Notícias

Banca de DEFESA: MARCIANO VIEIRA DE ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCIANO VIEIRA DE ANDRADE
DATA: 02/09/2015
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de aula do PPGHB
TÍTULO:

O “ORGULHO DE SER”:  IDENTIDADE, POLÍTICA E GÊNERO NO LAMPIÃO DA ESQUINA  (1978-1981)



PALAVRAS-CHAVES:

Identidade. Homossexualidade. Política. História. Gênero.


PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

A proposta deste trabalho é analisar como o jornal Lampião da Esquina – produzido no Brasil, entre abril de 1978 e julho de 1981 – atuou no processo de defesa pública do direito à homossexualidade e de afirmação política da identidade homossexual, promovendo uma redefinição identitária dos sujeitos designados e/ou assumidos como homossexuais na época. A partir do jornal, buscamos mostrar que a defesa pública do direito à homossexualidade e o processo de redefinição da identidade homossexual, no contexto assinalado, foi atravessado por um conjunto de tensões, dificuldades e paradoxos ligados tanto à construção de uma política da identidade quanto à própria inserção desse processo de construção nas questões que marcaram politicamente o contexto. Embora as páginas do jornal estejam majoritariamente atravessadas por um tema central, a homossexualidade, o Lampião tratou de outras questões igualmente fundamentais para o entendimento do seu papel histórico, tais como: novos questionamentos no debate político brasileiro da época; emergência dos movimentos das minorias; e as tensões e redefinições no campo das esquerdas. A história do Lampião da Esquina também se constitui num interessante objeto para pensarmos elementos fundamentais das identidades sociais e das políticas de identidades, bem como de seu processo de construção histórica, nos servindo ainda para mostrar como estas, embora tenham sido historicamente fundamentais para a afirmação dos sujeitos aos quais buscam representar e defender, não deixam de envolver contradições e problemas, evidenciando a necessidade de serem pensadas de modo articuladas ao contexto que as tornam possíveis e em relação aos elementos que as atravessam definindo-as enquanto campo de conflitos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ELIZABETH SOUSA ABRANTES - UEMA
Presidente - 1446998 - ELIZANGELA BARBOSA CARDOSO
Interno - 2167352 - TERESINHA DE JESUS MESQUITA QUEIROZ
Notícia cadastrada em: 26/08/2015 14:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 02/06/2020 03:07