Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALESSANDRA RIBEIRO FREITAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALESSANDRA RIBEIRO FREITAS
DATA: 19/07/2013
HORA: 15:00
LOCAL: SALA DE REUNIÃO/TROPEN/UFPI
TÍTULO:

 

DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS QUÍMICOS VERDES PARA A PRODUÇÃO DE AQUILFENÓIS

 


 


PALAVRAS-CHAVES:

 

QUÍMICA VERDE, CARDANOL, AQUIFENOL


PÁGINAS: 87
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A Química Verde surgiu como resposta aos problemas que a indústria química vinha sentindo de forma crescente, quanto à produção de resíduos químicos. Esta nova visão refere-se ao uso da química de forma sustentável por meio do emprego de materiais, processos e/ou práticas que reduzam ou eliminem a geração dos referidos resíduos (poluentes).

O emprego de tais práticas sustentáveis, além dos benefícios ambientais, proporciona também um impacto econômico graças à redução de custos operacionais através do uso da Química Verde e benefícios sociais, já que a evolução da preocupação da sociedade sobre toxicidade e os efeitos ambientais dos resíduos industriais estão incorporados em seus princípios, que orientam a uma produção que emprega substâncias não tóxicas e que evite ou minimize a geração de resíduos, proporcionando um ambiente mais saudável e livre de contaminação tanto para o trabalhador quanto para a sociedade em geral.

Inserido neste contexto, o presente trabalho propõe uma “Rota Verde“ para a produção de alquilfenóis utilizando como matéria-prima o cardanol (constituinte majoritário do Líquido da Casca da Castanha de Caju- LCC, um subproduto da indústria de beneficiamento da amêndoa da castanha de caju), buscando atender aos princípios da Química Verde e reduzir os impactos ambientais ocasionados por esta rota sintética.

De acordo com os resultados obtidos até a presente data, constata-se que os Processos Químicos Verdes desenvolvidos foram eficientes na obtenção dos alquilfenóis. O cardanol alquilado obtido apresentou significativa potencialidade antioxidante em termos de inibição do processo de oxidação do biodiesel de soja. Diante disso, pode-se inferir que as otimizações das etapas reacionais representaram procedimentos experimentais cruciais para a consolidação/fortalecimento de um novo Processo Químico Verde, o qual poderá ser concebido desde as etapas iniciais até a concepção e start up de um projeto para produção de alquilfenóis via alquilação de Friedel-Crafts.

   

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADA AURÉLIA SANDERS LOPES - UFC
Interno - 422881 - CLETO AUGUSTO BARATTA MONTEIRO
Presidente - 1536094 - MARIA ALEXSANDRA DE SOUSA RIOS
Notícia cadastrada em: 10/07/2013 08:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 27/09/2020 09:29