Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GELE DE CARVALHO ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GELE DE CARVALHO ARAUJO
DATA: 11/07/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Núcleo de Pesquisas em Plantas Medicinais - NPPM
TÍTULO: Diferentes Fontes de Ácidos Graxos Promovem Efeitos Distintos na Regulação do Apetite
PALAVRAS-CHAVES: Ácidos graxos. Consumo alimentar. Azeite de oliva. Óleo de palma
PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
SUBÁREA: Farmacologia Bioquímica e Molecular
RESUMO:

A presença dos lipídeos na dieta promove influencias sobre a ingestão energética e a saciedade. Os efeitos dos lipídeos sob os fatores relacionados ao consumo alimentar, como o esvaziamento gástrico, liberação de hormônios intestinais e consumo alimentar, são dependentes das características químicas dos ácidos graxos. Tendo sido demonstrado em estudos anteriores que dietas contendo ácido oleico e ácido linolênico promovem redução do consumo alimentar. A partir destas evidências buscou-se com o presente trabalho avaliar o efeito de diferentes fontes de ácidos graxos, sob a regulação do apetite. As fontes de ácidos graxos testadas foram: azeite de oliva extra virgem (OL) (rico em ácido oleico, C18:1), óleo de linhaça dourada (LI) (rico em ácido α-linolênico, ω3, C18:3), óleo de soja (SO) (rico em ácido linoleico, ω6, C18:2), e óleo de palma (PA) (rico em ácido palmítico, C18:0). Após sobrecarga oral por gavagem desses óleos avaliou-se os parâmetros relacionados à regulação da ingestão alimentar: consumo alimentar em 24h, trânsito gastrointestinal de 24 h a partir da coleta das fezes, perfil de esvaziamento gástrico de líquido através da % de retenção gástrica de cada fonte de ácido graxo, tolerância à glicose e avaliação do padrão da expressão de genes hipotalâmicos: NPY, AGRP, CART, POMC, GLP-1R, CCKR, ObRbR e TRH. Além disso, avaliou-se também o envolvimento do nervo vago na mediação dos efeitos dos óleos sob o consumo alimentar através da realização de cirurgia de vagotomia subdiafragmática. Após 3 dias da realização da cirurgia avaliou-se: consumo alimentar em 24h, trânsito gastrointestinal de 24 h e avaliação do padrão de expressão dos genes hipotalâmicos orexigênicos e anorexigênicos. Nossos resultados indicam que o consumo de OL e LI, de forma aguda, reduzem o consumo alimentar através de aumento da taxa de retenção gástrica, e no caso do OL também por meio de redução do transito gastrointestinal. No entanto, os PA e SO não alteraram o comportamento alimentar e o esvaziamento gástrico. Esses efeitos foram acompanhados de uma alteração no padrão de expressão de genes hipotalâmicos orexigênicos e anorexigênicos, com ênfase para o PA na indução de alterações nesses genes, quando comparado ao OL. Posteriormente, verificou-se que a vagotomia não eliminou o efeito do OL na redução do consumo alimentar. Porém, a ausência da resposta autonômica proporcionou redução de consumo alimentar para o PA. Além disso, nossas evidencias estão relacionadas ao envolvimento vagal como mecanismo de ação do PA, de maneira dependente, e que o efeito do OL é predominantemente sob o trato gastrointestinal. Nesse trabalho, observamos que diferentes fontes de ácidos graxos promovem efeitos distintos sobre os fatores relacionados ao consumo alimentar; e que o consumo de OL reduz o consumo alimentar, promovendo retardo do esvaziamento gástrico e alteração do transito gastrointestinal, sendo recomendável como coadjuvante para tratamento de redução de peso corporal. Por outro lado, embora PA, associado à ausência da resposta autonômica, apresente efeitos de redução do consumo alimentar, não seria recomendado como alternativa para perca de peso, por contribuir para o desenvolvimento de fatores que favorecem o quadro de síndromes metabólicas. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2950101 - FRANCISCO LEONARDO TORRES LEAL
Interno - 2457259 - MOISES TOLENTINO BENTO DA SILVA
Externo ao Programa - 2340544 - EMIDIO MARQUES DE MATOS NETO
Notícia cadastrada em: 09/07/2017 22:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:17