Notícias

Banca de DEFESA: MAURICIO SANTANA DE OLIVEIRA SOBRINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAURICIO SANTANA DE OLIVEIRA SOBRINHO
DATA: 01/09/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: A CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES NOS COMENTÁRIOS DO INSTAGRAM DA UFPI: UM ESTUDO NETNOGRÁFICO
PALAVRAS-CHAVES: Identidade. Redes Sociais. Instagram. UFPI.
PÁGINAS: 188
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

Com o aumento significativo do uso das redes sociais em todo mundo, por pessoas e instituições, públicas ou privadas, com os mais variados objetivos, e as várias possibilidades e formas de relações sociais a qual elas permitem, problemas como perceber os processos de construção de identidades nesses espaços virtuais instigam a sociedade. O Instagram, como uma dessas ferramentas, tem ganhado expressivo destaque com seu uso nas universidades brasileiras, assim como também na Universidade Federal do Piauí (UFPI), seja para a divulgação dessas organizações ou mesmo para minimizar a relação com suas comunidades.  Nessa linha de pensamento, esta dissertação foi realizada com o objetivo geral de compreender como acontecem os processos de construção de identidades no Instagram da UFPI.  Os objetivos específicos foram descobrir como as interações no Instagram da UFPI permitem a construção de identidades em seus comentários; verificar a relação entre usuários e o Instagram da UFPI e como esses permitem a construção de identidades existentes em seus comentários; e descrever e categorizar os processos de construção de identidade no Instagram da UFPI em seus comentários. Este trabalho, de natureza quanti-qualitativo, constituiu-se de um estudo exploratório, descritivo, no qual foi utilizado o método netnográfico, em caráter observacional, por meio da coleta de dados do Instagram da UFPI e dos comentários de seus usuários. Notou-se que, a universidade, tem um grande número de publicações, com cerca de 14 mil, sendo a maior entre 150 universidades analisadas, o que comprava o seu grande interesse em informar pela ferramenta. Parar tanto, foram considerados as publicações institucionais da UFPI, com embasamentos sobre Identidade Organizacional (IASBECK, 2009, ALMEIDA, 2006, KUNSCH, 2003) entre outros autores, para o entendimento e contextualização de como esses comentários foram gerados, dentro das perspectivas e conceitos da cultural digital, como o comportamento das comunidades virtuais (RECUERO, 2009), assim como definições da sociedade em rede e Cibercultura (CASTELLS, 2018). Com os resultados, foram trazidas informações sobre a que identidades mais comuns estão presentes em seus comentários. Em relação a esses processos, com o uso de teorias de sobre Identidade (HALL, 2011,  DUBBAR, 1997, GIDDENS, 2002) e Identidade Social, (JACQUES, 1996, WOODWARD, 2004), dentre outros conceitos e autores, ficou claro que esses procedimentos estão ligados as formas de interação entre as publicações da universidade e suas relações com seus atores. Por fim, foram analisadas as categorias dos comentários que comprovam esses entendimentos. Verificou-se que o dia a dia da comunidade acadêmica está ligado diretamente as comunicações vindas das redes sociais, que no caso observado do Instagram.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167865 - GUSTAVO FORTES SAID
Externo à Instituição - KARINA MARCON - EDESC
Presidente - 1587234 - LIVIA FERNANDA NERY DA SILVA
Notícia cadastrada em: 05/08/2020 21:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 23/09/2020 15:11