Notícias

Banca de DEFESA: WASHINGTON JOSÉ DE SOUSA MOURA FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WASHINGTON JOSÉ DE SOUSA MOURA FILHO
DATA: 11/03/2014
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 458 DCS- CCE UFPI
TÍTULO:

Aspectos de regionalização na imprensa piauiense: olhar sobre o editorial dos jornais O Dia, Meio Norte e Diário do Povo, Teresina, Piauí


PALAVRAS-CHAVES:

Regionalização. Jornalismo impresso. Piauí – jornalismo. Jornalismo piauiense.  Editoriais.


PÁGINAS: 131
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
SUBÁREA: Jornalismo e Editoração
ESPECIALIDADE: Jornalismo Especializado (Comunitário, Rural, Empresarial, Científico)
RESUMO:

Analisam-se aspectos de regionalização nos editoriais dos jornais impressos O DiaMeio Norte e Diário do Povo, editados em Teresina – Piauí. Em termos amplos, o intuito é observar se as questões regionais estão presentes nos editoriais dos três jornais impressos que circulam no Estado: O DiaMeio NorteDiário do Povo. A partir de então, são objetivos operacionais: Œ analisar o conceito de regionalização da mídia, considerando-se como contrapontos o global, o nacional, o regional e o local;  identificar a existência (ou não) de projeto de regionalização dos veículos, expresso nos respectivos editoriais, canais de expressão opinativa oficial das empresas de comunicação; Ž verificar como os editoriais concebem a regionalização, identificando os critérios de abrangência;  detectar as temáticas dos editoriais e o tratamento jornalístico a elas dedicado. Para a consecução dos objetivos, recorre-se a referencial teórico que incorpora, a princípio, aspectos subjacentes à regionalização em geral, tais como o avanço das tecnologias de informação e de comunicação, além da globalização, e, como inevitável, a concepção que cerca as expressões global, nacional, regional e local. Após discussão sobre a regionalização midiática, o seguinte momento destina-se aos gêneros jornalísticos, com destaque para as características centrais do editorial. No que concerne à definição dos procedimentos metodológicos, a pesquisa configura-se como descritiva e quali-quantitativa, devido ao uso de técnicas e instrumentos que possibilitem análise tanto interpretativa / subjetiva / qualitativa quanto objetiva / quantitativa dos dados coletados. Para concretização do estudo, como técnica de análise de dados, opta-se pela análise de conteúdo. Dentre os resultados centrais, percebe-se que há aspectos de regionalização nos editoriais dos impressos, embora sejam eles explorados de maneira desordenada e sem continuidade, talvez, por carência de projeto específico de regionalização, talvez face à inexistência de uma política editorial explícita para este fim. Como decorrência, em geral, as questões de regionalização são tratadas sem aprofundamento e subvalorizadas quando contrapostas a outras dimensões espaciais, sem articulação de complementaridade entre global, nacional e local, por exemplo. Além do mais, há nítida tendência para uma abordagem generalista. Se a territorialização dos conteúdos identificados nos editoriais reconhece a região, elemento inquestionável de regionalização, leva em conta somente o enfoque territorial, sob o enfoque de relações políticas e administrativas, ou seja, acaba por relegar outras possibilidades de regionalização, como questões de identidade e a verificação de símbolos capazes de enriquecer a proposta de se retratar determinada região.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MARIA ERICA DE OLIVEIRA LIMA - UFRN
Interno - 1167703 - PAULO FERNANDO DE CARVALHO LOPES
Presidente - 1457025 - SAMANTHA VIANA CASTELO BRANCO ROCHA CARVALHO
Notícia cadastrada em: 20/02/2014 12:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 30/11/2020 16:38