Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ CLÁUDIO BARROS FERRAZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ CLÁUDIO BARROS FERRAZ
DATA: 01/11/2019
HORA: 14:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: Aspectos bioecológicos de Oligonychus punicae associado a eucalipto em minijardim clonal
PALAVRAS-CHAVES: Eucalyptus spp., Tetranychidae, parâmetros biológicos, requerimentos térmicos, distribuição espacial.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Os ácaros fitófagos ocorrem em aproximadamente 1300 hospedeiros. Embora, em eucalipto algumas espécies sejam relatadas, não existe conhecimento sobre parâmetros biológicos e reprodutivos sobre espécies de eucalipto. Sendo assim, objetivou-se identificar uma espécie de ácaro associado a Eucalyptus urophylla em minijardim clonal e determinar a sua taxa instantânea de crescimento em seis espécies de eucalipto; bem como estudar a preferência para estadia e oviposição do ácaro Oligonychus punicae em diferentes espécies de eucalipto e sua dinâmica e distribuição populacional e avaliar as injúrias em E. urophylla em minijardim clonal; e avaliar o desempenho biológico e reprodutivo de O. punicae sob diferentes espécies de eucaliptos e obter informações sobre a biologia, reprodução e tabela de vida em diferentes temperaturas, assim como, determinar as exigências térmicas do ácaro O. punicae em Eucalyptus tereticornis em minijardim clonal. O ácaro foi identificado como Oligonychus punicae (Hirst, 1962) (Acari: Tetranychidae). Este é o primeiro registro de O. punicae associado a plantas de E. urophylla em minijardim clonal. A taxa instantânea de crescimento do O. punicae foi positivo nas espécies Eucalyptus grandis, Eucalyptus brassiana, E. tereticornis, Eucalyptus pellita, Corymbia citriodora e E. urophylla, mas no teste com chance escolha teve preferência para alimentação em E. urophylla. O pico populacional do O. punicae foi registrado nos meses de março e abril. Foram coletados 1744 ácaros O. punicae. O O. punicae provocou injúrias de 20%, em média, na superfície adaxial das folhas de E. urophylla. Olygonychus punicae apresenta distribuição agregada da população. Todos os ovos de O. punicae originaram fêmeas e completaram seu ciclo em todos os hospedeiros. Diferenças significativas foram encontradas ao observar o desenvolvimento e a duração da longevidade, pré-oviposição, oviposição e pós-oviposição, além da fecundidade de fêmeas de O. punicae quando avaliados nas diferentes espécies de eucaliptos. Em todos os hospedeiros, a taxa de sobrevivência diminuiu com o aumento da idade das fêmeas. Eucalyprus tereticornis destacou-se como excelente hospedeiro para o desenvolvimento de O. punicae. O desenvolvimento de O. punicae revelou uma relação inversa entre a duração de desenvolvimento e temperaturas. Os períodos de pré-oviposição, oviposição, e fecundidade de fêmeas adultas de O. punicae foram afetados pela temperatura e tende a diminuir com o aumento da temperatura. A taxa líquida de reprodução diminuiu significativamente de 21°C a 33°C, o aumento da temperatura resultou em um tempo de duração média da geração significativamente menor do O. punicae. A taxa intrínseca de aumento variou de 0,15 a 0,20. As taxas de razão finita de aumento foram todas maior que 1,00. A análise de sobrevivência para os estágios imaturos e adulto de fêmeas de O. punicae mostrou mais rápida mortalidade com o aumento da temperatura. A fecundidade específica ocila ao longo do período de oviposição, diminuindo com o aumento da temperatura. O limiar térmico inferior para o desenvolvimento de ovo a adulto foi de 10,34ºC. A constante térmica foi de 163,93 graus-dia para fêmeas de O. punicae para completar o seu desenvolvimento de ovo a adulto. Diante disto, o efeito da temperatura no desenvolvimento de O. punicae varia de acordo com o estágio de desenvolvimento. A temperatura ótima para O. punicae está entre 25 e 29ºC.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CLEITON ARAUJO DOMINGOS - IFPI
Externo ao Programa - 011.018.573-07 - DOUGLAS RAFAEL E SILVA BARBOSA - IFMA
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Interno - 043.286.014-23 - SOLANGE MARIA DE FRANCA - UFPI
Notícia cadastrada em: 08/10/2019 09:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 06/12/2019 22:40