Notícias

Banca de DEFESA: MARIA DOS REMEDIOS MENDES DE BRITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DOS REMEDIOS MENDES DE BRITO
DATA: 22/09/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Curso de Farmácia
TÍTULO:

Estudo de caracterização e avaliação das propriedades farmacológicas de compostos sintéticos derivados de oxazinas


PALAVRAS-CHAVES:

Síntese. Schistossoma mansoni. Atividade Antioxidante. Atividade Antitumoral.


PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

Oxazinas são compostos heterocíclicos que contém um átomo de oxigênio e um átomo de nitrogênio, que pode formar derivados 1,2-oxazina, 1,3-oxazina e 1,4-oxazina. O presente estudo, após a caracterização dos derivados de 1,3-oxazinas WP45 e WP2331, realizou a avaliação de estudos não-clínicos de atividades antioxidante in vitro e ex vivo, estudo de toxicidade in vitro frente à Artemia salina, avaliação farmacológica in vitro antimicrobiana, esquistossomicida e antitumoral. A prospecção científica foi realizada em bases de periódicos como o ScienceDirect, PubMed, Lilacs e Scielo e a prospecção tecnológica em bases de dados eletrônicas como EPO, WIPO, USPTO e INPI, não encontrando nenhuma publicação dos compostos em estudo, WP45 e WP2331, porém foi encontrado registro de depósito de patente e artigos publicados referente a substância de origem, oxazina, sendo poucos relacionados a alguma atividade farmacológica, sugerindo a necessidade de um investimento científico e tecnológico, que com base nas propriedades atribuídas aos derivados de oxazina possam estimular o desenvolvimento de produtos derivados desta espécie. Os derivados WP45 e WP2331 foram caracterizados por ressonância magnética nuclear de hidrogênio e de carbono, infravermelho e análise térmica por calorimetria. A avaliação da atividade antioxidante in vitro sugere que, a WP45 e a WP2331, por meio da capacidade de remoção do radical ABTS•+ e do radical hidroxila, bem como pela inibição da enzima acetilcolinesterase e inibição da hemólise de eritrócitos induzido por AAPH, como fontes promissoras de compostos biologicamente ativos com propriedades antioxidantes. A WP45 e a WP2331 foram citotóxicas para as linhagens de células tumorais testadas. No teste antimicrobiano a substância WP2331 foi a mais ativa, conseguindo inibir o metabolismo bacteriano na menor concentração testada e quando avaliada quanto à atividade esquistossomicida pelo efeito in vitro sobre vermes adultos do Schistossoma mansoni. Portanto a WP2331 apresentou os melhores resultados nas atividades farmacológicas testadas. Os testes não-clínicos apontam os derivados de oxazinas WP45 e WP2331 como substâncias bioativas. As propriedades farmacológicas descritas para os derivados de oxazinas WP45 e WP2331 subsidiam e fomentam a hipótese para a pesquisa e desenvolvimento de produtos destas substâncias. Diante da atividade promissora contra o Schistossoma mansoni da WP2331, foi solicitado pedido de depósito de patente junto ao INPI.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARNOBIO ANTONIO DA SILVA JUNIOR - UFRN
Interno - 2055638 - JESSICA PEREIRA COSTA
Interno - 749.351.783-53 - JOAQUIM SOARES DA COSTA JUNIOR - IFPI
Presidente - 1638285 - RIVELILSON MENDES DE FREITAS
Externo à Instituição - THIAGO HENRIQUE COSTA MARQUES - IFPI
Notícia cadastrada em: 09/09/2015 14:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.instancia1 22/11/2019 18:19