Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARTONY DEMES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARTONY DEMES DA SILVA
DATA: 28/08/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Videoconferência do PPGCC
TÍTULO: Ambiente Digital para Ensino e Acompanhamento Personalizado de Estudantes com Autismo: Proposta com Uso de Dispositivos Móveis
PALAVRAS-CHAVES: Autismo, educação especial, dispositivos móveis.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
RESUMO:

Estudantes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) podem apresentar dificuldades relacionadas à aprendizagem acadêmica. Como uma forma de promover o ensino da leitura e escrita são propostas estratégias diferenciadas, com uso de recursos tecnológicos, orientados por uma equipe multidisciplinar, geralmente composta por educadores, psicólogo, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional. O uso de tecnologias que aporte essas estratégias de ensino favorece o ensino das habilidades básicas de leitura e escrita que servem como base para o progresso do estudante com TEA nos anos escolares posteriores. Nesse contexto, propõe-se uma estratégia de ensino com uso de uma aplicação para tablet. Como diferencial, o profissional pode elaborar as atividades com base no currículo da criança por meio de um software WEB. O ambiente proposto é viabilizado pela integração de um sistema WEB e do aplicativo para dispositivo móvel (smartphone e tablet). O sistema WEB possibilita a elaboração de atividades personalizadas pela equipe multidisciplinar que trabalha com cada criança com autismo, além de permitir o acompanhamento das atividades e a análise do desempenho individual de cada uma delas. Neste sentido, a principal inovação do ambiente proposto é permitir que os profissionais da equipe multidisciplinar elaborem atividades individualizadas, com base no currículo personalizado de cada estudante. Outra característica importante deste ambiente é que os pais podem guiar e controlar a aplicação das atividades. Assim, os responsáveis pelas crianças podem controlar o tempo de realização das atividades e acompanhar o rendimento dos seus filhos. A avaliação preliminar do ambiente digital foi realizada com três estudantes com TEA e por uma profissional e os resultados mostraram que o ambiente permitiu a criação de atividades específicas para a demanda curricular de cada estudante com TEA, elaborado e aplicado por profissionais com conhecimentos básicos em computação, de maneira flexível e personalizada.

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1632612 - ANDRE CASTELO BRANCO SOARES
Interno - 2167802 - PEDRO DE ALCANTARA DOS SANTOS NETO
Interno - 1226761 - RAIMUNDO SANTOS MOURA
Notícia cadastrada em: 07/08/2017 10:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 22/07/2019 19:46