Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCA PEREIRA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA PEREIRA DOS SANTOS
DATA: 06/04/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet (online)
TÍTULO: SAÚDE DE ESTUDANTES ADOLESCENTES DA REDE PÚBLICA DO PIAUÍ: ESTUDO A PARTIR DA PSICOLOGIA ESCOLAR
PALAVRAS-CHAVES: Psicologia Escolar; Saúde do Estudante; Adolescente; Escolas Públicas.
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

A Psicologia Escolar é compreendida como um campo de produção de conhecimentos, de pesquisa e de intervenção, dentre outras atribuições, que assume um compromisso teórico e prático relacionado a questões referentes à escola, sua dinâmica, seus processos e atores sociais. Além de ser também um campo de atuação profissional da(o) psicóloga(o) através da inserção da Psicologia no contexto escolar, contribuindo na promoção da mediação dos processos de desenvolvimento humano e de aprendizagem. A atuação da(o) psicóloga(o) na Educação, na perspectiva da promoção de saúde aponta para novos caminhos que busca trabalhar o desenvolvimento global do indivíduo, impulsionando suas forças, competências, habilidades e favorecendo sua integração junto à sociedade. Nesse sentido, as percepções e sentidos sobre saúde e doenças são construções baseadas nos produtos culturais, sociais e históricos para além de um olhar lançado sobre os produtos do campo biológico, que possibilita a articulação entre os diferentes atores sociais que atuam na saúde apontando subsídios para se pensar as práticas da educação em saúde nas escolas de educação básica por meio da história local e os significados culturais imersos nesse cenário. Inserida neste contexto, a adolescência vem sendo estudada pela psicologia e outras áreas da ciência que buscam analisar a concepção e natureza histórica acerca desse fenômeno. Segundo a psicologia histórico-cultural, a adolescência não pode ser reduzida apenas a um processo de mudanças biológicas, naturais, caracterizadas por consequentes síndromes devido à eclosão de hormônios e maturação sexual. Existem grandes equívocos ao considerar o adolescente um ser apenas biológico, natural, pois o adolescente é, sobretudo, um ser histórico e social que se desenvolve a partir de sua interação com o mundo social e cultural. Diante disso, surgiu o questionamento: qual o perfil de saúde dos estudantes adolescentes nas escolas da rede pública do Piauí? Na busca de responder esse questionamento, a presente pesquisa tem como objetivo geral, analisar a saúde de estudantes adolescentes e os cuidados específicos com esse público nas escolas da rede pública do Piauí. Além de buscar de forma específica: realizar uma revisão sistemática acerca da saúde do estudante adolescente na escola; identificar a incidência de doenças gerais em estudantes adolescentes e o perfil de ocorrência na família; mapear os tipos de diferenças funcionais entre os estudantes adolescentes por regional de educação; e; verificar a existência de práticas medicalizantes no âmbito escolar e tratamentos especializados na saúde do estudante adolescente. Esse projeto foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa - CEP da Universidade Federal do Piauí, conforme número do parecer: 4.138.877. Trata-se de um estudo do tipo documental que irá analisar os documentos do banco de dados da Unidade de Gestão e Inspeção Escolar/UGIE da Secretaria do Estado de Educação/SEDUC do estado do Piauí. Serão analisados os 57.025 documentos de registros das 21 Gerências Regionais de Educação/GRE vinculadas ao referente estado. Para a coleta de dados foi realizada a autorização Institucional e Termo de Compromisso de Utilização de Dados – TCUD. Após a coleta, os dados serão analisados por meio do pacote estatístico Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 21, a fim de caracterizar a amostra, calcular a frequência e a porcentagem de acordo com os objetivos, territórios e gênero dos participantes. Desse modo, esta pesquisa documental trará um levantamento acerca do perfil de saúde e de cuidados específicos de alunos das escolas da rede pública do Piauí, bem como poderá emergir novas políticas públicas de promoção à saúde do adolescente escolar. Para alcançar esses objetivos, serão realizados quatro estudos no formato de artigo de modo que cada um corresponda os objetivos específicos da pesquisa em andamento.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1398721 - ANA RAQUEL DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - BRENO DE OLIVEIRA FERREIRA - UFAM
Presidente - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Externo à Instituição - HERCULANO RICARDO CAMPOS - UFRN
Notícia cadastrada em: 15/03/2021 22:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 10:55