Notícias

Banca de DEFESA: LANA RAYSA DA SILVA ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LANA RAYSA DA SILVA ARAUJO
DATA: 17/12/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório de Nutrição
TÍTULO: CONSUMO DE FRUTAS, LEGUMES E VERDURAS POR ADOLESCENTES DE ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS
PALAVRAS-CHAVES: Adolescentes, consumo alimentar, frutas, hortaliças.
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: A adolescência é uma fase do desenvolvimento humano caracterizada por mudanças de origem biológica, psíquica e social, correspondendo a um momento de alterações no estilo de vida, podendo afetar as escolhas alimentares. Objetivo: Avaliar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) por adolescentes de escolas públicas e privadas. Métodos: Estudo transversal com 651 adolescentes de escolas públicas e privadas de Teresina, Piauí, em 2016, selecionados por amostragem probabilística estratificada proporcional. O estudo faz parte de uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), intitulada “Saúde na escola: diagnóstico situacional do ensino médio”. Foram coletados dados sociodemográficos, estado nutricional utilizando IMC/Idade, circunferência abdominal e recordatório de 24h. A análise de frutas, legumes e verduras foi realizada por meio da Tabela para Avaliação do Consumo Alimentar em Medidas Caseiras e a classificação das frutas, legumes e verduras da região Nordeste foi realizada por meio da utilização do livro “Alimentos Regionais Brasileiros”. Realizouse análise bivariada com o teste qui-quadrado e teste t de Student e aplicou-se o teste de Correlação de Pearson. Considerou-se intervalo de confiança de 95% (IC95%) e um erro alfa de 5% (p≤0,05). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFPI. Resultados: Os adolescentes que consumiam frutas,legumes e verduras eram em sua maioria do sexo feminino, com renda familiar entre 1 e 2 salários mínimos e escolaridade materna intermediária. Escolaridade materna (p= 0,005) e renda (p= 0,012) se associaram ao consumo de frutas. A ingestão em gramas frutas foi maior do que legumes e verduras. 54,1% dos adolescentes não consumiram frutas e 69% não ingeriram legumes e verduras. A adequação de consumo foi de 11,1% para escolas públicas e 11,9% para instituições privadas. Não houve associação entre as instituições de ensino quanto consumo e adequação. As FLV mais consumidas não foram as da região Nordeste e apenas o repolho apresentou correlação com o estado nutricional. Conclusão: O consumo de frutas, legumes e verduras foi considerado baixo e inadequado não havendo associação entre as instituições de ensino e o consumo de frutas se associou a escolaridade materna e renda familiar. As frutas mais consumidas foram banana, maracujá, tomate e goiaba e os legumes e verduras foram alface e pepino. Houve uma fraca correlação entre o consumo de banana, laranja, maçã e melão e o estado nutricional eutrófico dos adolescentes. Sugere-se a implantação de estratégias de educação alimentar e nutricional, realizadas em ambiente escolar e familiar, bem como faz-se necessário uma maior reflexão sobre consumo de frutas, legumes e verduras e renda familiar.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1585512 - JESUSMAR XIMENES ANDRADE
Interno - 1549654 - MALVINA THAIS PACHECO RODRIGUES
Presidente - 1167746 - REGILDA SARAIVA DOS REIS MOREIRA ARAUJO
Externo à Instituição - SONIA TUCUNDUVA PHILIPPI - USP
Notícia cadastrada em: 03/12/2019 16:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 17/01/2021 04:04