Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: VANESSA PASSOS OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA PASSOS OLIVEIRA
DATA: 25/04/2019
HORA: 17:00
LOCAL: Auditório Professora Francisca Elima Cavalcante Luz
TÍTULO: ERICA: História familiar de diabetes e de hipertensão e sua associação com resistência à insulina e diabetes em adolescentes
PALAVRAS-CHAVES: Adolescente; Hereditariedade; Resistencia à insulina; Diabetes Mellitus; Hipertensão Arterial
PÁGINAS: 57
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

OLIVEIRA, V.P. ERICA: História familiar de diabetes e de hipertensão e sua
associação com resistência à insulina e diabetes em adolescentes.
Dissertação (Mestrado em Alimentos e Nutrição), Universidade Federal do Piauí -
UFPI, Teresina-PI, 2019.
INTRODUÇÃO: Portadores de diabetes mellitus (DM) e resistentes à insulina (RI)
podem apresentar diversas doenças e distúrbios metabólicos associados. Assim,
conhecer o impacto da história familiar (HF) de diabetes e de hipertensão no
surgimento da RI e do DM nos adolescentes permite controle metabólico precoce.
OBJETIVO: Determinar a associação entre a história familiar de diabetes e de
hipertensão e a presença de resistência à insulina e diabetes em adolescentes.
METODOLOGIA: Utilizou-se dados do Estudo de Riscos Cardiovasculares em
Adolescentes, inquérito de base escolar que avaliou adolescentes de 12 a 17
anos, entre fevereiro de 2013 e novembro de 2014. Analisou-se a HF de diabetes
e de hipertensão de adolescentes eutróficos e com excesso de peso, com e sem
RI (índice HOMA-IR) e DM (glicemia de jejum). Foi utilizado o software Stata 15.1
e regressão logística para estimar a razão de chance (OR), e Teste Qui-Quadrado
de Pearson, considerando p<0,05. As associações foram ajustadas por sexo e
estado nutricional. Os participantes assinaram o Termo de Assentimento, e os
responsáveis assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.
RESULTADOS: Participaram da pesquisa 37.892 adolescentes, que participaram
das etapas de antropometria, coleta de sangue e questionário; 50,2% eram do
sexo feminino; 95,95% eram normoglicídicos; 24,8% resistentes à insulina; 15,4%
tinham HF diabetes e 44,9% de hipertensão arterial (HA). Adolescentes do sexo
feminino apresentaram maiores médias de índice HOMA-IR quando comparadas
aos do sexo masculino; concentrações plasmáticas de glicose tiveram maiores
médias entre os meninos. Médias mais elevadas de glicose plasmática e índice
HOMA-IR foram encontradas nos adolescentes com excesso de peso. Nas
adolescentes, o excesso de peso associou-se com RI (p<0,001), maior
concentração plasmática de glicose (p=0,002), HF de diabetes (p<0,001) e de
hipertensão (p=0,003). Apenas o índice HOMA-IR e a HF de hipertensão
estiveram associadas aos adolescentes do sexo masculino com excesso de peso
(p<0,001). HF de diabetes foi associada ao desenvolvimento de diabetes
(ORbruto=2,57; ORajustado=1,41) nas adolescentes. Ser do sexo feminino e eutrófica
foi fator risco para RI (OR=2,02). Em adolescentes com excesso de peso, a HF de
diabetes esteve associada com DM (ORbruto=3,20; ORajustado=3,29) e RI
(ORbruto=1,57; ORajustado=1,53). Da mesma forma, a HF de hipertensão se associou
ao DM (ORajustado=1,64) e RI (ORajustado=1,47). CONCLUSÃO: Adolescentes com
historia familiar de diabetes e de hipertensão em parentes de primeiro grau
apresentam maiores chances de desenvolver RI e DM.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AMANDA DE MOURA SOUZA - UFRJ
Interno - 423582 - BETANIA DE JESUS E SILVA DE ALMENDRA FREITAS
Interno - 1167579 - CECILIA MARIA RESENDE GONCALVES DE CARVALHO
Presidente - 423298 - MARIZE MELO DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 25/04/2019 16:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 13/08/2020 02:57