UFPI › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas Teresina, 02 de Fevereiro de 2023

CEAD - CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ENERGIAS RENOVÁVEIS/ CEAD - A Distância - Teresina

 

Curso  Nível  Graduação

CENTRO DE EDUCACAO ABERTA E A DISTANCIA - CEAD

Projeto Político Pedagógico


Perfil Profissional:

estudantes, garantindo o aprofundamento teórico dos formandos. Esse material constitui-se do conteúdo desenvolvido pelo professor conteudista da disciplina, disponível o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) com versão em pdf, para impressão pelos alunos. 4. Quanto ao apoio através de áudio-contato, esses acontecerão nas bases da relação administrativa e pedagógica, com o apoio direto dos monitores a distância, dirimindo dúvidas ou solucionando problemas imediatos que possam comprometer o andamento das atividades pedagógicas, como também contato via aplicativos de comunicação como Whatsapp, Telegram, Messenger, Skype entre outros, para ações administrativas e de apoio. Vale destacar a figura dos agentes envolvidos nesta modalidade: a) Coordenador do Curso – Responsável por administrar o curso, presidir o Colegiado do curso eu Núcleo Docente Estruturante, construir calendário específico do curso de atividades e projetos em conformidade com o Calendário Acadêmico da UFPI. O Coordenador do Curso, também faz a gestão financeira do fomento da modalidade EAD, no que tange ao controle e distribuição de bolsas inclusive no SGB. b) Coordenador de Monitor ia - É o responsável por gerenciar e acompanhar a atuação dos monitores presenciais e a distância. c) Monitor es – Os monitores presenciais, residem no polo de apoio presencial onde o curso está sendo ofertado ou em localidades próximas ao polo. Responsável pelo acompanhamento dos alunos no polo. O monitor a distância pode residir fora da região do polo, e é responsável por algumas atividades presenciais e outras online. Ele seguirá as orientações e planejamento do professor pesquisador. d) Professor pesquisador – Ou professor formador, é o responsável pela disciplina. É ele o principal responsável pelo planejamento, gerenciamento e execução das atividades das disciplinas quer sejam presenciais, a distância, quer sejam aulas ou avaliações. Pode produzir material como slides, vídeos, material escrito ou outros que corroborem com a disciplinas. e) Professor conteudista – É o responsável por produzir materiais didáticos, tais como livros e apostilas. f) Coordenador do polo – É o responsável em gerir o ambiente de apoio presencial

Área de Atuação:

Segundo Resolução CNE/CP n° 01 de janeiro de 2021, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional e Tecnológica, os cursos de Educação Tecnológica de Graduação devem:

Segundo Resolução CNE/CP n° 01 de janeiro de 2021, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional e Tecnológica, os cursos de Educação Tecnológica de Graduação devem:

Competências e Habilidades do Profissional:

Segundo a Resolução CNE/CP n° 03 de 2002, os cursos superiores em tecnologia, integrada às diferentes formas de educação, ao trabalho, à ciência e à tecnologia, objetiva garantir aos cidadãos o direito à aquisição de competências profissionais que os tornem aptos para a inserção em setores profissionais nos quais haja a utilização de tecnologias. Desta forma, entre outras habilidades, o curso deverá dotar os profissionais para: a) Articular e relacionar teoria e prática; b) Utilizar adequadamente a linguagem oral e escrita como instrumento de comunicação e interação social, necessários para o desempenho de diversas funções que constam no perfil do egresso; c) Realizar investigação científica e pesquisa aplicada como forma de contribuição no processo de produção e divulgação do conhecimento;d) Resolver problemas que exijam raciocínio abstrato, percepção espacial, operações físicas ou matemáticas diversas e criatividade; e) Dominar conhecimentos científicos e tecnológicos na área específica de sua formação, bem como ser capaz de acompanhar a evolução de equipamentos, métodos e técnicas; f) Conhecer e analisar os impactos ambientais dos meios de produção decorrentes das questões que envolvem energias renováveis diversas, seu monitoramento e controle, visando sempre o desenvolvimento sustentável. g) Ser capaz de ter uma visão de gestão e empreendedorismo na sua área de formação, aliando as necessidades de novas formas de energia a fatores socioeconômicos. h) Ter iniciativa, criatividade, autonomia, liderança e capacidade de trabalhos em equipe

Metodologia:

As disciplinas no formato de Ensino a Distância podem, a critério da coordenação, serem ofertadas no regime bimestral ou semestral, respeitando a matriz curricular apresentada no fluxograma do curso. Os Módulos definidos na matriz curricular são compostos por disciplinas, nas quais o aluno deverá cumprir as atividades programadas em cada disciplina, sendo algumas on-line e outras presenciais. As atividades on-line podem ter formato síncrono ou assíncrono. No formato síncrono, podemos ter conferências virtuais, salas de debates ou atividades realizadas com contato imediato. Para as atividades assíncronas, podem ser questionários, leituras indicadas pelo professor, participação de discussões on-line como fóruns ou chats, pesquisas e elaborações de tarefas, resenhas, roteiros de estudos dentre outros. As atividades presenciais consistem em orientação coletiva dos alunos com os monitores a distância e/ou professores pesquisadores, realizadas normalmente aos sábados, bem como atividades individuais ou em grupo sob a orientação dos monitores presenciais realizadas durante a semana. Serão realizados, em média, dois encontros presenciais antes da realização de cada avaliação das disciplinas. Ao mesmo tempo, que com o advento da popularização das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), os encontros virtuais podem acontecer em horários alternativos e durante a semana, aumentando ainda mais o contato direto dos alunos com os professores formadores. O aluno terá acesso a um ambiente virtual na plataforma SIGAA, que deverá ser acessado pelo endereço www.ufpi.br. Neste ambiente o aluno terá acesso aos arquivos, recursos e atividades de cada unidade, podendo entrar em contato com os monitores a distância das disciplinas. O aluno terá acesso aos livros, multimídias em CD ou DVD disponível na biblioteca do pólo. Com respeito aos recursos tecnológicos para o ensino a distância, trabalhar-se-á envolvendo os seguintes meios: 1. O computador e, consequentemente, a Internet e seus ambientes virtuais de aprendizagem – como meio de garantir e estabelecer relações diretas e constantes entre os alunos, monitores e professores pesquisadores, bem como possibilitar ao aluno o acesso aos diferentes materiais didáticos do curso. 2. A realização de vídeo aulas – material complementar ao material impresso de cada disciplina. 3. Material impresso, textos especificamente construídos ou bibliografia de apoio – será desenvolvido através da sugestão de bibliografia adequada à formação de cada um dos estudantes, garantindo o aprofundamento teórico dos formandos. Esse material constitui-se do conteúdo desenvolvido pelo professor conteudista da disciplina, disponível o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) com versão em pdf, para impressão pelos alunos. 4. Quanto ao apoio através de áudio-contato, esses acontecerão nas bases da relação administrativa e pedagógica, com o apoio direto dos monitores a distância, dirimindo dúvidas ou solucionando problemas imediatos que possam comprometer o andamento das atividades pedagógicas, como também contato via aplicativos de comunicação como Whatsapp, Telegram, Messenger, Skype entre outros, para ações administrativas e de apoio. Vale destacar a figura dos agentes envolvidos nesta modalidade: a) Coordenador do Curso – Responsável por administrar o curso, presidir o Colegiado do curso eu Núcleo Docente Estruturante, construir calendário específico do curso de atividades e projetos em conformidade com o Calendário Acadêmico da UFPI. O Coordenador do Curso, também faz a gestão financeira do fomento da modalidade EAD, no que tange ao controle e distribuição de bolsas inclusive no SGB. b) Coordenador de Monitor ia - É o responsável por gerenciar e acompanhar a atuação dos monitores presenciais e a distância. c) Monitor es – Os monitores presenciais, residem no polo de apoio presencial onde o curso está sendo ofertado ou em localidades próximas ao polo. Responsável pelo acompanhamento dos alunos no polo. O monitor a distância pode residir fora da região do polo, e é responsável por algumas atividades presenciais e outras online. Ele seguirá as orientações e planejamento do professor pesquisador. d) Professor pesquisador – Ou professor formador, é o responsável pela disciplina. É ele o principal responsável pelo planejamento, gerenciamento e execução das atividades das disciplinas quer sejam presenciais, a distância, quer sejam aulas ou avaliações. Pode produzir material como slides, vídeos, material escrito ou outros que corroborem com a disciplinas. e) Professor conteudista – É o responsável por produzir materiais didáticos, tais como livros e apostilas. f) Coordenador do polo – É o responsável em gerir o ambiente de apoio presencial.

Sistema de Gestão do Curso:

A gestão de um projeto em EAD deve levar em conta algumas características importantes dessa modalidade de educação. Primeiro deve-se considerar que, em uma abordagem dessa natureza, especialistas e profissionais de competências diversas trabalham em parceria, cada um dando sua colaboração e trazendo suas experiências. Segundo, uma estrutura de apoio específica deve ser montada de modo a permitir: a elaboração, produção e distribuição antecipada do material didático; a concepção e montagem de uma rede de comunicação que quebre o isolamento do aluno e permita que ele dialogue com o professor, monitor , colegas e material didático; o funcionamento de um sistema de atendimento ao aluno em suas dificuldades. Terceiro, no caso específico do Curso Superior de Tecnologia em Energias Renováveis, alunos e monitores locais frequentarão espaços outros que os do campus universitário, os centros de apoio situados nas cidades sedes dos polos. Quarto, todos os processos anteriores deverão ter um tratamento interligado, tendo em vista a opção por um enfoque sistêmico de EAD. Em virtude das considerações anteriores, a gestão do projeto de EAD deverá se assentar sobre o alicerce do trabalho colaborativo e de apoio entre Colegiado do curso e equipe de profissionais do Centro de Educação Aberta e a Distância da UFPI e dos Polos de Apoio Presencial. Trata-se, pois, de uma ação colegiada onde as atividades de todos tenham como foco o desenvolvimento do projeto pedagógico do curso. Ela deverá promover a participação dos diferentes segmentos do curso (colegiado, especialistas, monitores, técnicos administrativos, coordenadores de polo) na identificação e resolução dos problemas, na formulação de propostas, nas deliberações, visando o bom desenvolvimento do Curso e a melhoria de sua qualidade. O Colegiado será o responsável pela execução didático-pedagógica do curso. Suas funções e atribuições estão expressas nos artigos 38 e 39, do Capítulo III do Regimento Geral da UFPI. A equipe do Centro de Educação Aberta e a Distância da UFPI exercerá funções que possibilitem a implantação e funcionamento dos sistemas de monitor ia, de comunicação, de elaboração e distribuição do material didático aos polos, de avaliação e monitoramento do curso. As equipes dos Polos de Apoio Presencial serão responsáveis pelo funcionamento: da monitor ia presencial, dos serviços de apoio aos estudantes (secretaria, biblioteca, videoteca, mediateca, comunicação com a UFPI), da difusão das informações provenientes da UFPI, da distribuição dos materiais didáticos aos alunos, dos laboratórios específicos e de computação. A gestão do curso será subsidiada pelos dados e resultados oriundos do monitoramento e avaliação que estarão sendo realizados ao longo do curso.

Avaliação do Curso:

O Núcleo Docente Estruturante (NDE), é o responsável por avaliar periodicamente o Projeto Pedagógico do Curso. O NDE do curso composto por docentes efetivos e um representante discente, tem composição de dois anos. A cada final de ciclo do NDE, o mesmo fará uma avaliação geral do PPC do curso elencando os seguintes aspectos: a) Necessidade de atualização de componentes curriculares devido a avanços tecnológicos, ou novas técnicas, que não são contemplados no projeto atual; b) Durante a execução do PCC será observado o desempenho dos alunos nas diversas disciplinas , sendo o desempenho deles um indicador de quais áreas necessitam ser mantidas ou melhoradas por meio de alguma reformulação que reforce os pontos frágeis. c) Acompanhamento dos egressos, para mensurar se os conhecimentos adquiridos durante o curso atendem as necessidades dos estudantes depois de formados; d) Respostas dos alunos a questionários, visando verificar a satisfação dos alunos, no que tange a construção do seu conhecimento, grau de dificuldades nas componentes curriculares entre outros aspectos. O NDE fará as observações a cada dois anos, porém as possíveis modificações serão implementadas somente após a formação das turmas, evitando desta forma uma mudança de currículo durante o curso

Projeto Político Pedagógico:
Baixar Arquivo

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb05.ufpi.br.instancia1 vSIGAA_3.12.842 02/02/2023 06:44