Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DAYARA LINS PORTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAYARA LINS PORTO
DATA: 27/06/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório 1 da pós-graduação
TÍTULO: Fungos micorrízicos arbusculares no crescimento e nutrição da fava-de-bolota sob estresse hídrico
PALAVRAS-CHAVES: Associação micorrízica. Parkia platycephala Benth. Inoculação. Acaulospora
PÁGINAS: 19
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
ESPECIALIDADE: Microbiologia e Bioquímica do Solo
RESUMO:

A fava-de-bolota (Parkia platycephala Benth) encontrada em área de transição cerrado-caatinga é uma espécie que apresenta potencial para a alimentação de ruminantes em regiões áridas.  Deste modo, este trabalho tem como objetivo avaliar a inoculação dos fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) no crescimento inicial e nutrição de mudas de fava-de-bolota sob estresse hídrico em ambiente telado. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com esquema fatorial 2x6, correspondendo a duas condições de regime hídrico (com e sem estresse); quatro estirpes de FMAs (Gigaspora rosea, Gigaspora margarita, Acaulospora koske e Acaulospora morrowiae) um tratamento com os inóculos consorciados (Mix) e um tratamento controle (não inoculado), com cinco repetições. Para avaliar o efeito do estresse hídrico adotou-se o método de pesagem dos vasos periodicamente, e aos 118 dias após a semeadura foram avaliadas as variáveis biométricas, taxa de colonização micorrízica, determinação dos teores de macro e micronutrientes da parte área da planta e teor de glomalina no solo. Os parâmetros altura (H), diâmetro do caule (DC), massa seca da parte aérea (MSPA) não houve diferença significativa entre os tratamentos com as estirpes, no entanto, na condição sem estresse hídrico foram observadas as melhores médias com a Acaulospora morrowia. Para a interação (fungo x condição) a estirpe Gigaspora rósea apresentou a maior média no número de folhas (NF) dentro da condição com estresse hídrico; para os parâmetros massa seca da raiz (MSR) e massa seca total (MST) as estirpes Acaulospora morrowia, Gigaspora rósea e o inóculo consorciado Mix sobressaíram das demais com melhores resultados na condição com estresse hídrico. Houve efeito significativo quando testados as estirpes para os teores de nutrientes de Mg e Mn. Para o teor de glomalina no solo houve diferença entre os tratamentos, quando as plantas foram submetidas ao estresse hídrico. A taxa de colonização micorrízica foi baixa, porém, a estirpe Acaulospora morrowia foi a que promoveu melhores resultados para esta espécie arbórea aos 118 dias de cultivo frente às condições estudadas.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1741169 - ADRIANA MIRANDA DE SANTANA ARAUCO
Interno - 2100352 - CACIO LUIZ BOECHAT
Interno - 2231082 - JULIAN JUNIO DE JESUS LACERDA
Externo ao Programa - 1555213 - SEFORA GIL GOMES DE FARIAS
Notícia cadastrada em: 15/06/2018 08:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 07/12/2023 12:39