Notícias

Banca de DEFESA: MICHELLE ARAUJO DIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MICHELLE ARAUJO DIAS
DATA: 28/08/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Video I
TÍTULO:

"ESTÁ EM JOGO UMA QUESTÃO SOCIAL”:Intelectuais e a instrução no Piauí (1900-1930)


PALAVRAS-CHAVES:

História da Educação. Instrução Pública. Intelectuais.


PÁGINAS: 160
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

O trabalho analisa o envolvimento de alguns homens de letras com a questão educacional do Piauí no período de 1900 a 1930. A problematização efetivada pelos homens de letras acerca da educação neste período aparece de maneira bastante ampla e envolve debates que se processaram além Piauí. A reflexão sobre o analfabetismo e as intervenções para alterar a realidade da instrução aparecem como um dos elementos centrais do debate acerca da educação formal no período. Este estudo teve como objetivo analisar as ações empreendidas por uma elite intelectual em torno dos processos de instrução, bem como compreender a articulação dessas ações com um debate nacional em torno da educação. Para tanto, ressaltamos as ações de Higino Cunha, Mathias Olympio e Antonino Freire no campo da educação bem como alguns de seus interlocutores. As ações empreendidas por esses homens e o projeto que apresentaram para alterar a realidade educacional do estado estão em consonância com uma cultura europeia de valorização da educação como formação humana. Enfatizamos os espaços em que estes homens raciocinavam, discutiam e argumentavam em torno da educação primária. As fontes selecionadas para a investigação contemplaram, por um lado, documentação oficial, representada pela legislação educacional, os relatórios oficiais e as mensagens governamentais. Por outro lado, discursos de formatura, memórias autobiográficas, Revista Litericultura, artigos publicados a respeito da questão educacional nos jornais e livros que tratam da educação no Piauí, publicados neste intervalo de tempo. Além da História da Educação, a interface com a História Política e a História Intelectual se fizeram presentes na análise. O estudo mostrou que o movimento pela educação no Piauí teve início com a articulação de uma elite intelectual com os poderes locais, de forma a legitimar-se enquanto pensamento e ação. Por um lado, foi possível apreender um amplo movimento de ideias e disputas em torno da instrução, por outro, pôde-se perceber a produção de uma rede escolar ancorada em novas concepções pedagógicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1614420 - DENILSON BOTELHO DE DEUS
Externo à Instituição - MARCELO DE SOUSA NETO - UESPI
Interno - 2167352 - TERESINHA DE JESUS MESQUITA QUEIROZ
Notícia cadastrada em: 05/08/2013 11:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/06/2020 05:22