Notícias

Banca de DEFESA: RENATO DOUGLAS E SILVA SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATO DOUGLAS E SILVA SOUZA
DATA: 04/07/2013
HORA: 09:00
LOCAL: NPPM
TÍTULO:

Estudo da atividade antinociceptiva do extrato e frações da casca do fruto da Platonia insignis Mart. (Clusiaceae) em roedores. Souza, R.D.S. 

 

PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Platonia insignis, atividade antinociceptiva, extrato etanólico, fração acetato de etila, fração hexânica.


PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

O fruto de Platonia insignis Mart. (Clusiaceae) é conhecido popularmente como bacuri, muito apreciado na forma de suco, creme, sorvete, doce e picolé dentre outros, utilizado na medicina popular como cicatrizante (sementes) em animais, e tratamento de eczemas, vírus da herpes e outros problemas de pele (látex amarelo). O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito antinociceptivo do extrato etanólico da casca do fruto desta espécie (EEtOH-Pi) e de suas frações de partição (Acetato de etila – FAcOET-Pi e Hexânica – FHE), em modelos de dor aguda e inflamatória, além de alguns dos possíveis mecanismos de ação envolvidos neste efeito. Camundongos Swiss machos e fêmeas (20-30 g; n=6-11 animais/grupo), foram utilizados na avaliação da toxicidade aguda e nos testes de nocicepção. Os animais não apresentaram toxicidade aguda ao receberem EEtOH-Pi (até 2 g/kg, v.o.), não sendo possível o cálculo da DL50. A nocicepção aguda foi avaliada pelo tempo de lambedura da pata estimulada durante 5 min (1ª. fase) e entre 15-30 min (2ª. fase) após injeção de formalina (2 %, 20 μL, i.pl.), durante 15 min após o glutamato (20 μmol/pata, i.pl.), e durante 5 min após a capsaicina (20 μL, 2 μg/pata). No teste da formalina, o EEtOH-Pi (200 e 400 mg/kg v.o., 60 min antes) foi efetivo em inibir, nas duas doses, apenas a segunda fase do teste. Morfina-MOR (5 mg/kg, s.c., 30 min antes) foi utilizada como controle positivo e inibiu as duas fases. Após 30 min do tratamento com EEtOH-Pi; FAcOET-Pi (100, 200 e 400 mg/kg, v.o; 50, 100 e 200 mg/kg, v.o.), salina e MK 801 (0,03 mg/kg, i.p.), a nocicepção induzida por glutamato foi reduzida apenas com a dose de 400 mg/kg do EEtOH-Pi e 100 mg/kg da FAcOET-Pi. No teste da capsaicina o EEtOH-Pi (100 e 200 mg/kg, v.o.) apresentou efeito antinociceptivo significativo apenas na dose de 200 mg/kg. No teste da hiperalgesia inflamatória (Randall-Selitto) induzida por carragenina 1% (100 µL/pata) em ratas, avaliou-se o índice de hipernocicepção (g) durante 6 h, antes e após o tratamento com FAcOET-Pi (100 e 200 mg/kg, v.o.) e FH-Pi (50, 100 e 200 mg/kg, vo) veículo ou indometacina (10 mg/kg, p.o.). FAcOET-Pi (200 mg/kg) promoveu aumento do limiar nociceptivo da 1ª. à 4ª. hora de observação, enquanto que a FH-Pi (100 e 200 mg/kg) apresentou efeito significativo da 2ª. à 5ª. hora. No estudo dos mecanismos envolvidos nos efeitos de FAcOET-Pi no método do glutamato, o tratamento com naloxona (2 mg/kg, i.p.), 20 min antes de FAcOET-Pi (100 mg/kg, p.o.), salina ou MOR (5 mg/kg, s.c.), reverteu o efeito da FAcOET-Pi; o mesmo ocorrendo após a glibenclamida (3 mg/kg, i.p.). EEtOH-Pi (100, 200 e 400 mg/kg, v.o.) e FAcOT-Pi (100 mg/kg, p.o.) não alteraram a locomoção dos animais no campo aberto, sugerindo inexistência de efeito depressor central. EEtOH-Pi, FAcOET-Pi e FH-Pi possuem ação antinociceptiva; FAcOET-Pi e FH-Pi reduzem a hipernocicepção inflamatória, e o efeito da FAcOET-Pi parece envolver o sistema opióide e a participação dos canais de K+ATP.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Interno - 2246074 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1167592 - MARIANA HELENA CHAVES
Externo à Instituição - MARTA MARIA DE FRANÇA FONTELES - UFC
Notícia cadastrada em: 17/06/2013 10:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:07