Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ JANIELSON DA SILVA SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ JANIELSON DA SILVA SOUSA
DATA: 26/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: SALA VIRTUAL - LINK ABAIXO DO RESUMO
TÍTULO: Educação Ambiental: gestão e aplicabilidade do programa “Vamos Cuidar do Brasil” em escolas públicas municipais de Santa Cruz dos Milagres - PI
PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental, Política Pública, Protagonismo Juvenil, Projetos Ambientais, Vamos Cuidar do Brasil.
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A Educação Ambiental (EA) surge como uma estratégia para o enfrentamento de crises sociais, culturais e ambientais, com a perspectiva de mudança, renovação e transformação. Nos anos 90, após a Rio-92, educadores e ambientalistas lutaram para tornar a EA como parte do ensino formal. As políticas públicas de EA visam a transformação da escola em um ambiente mais participativo e próximo das dinâmicas já interiorizadas pelos alunos e comunidades. A partir de 2003 instauram-se no Brasil mecanismos para a estruturação mais efetiva da educação ambiental, possibilitando a articulação integrada de ações no campo institucional. No governo Lula (2003 – 2006), a política pública implementada pelo Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental, dentre outras propostas, buscou desencadear uma discussão em todas as escolas do país por meio do Programa Vamos Cuidar do Brasil (PVCB), considerado como um desdobramento dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN, e que busca fortalecer e enraizar a EA nas escolas através da realização das Conferências Infanto-Juvenis pelo Meio Ambiente (CNIJMA), Primavera X e com a criação das Comissões de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (Com-Vida). O principal objetivo da pesquisa é analisar a gestão e aplicabilidade do programa “Vamos Cuidar do Brasil” e sua contribuição para a educação ambiental em 07 (sete) escolas públicas de Santa Cruz dos Milagres – PI no período de 2008 a 2020. E mais especificamente (i) Descrever o processo de aplicabilidade do programa no ensino regular das escolas públicas; (ii) Relatar a importância do protagonismo juvenil, a atuação e contribuições dos Coletivos Jovens de Meio Ambiente (CJ) para o desenvolvimento de políticas públicas de educação ambiental nas escolas; (iii) Caracterizar o perfil dos profissionais da educação (professores, coordenadores, diretores, e demais servidores) e dos alunos das escolas municipais de Santa Cruz dos Milagres-PI e a relação destes com o programa; (iv) Verificar a percepção dos profissionais da educação e dos alunos sobre o programa, considerando suas perspectivas/sonhos, desafios e propostas para a inserção da educação ambiental nas escolas e no município, dentro dos eixos: currículo, espaço físico e gestão; (v) Verificar os projetos de Educação Ambiental desenvolvidos pelas escolas no período de 2008 a 2020, identificando aspectos de gestão do programa para a resolução de problemas ambientais locais. A abordagem técnica quanto ao objetivo é exploratória e descritiva e quanto às variáveis é qualitativa. Para a coleta de dados foi utilizada entrevistas com base em um roteiro semiestruturado e oficinas de trabalho. Após a aplicação de formulário com membros do CJ foi possível constatar que o movimento surge durante o processo da I CNIJMA, o PVCB busca viabilizar a participação da juventude, jovens preocupados com o meio ambiente e atuantes, eles estão presentes em todos os estados do Brasil e atuam no processo das conferências como facilitadores e mobilizadores, contribuindo com a execução de metodologias de EA nas escolas, porém o programa não viabiliza nenhuma contrapartida de apoio para que estes jovens continuem atuando em seus territórios e contribuindo nas ações propostas pelas escolas, o trabalho é realizado de forma voluntária. Através de oficina realizada com a gestão das escolas e com os professores do município de Santa Cruz dos Milagres-PI, foi possível traçar um diagnóstico da situação enfrentada pelas mesmas, dentro dos eixos: Currículo, espaço físico e gestão democrática. Percebeu-se que os objetivos das ações difusas do PVCB não se efetivaram em muitas escolas da região, maioria dos professores não possuem formação na área de EA o que dificulta o processo de interdisciplinaridade no espaço escolar. 

LINK DA SALA VIRTUAL: https://us02web.zoom.us/j/82159448909?pwd=RFU2bmJoM2p3VUhRNlNlbFFmaVVoQT09


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO JOAQUIM DA SILVA - IFPI
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Presidente - 2129289 - MARCIA LEILA DE CASTRO PEREIRA
Externo à Instituição - MAURA REJANE DE ARAÚJO MENDES - UESPI
Interno - 1984821 - PATRICIA MARIA MARTINS NAPOLIS
Notícia cadastrada em: 05/02/2021 11:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/10/2021 04:08