Notícias

Banca de DEFESA: RAFAEL DA COSTA ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL DA COSTA ALMEIDA
DATA: 29/05/2020
HORA: 14:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS
TÍTULO: Estabelecimento da coleção nuclear de feijão-fava do Banco de Germoplasma de Phaseolus da UFPI
PALAVRAS-CHAVES: Caracterização de germoplasma, recursos genéticos, métodos multivariados, inteligência computacional, coleção nuclear.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O feijão-fava (Phaseolus lunatus L.) é uma importante espécie da família
Fabaceae, que possui ampla distribuição mundial. Existe grande preocupação
com a conservação dos recursos genéticos da espécie, o que mostra a importância
dos Bancos de Germoplasma. As coleções de germoplasma
ex situ aumentaram
consideravelmente em número e tamanho, entretanto, não foi acompanhado pela
intensidade de uso equivalente, o que complica atividades de caracterização,
avaliação, utilização e manutenção do germoplasma conservado. Esse fenômeno
tem sido observado no Banco Ativo de Germoplasma de
Phaseolus da
Universidade Federal do Piauí (BGP/UFPI), que possui 1345 acessos, até fevereiro
de 2020, provenientes de vários estados do Brasil e de outros países. Assim,
objetivou-se estabelecer uma coleção nuclear (CN) dos acessos de feijão-fava do
BGP/UFPI para estimular o seu uso. Além, de caracterizar a diversidade genética,
dos acessos coletados no Brasil e em diversos países, mediante o uso de técnicas
multivariadas, com base em caracteres morfoagronômicos. Testar o uso da árvore
de decisão (AD) na classificação do feijão-fava nos centros de domesticação. No
estabelecimento da CN foram utilizados duas estratégias de amostragem:
proporcional (P) e logarítmica (L), baseado nos caracteres fenotípicos, já a
comparação entre elas foi feita por meio de microssatélites nucleares (ncSSRs). Na
caracterização da diversidade foram realizadas análises de correlações
fenotípicas, análise de componentes principais, agrupamento e análise
discriminante. Para testar o uso da AD na classificação dos acessos de feijão-fava
fez-se a comparação entre duas abordagens, estatística convencional e a
inteligência computacional. A coleção nuclear logarítmica mostrou-se mais
adequada para fins de conservação, sendo composta por 79 acessos. Foi
constatado uma grande variabilidade genética entre os acessos de feijão-fava do
BGP/UFPI, coletados nos diversos países. Os acessos que têm como país de origem o Brasil apresentaram características típicas do
pool genético andino e
mesoamericano. Indicando o Brasil como um provável centro de diversidade da
cultura. Classificadores baseado em inteligência artificial constituem-se
alternativas importantes em estudos que visam a discriminação de populações,
logo, o uso da árvore de decisão na classificação do feijão-fava nos centros de
domesticação e estado biológico da espécie se mostrou eficiente. Estes resultados
serão importantes para a utilização e manutenção dos acessos conservados no
BGP/UFPI. Além de servir de base para programas de melhoramento genético da
cultura e instigar o uso da inteligência computacional na espécie, já que ainda
são incipientes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1342714 - ANGELA CELIS DE ALMEIDA LOPES
Externo à Instituição - FRANCIELLE ALLINE MARTINS - UESPI
Externo ao Programa - 000.000.000-00 - JAIME MARTINEZ CASTÍLLO - UFPI
Externo ao Programa - 068.580.888-22 - JOSÉ BALDIN PINHEIRO - USP ESALQ
Externo ao Programa - 018.422.033-55 - LEONARDO CASTELO BRANCO CARVALHO - UFPI
Presidente - 423361 - REGINA LUCIA FERREIRA GOMES
Notícia cadastrada em: 13/04/2020 10:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 22/06/2021 08:41