Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNA SARAIVA CANDEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNA SARAIVA CANDEIRA
DATA: 01/04/2021
HORA: 10:00
LOCAL: Plataforma Google Meet (online)
TÍTULO: Diagnósticos de TDAH e medicalização da vida: uma investigação através de estudos de caso com crianças de Parnaíba-PI
PALAVRAS-CHAVES: TDAH; Medicalização; Educação; Estudo de caso.
PÁGINAS: 51
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

No campo da Educação, a influência da medicalização se demonstra, por exemplo, na atribuição a causas da não-alfabetização a características inerentes à criança, atribuindo a dificuldade no processo de ensino-aprendizagem a características biológicas e a doenças com origem exclusivamente no corpo, suspendendo da análise acerca do cerne da problemática o lugar em que a criança vive, sua história de vida e o papel do sistema educacional. O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um exemplo de distúrbios, com diagnósticos realizados, sobretudo, a partir de encaminhamentos advindos da escola, acerca do qual circundam compreensões controversas. Mesmo diante da realidade que demonstra a diversidade de fatores que estão envolvidos com o TDAH – para além dos fatores biológicos – reforçando a influência do meio, através da experiência; os casos de crianças com diagnóstico de TDAH continuam sendo acompanhados tendo como base uma perspectiva fortemente biomédica, baseada no tratamento medicamentoso, através de estimulantes como a Ritalina. A partir disso, objetiva-se, de modo geral, analisar a influência do diagnóstico de TDAH na vida de crianças diagnosticadas com o transtorno. Especificamente, objetiva-se verificar de que modo o diagnóstico de TDAH influencia a vida de crianças de escolas da Rede Pública de Ensino de Parnaíba-PI, investigar a influência do diagnóstico de TDAH na vida de crianças de escolas da Rede Privada de Parnaíba-PI, compreender de que modo os familiares da criança diagnosticada com TDAH percebem a criança e o transtorno, e apreender a percepção e as práticas escolares da comunidade escolar frente aos casos das crianças diagnosticadas com TDAH. Este estudo é de abordagem qualitativa, e segue o delineamento de estudos de caso. Ressalta-se que esta pesquisa já foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) com seres humanos e recebeu parecer favorável (4.077.512). Assim, iniciou-se a coleta de dados da amostra e o processo de construção dos casos está ocorrendo através de quatro estudos de caso: Mateus de 7 anos e Rafael de 7 anos, estudantes de escolas públicas, e Renan de 10 anos e Caio de 12 anos, alunos de escolas particulares. Em decorrência da Pandemia da Covid-19, a investigação e aprofundamento dos casos estão ocorrendo por meio de encontros virtuais viabilizados pelas ferramentas Google Meet e Whatsapp – considerando a ferramenta que for de maior facilidade para os entrevistados. Estão sendo realizados momentos com a família, encontros com professores das crianças, e momentos com as próprias crianças participantes da pesquisa, utilizando-se diferentes estratégias de coleta de dados: entrevistas semi-estruturadas com familiares e com membros da escola que têm participação na vida das crianças, produção de desenhos pelas crianças e questionário sociodemográfico. Todos os aspectos éticos da pesquisa foram resguardados conforme as resoluções 466/12 e 510/16 do Conselho Nacional de Saúde. Os dados coletados das múltiplas versões que compõem cada caso serão analisados através das estratégias de codificação e categorização, a partir da perspectiva da Psicologia Escolar Crítica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Externo à Instituição - HERCULANO RICARDO CAMPOS - UFRN
Interno - 1551072 - LUDGLEYDSON FERNANDES DE ARAUJO
Externo à Instituição - MARILENE PROENCA REBELLO DE SOUZA - USP
Notícia cadastrada em: 04/03/2021 00:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 21:57