Notícias

Banca de DEFESA: CLEITON UCHÔA DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLEITON UCHÔA DE MELO
DATA: 27/02/2023
HORA: 10:00
LOCAL: Online/Remoto - Google Meet
TÍTULO: COVID‐19 RUMINATION SCALE (C‐19RS) E A COVID-19 PERCEIVED RISK SCALE (CPRS): ADAPTAÇÃO E VALIDAÇÃO PARA O CONTEXTO BRASILEIRO
PALAVRAS-CHAVES: Ruminação; percepção de risco; COVID-19; validade; precisão.
PÁGINAS: 94
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Tendo em vista a gravidade da pandemia de COVID-19, o desconhecimento dos seus efeitos a longo prazo e a identificação de uma lacuna na literatura nacional sobre as temáticas aqui discutidas, este estudo teve como objetivo adaptar as medidas COVID‐19 Rumination Scale (C‐19RS) e a COVID-19 Perceived Risk Scale (CPRS), buscando averiguar evidências de validade (construto e convergente) e de precisão das medidas. Para alcançar o objetivo principal, foram realizados dois estudos. O Estudo 1, teve como finalidade a verificação de evidências de validade e precisão das medidas C‐19RS e CPRS. Participaram 233 pessoas, com idades variando de 18 a 74 anos (M=26,88; DP= 9,88). Para a C-19-RS os resultados da análise fatorial exploratória indicaram a extração de um único fator, composto por 6 itens e uma consistência interna (α = 0.85 e ω= 0.86) igualmente favorável. A CPRS apresentou uma estrutura bifatorial, condizente com o estudo original, e índices de consistência interna adequados (Dimensão Cognitiva: α = 0,74 e ω= 0,75; Dimensão Emocional: α = 0,87 e ω= 0,86). O Estudo 2 objetivou investigar evidências mais robustas da estrutura fatorial das medidas C‐19RS e CPRS no contexto brasileiro, com o intento de comprovar sua dimensionalidade e reunir evidências de validade complementares. Participaram desta etapa 203 com idades variando de 18 a 74 anos (M=26,98; DP= 10,51). Para a C-19RS os resultados indicaram bom ajuste para o modelo testado, confirmando a estrutura unifatorial (CFI= 0,987; TLI= 0,978; RMSEA= 0,032; consistência interna: ω=0,85 e α = 0,84) com cargas fatoriais variando de 0,652 a 0,847. Em relação a CPRS, o modelo de medição hipotético confirmou a estrutura bifatorial (CFI= 0,994; TLI= 0,991 e RMSEA= 0,076) com cargas fatoriais variando de 0,486 a 0,916 no fator Dimensão Cognitiva e de 0,731 a 0,853 no fator Dimensão Emocional. Considera-se que foram alcançados os objetivos propostos e espera-se com isso, que os resultados permitam que pesquisadores e outros profissionais possam contar com instrumentos confiáveis e de simples aplicação, que podem auxiliar na avaliação e investigação dos construtos em questão, servindo de base para futuras intervenções e produção de conhecimento sobre os impactos da pandemia de COVID-19.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1398721 - ANA RAQUEL DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - CARLOS EDUARDO PIMENTEL - UFPB
Presidente - 2730053 - EMERSON DIÓGENES DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 15/02/2023 11:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/04/2024 15:19