Notícias

Banca de DEFESA: LUCIANA LEAL GOMES DE MACEDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA LEAL GOMES DE MACEDO
DATA: 24/04/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Profa. Francisca Elima Cavalcante Luz - Departamento de Nutrição
TÍTULO: ESTADO NUTRICIONAL DA VITAMINA B12 E SUA RELAÇÃO COM A DENSIDADE MINERAL ÓSSEA DE IDOSOS ATENDIDOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO
PALAVRAS-CHAVES: Saúde óssea. Vitamina B12. Consumo de alimentos. Idosos.
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
RESUMO:

INTRODUÇÃO: O risco de alterações na estrutura óssea aumenta exponencialmente com o avançar da idade, resultando em graves consequências sobre a saúde e a qualidade de vida em idosos. Estudos tem evidenciado a participação da vitamina B12 no metabolismo e na qualidade da estrutura dos ossos em seres humanos. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar o estado nutricional relativo à vitamina B12 e a sua relação com a densidade mineral óssea em uma amostra de pessoas idosas. MÉTODOS: Pesquisa explicativa, observacional de caráter transversal, envolvendo 64 idosos entre 60 e 91 anos, de ambos os sexos, atendida em hospital universitário de Capital do Nordeste. As variáveis de interesse foram: antropométricas, dietéticas, bioquímicas, clínicas, além das demográficas e sociais. No processo de avaliação antropométrica se utilizou peso, estimativa de altura e circunferência da cintura, o consumo alimentar foi obtido por meio de três recordatórios de 24 horas, utilizando-se o software Nutwin, para a análise de macro e micronutrientes (cálcio, vitaminas B12, D e B9). Foi avaliada a densidade mineral óssea (DMO) da coluna vertebral e colo do fêmur. As concentrações séricas da vitamina B12 e folato também foram determinadas. RESULTADOS: Houve predominância do gênero feminino (75%), idosos casados (46,9%), com baixo nível de escolaridade (46,9%) e sedentários (67,2%). A média de idade foi de 75,02 anos (DP ±8,18). Verificou-se elevada prevalência de osteoporose (54,7%) e hipertensão arterial (48,9%). O estado nutricional avaliado pelo IMC mostrou maior tendência para o baixo peso (45,3%). A ingestão dietética de energia foi inadequada em todos os participantes (1236,9kcal; DP ±203,18), contudo, o consumo de lipídeos e carboidratos alcançou os valores recomendados. As médias de consumo de cálcio, vitamina D e ácido fólico foram inferiores aos valores de referência. Os valores médios do consumo de vitamina B12 estavam adequados segundo as recomendações (3,47 μg), assim como a média das concentrações séricas (432,01 pg/mL). Em 54,7% dos idosos as concentrações séricas de folato encontravam-se normais. Não houve associação entre as concentrações séricas e dietéticos de B12 e a densidade mineral óssea, de acordo com sua classificação (p=0,374 e p=0,103, respectivamente). Porém, obteve-se associação significativa entre idade (p=0,05), IMC (p=0,006), circunferência da cintura (p=0,001), consumo alimentar de energia (p=0,004), carboidratos (p=0,002) e proteínas (p=0,047) com a densidade mineral óssea. O modelo final de regressão linear múltipla demonstrou que a variável resposta DMO da coluna vertebral lombar, foi explicada pelo sexo (p = 0,034; β= -0,106), DMO do colo do fêmur (p< 0,001; β= 0,450), cálcio (p=0,049; β= 0,0002) e B12 sérica (p=0,012; β= 0,0001), um valor representativo e ajustado com R² = 54,76%. CONCLUSÃO: Observou-se que não houve relação entre o estado nutricional da vitamina B12 e a DMO. Não obstante, foram identificadas associações significativas de outras variáveis com a DMO dos amostrados. Entretanto, concentrações séricas da vitamina B12 com outras variáveis (sexo feminino, DMO do colo do fêmur e cálcio), explicaram possíveis alterações na DMO da coluna vertebral, sugerindo a necessidade de mais estudos capazes de identificar o papel dessa vitamina e de outros fatores de riscos nutricionais para a osteoporose em idosos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1794569 - ADRIANA DE AZEVEDO PAIVA
Presidente - 1167579 - CECILIA MARIA RESENDE GONCALVES DE CARVALHO
Externo à Instituição - ELIVIRA MARIA GUERRA SHINORARA - USP
Externo ao Programa - 423671 - MARIA DO SOCORRO SILVA ALENCAR
Notícia cadastrada em: 07/04/2017 09:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.instancia1 13/08/2020 02:32