Notícias

Banca de DEFESA: FABRICIO NEVES DE SÁ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABRICIO NEVES DE SÁ
DATA: 24/02/2019
HORA: 15:00
LOCAL: TROPEN/UFPI
TÍTULO: Análise interdisciplinar do sistema de energia solar fotovoltaica do Instituto Federal do Piauí – Campus Floriano
PALAVRAS-CHAVES: Energia solar fotovoltaica; aspectos ambientais e econômicos; ensino, pesquisa e extensão; IFPI.
PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

As fontes de energia renováveis, como a energia solar fotovoltaica (ESF), surgem como uma alternativa para amenizar a pressão sobre os recursos naturais. Sob o viés ambiental, a ESF apresenta baixos impactos durante sua operação e instalação, sendo importante ficar atento aos impactos na fabricação e no descarte dos módulos fotovoltaicos. A tendência é que os custos de implantação dessa forma de energia continuem diminuindo, apesar de ainda serem relativamente altos. O presente trabalho propõe-se a analisar o sistema fotovoltaico conectado à rede (SFCR) do Instituto Federal do Piauí, Campus Floriano, dentro dos aspectos ambientais e econômicos, bem como seus resultados no contexto educacional vinculado aos projetos de ensino, pesquisa e extensão. Para isso, foi realizado o monitoramento da produção e do consumo de energia do Campus, no primeiro ano, bem como o cálculo do CO2 evitado nesse período. Para a análise dos projetos, foram realizadas entrevistas com seus respectivos coordenadores, através de questionários, a fim de conhecer os resultados, assim como a influência da implantação do SFCR do Campus na criação desses projetos. Foi analisado, também, o conhecimento da comunidade acadêmica sobre a temática, também através de questionários. Verificou-se que no primeiro ano de operação (2016-2017), o SFCR produziu um total de 255.991 kWh, atendendo a 32,44% do consumo do Campus. A economia nesse período foi de R$ 84.047,09, gerando um Valor Presente Líquido de R$ 468.562,90 ao final da vida útil do sistema (25 anos) e payback estimado em 18 anos. Quanto ao benefício ambiental, o Campus deixou de emitir 123,44 toneladas de CO2 na atmosfera nesse primeiro ano de operação. No contexto do ensino, pesquisa e extensão, constatou-se que a implantação do SFCR do Campus influenciou a criação de diversos projetos. Quanto ao conhecimento da comunidade acadêmica acerca da temática da energia solar, observou-se que entre os cenários de professores e alunos, não houve tanta discrepância, exceto no quesito “funcionamento básico da ESF”, no qual os docentes apresentaram, em sua maioria, maior entendimento. Conclui-se que o investimento feito pela Instituição possui viabilidade econômica, apesar do alto tempo de retorno. É necessário que o IFPI continue com a política de fomento em pesquisa e extensão, o que pode trazer benefícios para a Instituição e a sociedade. É importante, também, que o Campus Floriano planeje o destino ambientalmente correto dos módulos fotovoltaicos ao final da sua vida útil.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 1046342 - ELAINE APARECIDA DA SILVA
Externo à Instituição - ELISSANDO ROCHA DA SILVA - UFABC
Presidente - 1776339 - FRANCISCO FRANCIELLE PINHEIRO DOS SANTOS
Externo à Instituição - JUSSIE SOARES DA ROCHA - IFMA
Notícia cadastrada em: 13/02/2019 08:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 05/08/2020 15:40