Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA KAROLINNE DA SILVA BRITO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA KAROLINNE DA SILVA BRITO
DATA: 19/02/2018
HORA: 15:30
LOCAL: Núcleo de Pesquisa em Plantas Medicinais
TÍTULO: Extrato de fruto de Psidium guajava L. rico em licopeno: efeitos no perfil lipídico e em marcadores de estresse oxidativo em dislipidemia experimental
PALAVRAS-CHAVES: Dislipidemias. Estresse Oxidativo. Antioxidantes. Carotenóides. Psidium guaiava.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

A dislipidemia é uma condição clínica que produz lesão endotelial e progride para a formação de placas de aterosclerose, sendo sugerido o envolvimento do estresse oxidativo nos seus mecanismos desencadeadores. O licopeno é um carotenoide com propriedades antioxidantes e possível efeito protetor cardiovascular. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de um extrato do fruto da goiabeira (Psidium guajava L.) rico em licopeno (ERL) no perfil lipídico e em marcadores de estresse oxidativo em modelo experimental de dislipidemia. Hamsters machos (116,5±2,16g) foram submetidos a indução de dislipidemia com ração contendo caseína (20%), gordura de coco (13,5%) e colesterol (0,1%). O grupo controle normal (CN, n=7) recebeu ração padrão. Os animais com dislipidemia foram divididos em três grupos: controle hipercolesterolemia (CH, n=7); tratado com ERL 25 mg/kg/dia (ERL-25, n=7) e 50 mg/kg/dia (ERL-50, n=9). Ao final de 28 dias de tratamento foram determinadas as concentrações plasmáticas de triglicérides (TG), colesterol total (CT), LDL colesterol (LDL-c), HDL-c, alanina aminotransferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST), fosfatase alcalina (FAL), albumina (Alb), Proteinas totais (PT), Malondialdeído (MDA-p) e Mieloperoxidase (MPO). Eritrócitos foram usados para determinação da superóxido dismutase (SOD-e). Em tecido hepático foram determinados malondialdeído (MDA-h), atividade de catalase (CAT), glutationa peroxidase (Gpx) e superóxido dismutase (SOD-h). A ingestão alimentar (IA), o ganho de peso (GP), o coeficiente de eficácia alimentar (CEA), o peso do fígado (P-f) e da gordura retroperitoneal (P-g) foram quantificados. Para avaliação de toxicidade aguda “in vivo” pelo teste de dose fixa, camundongos machos (20-30 g) foram divididos nos grupos: controle (água destilada, n=10) e ERL 2.000 mg/kg (n=10). A citotoxicidade in vitro foi investigada em macrófagos murinos e eritrócitos de carneiro. Atividade antioxidante in vitro de ERL foi determinada pelos métodos do radical livre 2,2-difenil-1-picrilhidrazil (DPPH) e do 2,2-azinobis-[3-etil-benzotiazolin-6-ácido sulfônico] (ABTS). A comparação entre grupos foi realizada por análise de variância e teste de Tukey. A pesquisa foi aprovada por Comissão de Ética em Uso de Animais (CEUA/UFPI 197/16). O grupo ERL-25 (61,57±3,85) apresentou TG significativamente menor (p<0,05) em relação a CH (87,29±4,1). Não houve diferenças (p>0,05) entre os grupos tratados ou não quanto a CT, LDL-c, HDL-c, ALT, AST, FAL, GP, P-g, IA, CEA, MDA-h, Cat, Gpx, SOD-e e SOD-h. ERL-50 apresentou P-f (4,13±0,16), Alb (2,34±0,03) e PT (6,24±0,11) significativamente maiores (p<0,05) que CN (P-f: 3,02±0,1; Alb: 2,12±0,05; PT: 5,62±0,08), contudo sem diferença em relação ao CH (P-f: 3,87±0,22; Alb: 2,24±0,02; PT: 379,5±84,1). ERL-25 e ERL-50 apresentaram níveis de MDA-p e MPO significativamente menores (p<0,05) em relação a CH (MDA-p: CN=4,28±0,4; CH=6,08±0,38; ERL-25=2,97±0,25; ERL-50=3,44±0,47; MPO: CN=0,48±0,1; CH=1,41±0,22; ERL-25=0,64±0,14; ERL-50=0,82±0,13). O ERL apresentou baixa toxicidade nos modelos testados e demonstrou baixo potencial antioxidante in vitro (DPPH: EC50=4000 μg/mL; ABTS: 72,02 μg de trolox/g de extrato). Em conclusão, a ERL-25 apresenta atividade hipotrigliceremiante e ambas as doses testadas reduziram marcadores de peroxidação lipídica em modelo de dislipidemia. Ademais, foi evidenciada baixa toxicidade aguda e sistêmica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167710 - MARIA DO CARMO DE CARVALHO E MARTINS
Interno - 423597 - SALETE MARIA DA ROCHA CIPRIANO BRITO
Externo ao Programa - 7422077 - PAULO HUMBERTO MOREIRA NUNES
Notícia cadastrada em: 08/02/2018 17:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:17