Notícias

Banca de DEFESA: ALLANE MARIA VAZ RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALLANE MARIA VAZ RIBEIRO
DATA: 05/05/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reuniões/ Campus Ministro Reis Velloso
TÍTULO:

Análise fitoquímica do extrato etanólico das folhas de Persea willdenovii, Kosterm e de sua atividade antibacteriana sobre Streptococcus mutans


PALAVRAS-CHAVES:

Persea willdenovii; Streptococcus mutans; atividade antimicrobiana; análise fitoquímica.


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Este trabalho faz uma análise da composição fitoquímica do extrato etanólico das folhas de Persea willdenovii e de sua atividade antimicrobiana contra Streptococcus mutans, considerada principal bactéria envolvida na etiopatogenia da cárie dental. O material botânico foi coletado em Botucatu- São Paulo, identificado e tombado no herbário da Universidade Federal do Ceará. O extrato etanólico foi obtido a partir das folhas secas, moídas, misturadas com etanol, filtradas, concentrado em rotavapor e seco em estufa. Foram feitos testes qualitativos de prospecção fitoquímica para diferentes constituintes: flavonóides, taninos e fenóis, açúcares redutores, esteroides e triterpenoides, leucoantocianidinas, catequinas e flavanonas, polissacarídeos, alcaloides e ácidos orgânicos. Os testes confirmaram presença de flavononois, fenóis, taninos, açúcares redutores, esteróides, triterpenóides e flavanonas. A quantificação de compostos fenólicos foi realizada usando a curva padrão de ácido gálico e para quantificação de flavonóides foi utilizada a curva padrão de quercetina analisadas em espectro UV. O teor de fenólicos totais foi de 15,97% e o teor de flavonóides foi de 2,5%. Para os testes antimicrobianos sobre S. mutans, foram determinadas as concentrações inibitórias e bactericidas mínimas (CIM e CBM) por método de microdiluição, além do efeito do extrato sobre o biofilme da bactéria. Obsersou-se susceptibilidade ao extrato com CIM de 31,2 µg/ml e CBM de 62,5 µg/mL além da inibição da viabilidade do biofilme em até 96,5% comparado à clorexidina. Concluiu-se a presença de fenóis e flavonoides no extrato além de promissor efeito antibacteriano e antibiofilme sobre S. mutans.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553559 - JOSE ROBERTO DE SOUZA DE ALMEIDA LEITE
Interno - 841.003.203-10 - LEIZ MARIA COSTA VERAS - UFPI
Externo à Instituição - JOILSON RAMOS DE JESUS - UFBA
Notícia cadastrada em: 02/05/2016 10:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 08/03/2021 20:23