivou-se identificar o recurso alimentício da flora e efetuar o perfil socioeconômico das comunidades residentes no cerrado presente no entorno do Parque Nacional de Sete Cidades além de analisar sua composição florística e fitossociologia, contribuindo para maior conhecimento botânico, pois consiste em área prioritária para conservação do Cerrado. Na análise fitossociológica, as 30 parcelas de 600m2 (20x30m), foram alocadas sistematicamente através do método "parcelas permanentes (PP)", amostraram-se indivíduos com diâmetro do caule ao nível do solo (DNS) 3 cm. Encontrou-se 71 espécies, 54 gêneros e 28 famílias. Oito famílias representaram 56,32% das espécies da área, sendo Fabaceae a de maior riqueza, com oito espécies. Vochysiaceae foi a família com maior (VI) na amostragem. A densidade absoluta foi de 2.976,67 ind. ha-1 e área basal de 36,38 m2 ha-1. Das 71 espécies amostradas, Plathymenia reticulata, Qualea parviflora, Qualea grandiflora, Vatairea macrocarpa, Byrsonima crassifolia, Caryocar coriaceum, Dimorphandra gardneriana, Psidium myrsinites, Magonia pubescens e Terminalia fagifolia obtiveram os maiores (VIs).O índice de diversidade de Shannon (H’) para as espécies foi de 3,17 nats/ind. Já as famílias mais representativas para a categoria de uso alimentícia, com base na frequência de citações feitas pelos entrevistados foram Caryocaceae (34), Annonacaceae (29), Olacaceae (28), Myrtaceae (24), Anacardiaceae (19) e Leguminoseae (16).

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167347 - ANTONIO ALBERTO JORGE FARIAS CASTRO
Externo à Instituição - MARIANA APARECIDA CARVALHAES - EMBRAPA
Interno - 1167785 - ROSELI FARIAS MELO DE BARROS
Notícia cadastrada em: 25/04/2012 17:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 27/09/2020 09:59