Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JANSYCLEID PEREIRA GONCALVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANSYCLEID PEREIRA GONCALVES
DATA: 20/12/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de aula – Departamento de Farmácia
TÍTULO: Desenvolvimento de formulações larvicida e repelente a partir do óleo essencial de Lippia origanoides e seus componentes majoritários contra Aedes aegypti.
PALAVRAS-CHAVES: Lippia origanoides, óleo essencial, Aedes aegypti, inseticida, repelente
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

As arboviroses são doenças transmitidas por mosquitos (Diptera: Culicidae), dentre as quais podemos destacar a dengue, chinkugunya, zika e febre amarela que são adquiridas através da picada das fêmeas da espécie Aedes aegypti. Uma das maneiras utilizadas para prevenir estas doenças é o combate ao mosquito vetor através da utilização de inseticidas e repelentes disponíveis no mercado. Os inseticidas mais empregados são os organoclorados e os organofosforados, entretanto, causam danos ao meio ambiente e aos organismos não-alvo, como repelente temos Diethyl Toluamide e a Icaridina assim como os inseticidas podem causar resistência com a sua utilização excessiva.  Uma alternativa para diminuir estes efeitos são produtos de origem natural, utilizando os óleos essenciais de plantas, seja como ativo principal ou coadjuvantes dos produtos sintéticos. A Lippia origanoides é um arbusto proveniente do Cerrado brasileiro, rico em óleos essenciais, com ampla utilização na medicina tradicional em desordens gastrointestinais e como antisséptico. As propriedades aromáticas marcantes do óleo essencial de suas partes aéreas, juntamente com estudos que já comprovam atividades farmacológicas em células nos induziu a propor o emprego como repelente e como larvicida, podendo ser utilizados no desenvolvimento de novos produtos com atividades larvicida e repelente contra a espécie Aedes aegypti. Nesta perspectiva, este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial larvicida e repelente das partes aéreas de Lippia origanoides com aplicação para controle do mosquito Aedes aegypti, bem como os seus componentes majoritários, timol e carvacrol e a sua a possível potencialização do seu efeito quando complexado com β-ciclodextrina. Para tanto foi realizada uma prospecção científica e tecnológica nas bases de dados científicas Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (PubMed), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Web of Science e Scopus, e em outras relativas à patentes e modelos de utilidade Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), do European Patent Office (EPO) e da Patentes da América Latina e Espanha (LATIPAT), para identificar os estudos e patentes desenvolvidos e elucidar os trabalhos já realizados acerca das propriedades dos óleos essenciais como larvicida e repelente. Portanto, foram encontrados 111 artigos e apenas 8 patentes relacionadas à aplicação de óleo essencial e propriedades larvicida e repelente, evidenciando a necessidade do desenvolvimento de estudos direcionados a elaboração de produtos com aplicações no mercado consumidor. O desenvolvimento tecnológico de novos produtos inseticidas e repelentes de origem natural é uma necessidade, considerando a expansão das arboviroses. Para avaliação da atividade larvicida em larvas de 3º estágio de Aedes aegypti, foram utilizadas as concentrações de 50; 75; 100; 150 e 200 μg/mL para o óleo essencial de Lippia origanoides H.B.K e 25; 50; 75; 100; 125 e 150 μg/mL para os componentes majoritários timol e carvacrol. Foram testados ainda o óleo essencial, timol e carvacrol complexados à β-ciclodextrina nas concentrações de 50; 100; 200; 400 e 800 μg/mL. Os resultados obtidos demonstraram que o OELO possui um pontencial larvicida, portanto, os resultados obtidos fornecem para o desenvolvimento de novos produtos larvicidas naturais para atuarem no combate do Aedes aegypti. O desenvolvimento da formulação repelente com OELO está em andamento, bem como o seu controle de qualidade.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1343348 - EILIKA ANDREIA FEITOSA VASCONCELOS
Externo ao Programa - 2264286 - JOSÉ DE SOUSA LIMA NETO
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Presidente - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 18/12/2017 17:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 17/11/2019 23:14