Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: OSKAR ALMEIDA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: OSKAR ALMEIDA SILVA
DATA: 14/08/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Curso de Farmácia
TÍTULO:

Estudos Neuroquímicos do Monoterpeno Mirtenol e Complexo Mirtenol-β- Ciclodextrina com Contribuições Tecnológicas para o Desenvolvimento de um Fitomedicamento com aplicabilidade no Sistema Nervoso Central


PALAVRAS-CHAVES:

Mirtenol. Prospecção Científica e Tecnológica. Toxicidade. Anticonvulsivante. Complexo de Inclusão. 


PÁGINAS: 84
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

O mirtenol é um monoterpeno alcoólico natural de cadeia cíclica e ramificada. Devido suas propriedades aromáticas é amplamente utilizado em artigos de higiene pessoal e produtos de limpeza. Porém poucos estudos investigativos das propriedades terapêuticas (como por exemplo antioxidante, ansiolítica, neuroléptica e depressora do sistema nervoso central) são encontrados na literatura, o que reduz seu uso na indústria farmacêutica. A busca de anterioridade através da prospecção científica e tecnológica nas principais bases de dados de patentes e artigos científicos com a finalidade de verificar as principais utilizações do mirtenol evidenciou uma quantidade reduzida de depósito de patente e publicação de artigos científicos, mostrando a necessidade da realização de novos estudos a fim de proporcionar as utilização do mirtenol e das várias espécies vegetais que tem no óleo essencial o mirtenol. A avaliação da toxicidade aguda do mirtenol, utilizando dose única dose de 2000 mg kg-1, emratos Wistar machos e fêmeas albinos, por via intraperitoneal e oral, segundo as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O estudo demonstrou que o mirtenol não apresenta toxicidade aguda, porem são necessários novos estudos para a caracterização de as suas propriedades farmacologias, tendo assim níveis de segurança aceitáveis, possibilitando o desenvolvimento de futuros fitofármacos. A investigação da atividade anticonvulsivante e o estresse oxidativo em mitocôndrias isoladas de cérebro e fígado de ratos Wistar albinos tratados com mirtenol nas doses de 25, 50 e 75 mg kg-1. Em todas as doses testadas o mirtenol reduziu significativamente o número de convulsões e aumentou a taxa de sobrevivência dos animais pré-tratados com pilocarpina em relação ao grupo controle. Na avaliação do estresse oxidativo o mirtenol reduziu significativamente os níveis de TBARS, os níveis de nitrito, porém não alterou a atividade das enzimas SOD e CAT e diminuiu as concentrações de GSH. De acordo com os resultados obtidos o mirtenol é uma substância promissora como anticonvulsivante e antioxidante in vivo, diminuindo os danos neurais causados após indução das convulsões promovendo neuroproteção. A obtenção de um complexo de inclusão do mirtenol com β-ciclodextrina se fez necessário para aumentar estabilidade do mesmo, pois tratar-se de uma molécula volátil. A complexação foi obtida utilizando o método de secagem por spray drying e caracterizado por Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), Termogravimetria (TG/DTG) e Espectroscopia no Infravermelho com transformada de Fourier (IV-TF). De acordo com os resultados obtidos no presente trabalho podemos inferir a formação do complexo de inclusão entre o mirtenolcom β-Ciclodextrina pelo método de spray drying, possibilitando a uma melhor estabilidade por se tratar de uma molécula volátil. Os resultados da espectroscopia de IV, DSC e TG/DTG demonstram diferenças nas propriedades físico-químicas do mirtenol e seu complexo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167257 - ANTONIA MARIA DAS GRACAS LOPES CITO
Externo ao Programa - 1343348 - EILIKA ANDREIA FEITOSA VASCONCELOS
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Presidente - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Interno - 1638285 - RIVELILSON MENDES DE FREITAS
Notícia cadastrada em: 18/07/2014 13:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.instancia1 17/11/2019 23:15