Notícias

Banca de DEFESA: MATEUS ALMEIDA MACEDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MATEUS ALMEIDA MACEDO
DATA: 26/04/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Curso de Farmácia
TÍTULO: Atividade antileishmania in vitro de uma formulação lipossomal contendo óleo essencial de Lippia sidoides cham.
PALAVRAS-CHAVES: Doenças Tropicais Negligenciadas, Leishmaniose, Lippia sidoides, Lipossomas, Nanotecnologia, Prospecção.
PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

É crescente a necessidade de criar novos sistemas terapêuticos que visem ultrapassar as limitações dos quimioterápicas utilizadas no tratamento da leishmaniose e das doenças tropicais negligenciadas (DTNs). O óleo essencial (OE) de Lippia sidoides Cham. possui eficácia comprovada contra vários parasitas e associada à nanopartículas carreadoras como os lipossomas, surgem como uma alternativa promissora. Dessa forma, uma formulação lipossomal contendo óleo essencial de L. sidoides Cham. (LIPO-LS) foi desenvolvida e seus efeitos tóxicos e farmacológicos foram avaliados, a fim de contribuir para o conhecimento e desenvolvimento de novos medicamentos. Primeiramente, foi realizada uma prospecção científica e tecnológica sobre a utilização de lipossomas na terapia de DTNs, através da busca de artigos científicos e nos pedidos de patentes depositados em bancos nacionais e mundiais. Os resultados da pesquisa mostraram que o uso de lipossomas se mostra útil no melhoramento das terapias existentes para DTNs ao aumentar a biodisponibilidade, reduzir a toxicidade e fornecer uma quimioterapia dirigida a locais específicos de células e órgãos. Em seguida, uma formulação lipossomal de OE de L. sidoides Cham. foi desenvolvida e apresentou aspecto macroscópico de uma suspensão coloidal uniforme com características físico-químicas adequadas, elevado teor e eficiência de incorporação do OE. Os testes in vitro mostraram que a encapsulação do OE em lipossomas potencializou a atividade antileishmania e não apresentou citotoxicidade. Portanto, a preparação lipossomal do OE de L. sidoides Cham. é uma promissora alternativa para o tratamento da leishmaniose. Porém, devem ser realizados mais testes com essa formulação para obtenção de mais resultados que apontem a viabilidade de um medicamento fitoterápico com segurança e eficácia comprovadas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1668358 - ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
Externo à Instituição - ARNOBIO ANTONIO DA SILVA JUNIOR - UFRN
Presidente - 1549662 - HERCILIA MARIA LINS ROLIM
Interno - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Externo ao Programa - 4316806 - SABRINA MARIA PORTELA CARNEIRO
Notícia cadastrada em: 10/04/2017 09:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.instancia1 19/10/2019 02:00