Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ADRIANO SANTOS DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO SANTOS DE OLIVEIRA
DATA: 18/09/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Video Conferencia
TÍTULO: O PROBLEMA DA INCOMENSURABILIDADE SEMÂNTICA E SUAS IMPLICAÇÕES NO PENSAMENTO DE THOMAS KUHN
PALAVRAS-CHAVES: Filosofia da Ciência; Thomas Kuhn; Incomensurabilidade
PÁGINAS: 22
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Filosofia
SUBÁREA: Epistemologia
RESUMO:

O PROBLEMA DA INCOMENSURABILIDADE SEMÂNTICA E SUAS IMPLICAÇÕES NO PENSAMENTO DE THOMAS KUHN
Este projeto de pesquisa propõe uma discussão em torno do problema da Incomensurabilidade na sua forma semântica e suas implicações no pensamento de Thomas S. Kuhn, tendo como horizonte a discussão a abordagem realizada pelo filósofo da ciência nas suas principais obras A Estrutura das Revoluções científicas (1970); A Tensão Essencial (1977); A revolução Copernicana (1990); O Caminho desde a Estrutura (1996) assim como artigos e comentários dados pelo próprio filósofo que não se encontram catalogados entre suas obras. Nesse sentido, a análise do tema em questão guiar-se-á com base nos conceitos centrais da obra do filósofo da ciência, observando suas implicações para as dimensões da Teoria do conhecimento, Filosofia da Ciência, Filosofia da Linguagem. Em um primeiro momento Kuhn estruturará sua abordagem de forma que mostre o progresso das teorias dentro das estruturas cientificas, apresentando o conceito de paradigma que perfaz a ciência normal, prosseguindo assim até as suas rupturas, ou como o filósofo define, Revoluções. Trabalharemos, com base, nisso, com a hipótese de que a crítica de Thomas Kuhn acerca da fundamentação da ciência não ocorre somente por via de uma racionalidade pautada estritamente na metodologia, mas que ela pode e deve ser abordada pelo viés da linguagem. Para que afirmemos esta hipótese, será preciso realizar uma analítica textual sobre os escritos de Kuhn realizando dois recortes. O primeiro: de caráter mais histórico que consiste nas produções que abrangem os anos de 1962 a 1970 período este caracterizado pela Estrutura, no qual há mais presente uma Filosofia Histórica da Ciência. O segundo recorte: terá como base as produções pós Estrutura que consiste nas respostas aos seus críticos, assim como um amadurecimento por parte do autor acerca do que seria a incomensurabilidade e a sua importância para ciência, este período poderia ser caracterizado como a fase da filosofia da linguagem no pensamento de Kuhn, ou até mesmo de uma filosofia da linguagem kuhniana


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 905801 - GERSON ALBUQUERQUE DE ARAUJO NETO
Interno - 2340999 - MARTIN ADAM MOTLOCH
Externo à Instituição - ELIZABETH DE ASSIS DIAS - UFPA
Notícia cadastrada em: 24/08/2020 16:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 25/10/2020 01:57