Notícias

Banca de DEFESA: VICENCIA ROZILDA GOMES PINHEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VICENCIA ROZILDA GOMES PINHEIRO
DATA: 15/08/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de aula do PPGHB
TÍTULO:

Entre desejos e Receios : Barragem do Bezerro Entre Memória e Urbanização na cidade de  José de  Freitas  – PI (1992-2002). 


PALAVRAS-CHAVES:

História. Cidade. Barragem. Memória. Urbanização.


PÁGINAS: 134
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

 

Este estudo teve por objetivo analisar como a construção da Barragem do Bezerro contribuiu para as transformações que ocorreram na cidade de José de Freitas-PI, no período compreendido entre 1992 e 2002. A definição do recorte temporal foi baseada no ano de início da construção da Barragem, período em que tem início as transformações espaciais e da memória freitense em torno da Barragem que foi construída na Fazendo Assaí. a construção da Barragem  foi um elemento motivador da  (re)organização do espaço da cidade e principal fator de silenciamentos e (re)construção de memória da população atingida por essa construção. Além do campo da memória e da cidade o estudo tem objetivo investigar como a Barragem do Bezerro contribuiu nas transformações econômicas e nas relações políticas da cidade percebendo a influência econômica da Barragem na cidade principalmente após sua entrada na rota turística do Piauí em 2002.  Entre os recursos utilizados para a construção desse trabalho analisamos as fontes documentais adquiridas junto ao Arquivo Público do Piauí ( APPI), à prefeitura de José de Freitas,Câmara Municipal de José de Freitas,  à Biblioteca do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e à Biblioteca da Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí. ( CEPRO), Livro de Ocorrência. Para Fundamentação teórica sobre cidade utilizamos  Ítalo Calvino(1990), Roberto Lobato Correia (2000),Ana Fani Alesandri Carlos(2005),Raquel Rolnik(1988).NoCampo da memória utilizamos  Walter Benjamin (1994), Fernando Catroga(2009), Michael Pollack (1989), Pierre Nora(1981), no campo da história Oral utilizamos rtigos do livro organizado por Marieta de Moraes Ferreira(2000),José Carlos Sebe (1996). ia do 17º DP de José de Freitas, Ata de Associação dos Barraqueiros da Brragem do Bezerro.  Utilizamos também a metodologia da história Oral que nos ajuda a perceber como o espaço modificado ainda permanece latente na memória dos moradores do Assaí, como os moradores receberam e adaptaram-se as novas moradias, os prejuízos e gratificações proporcionada pela Barragem a cidade. Vamos enfatizar as modificações ocorridas após a chegada da Barragem na cidade, demonstrando as rupturas e permanências ocorridas com essa construção, sendo ressaltadas essas mudanças até o ano de 2002.  Compreenderemos as discussões acerca das modificações de espaço urbano da cidade, observando as representações sociais da construção da Barragem e de seus desdobramentos na vida econômica, política e cotidiana da cidade



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2335100 - CLAUDIA CRISTINA DA SILVA FONTINELES
Interno - 423663 - FRANCISCO ALCIDES DO NASCIMENTO
Externo à Instituição - MARCELO DE SOUSA NETO - UESPI
Notícia cadastrada em: 05/08/2014 09:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 10/08/2020 19:28