Notícias

Banca de DEFESA: GLEYDE RAIANE DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GLEYDE RAIANE DE ARAUJO
DATA: 20/05/2023
HORA: 14:30
LOCAL: google meet
TÍTULO: Depressão como consequente do bullying em crianças e adolescentes: o papel moderador dos valores humanos
PALAVRAS-CHAVES: Medida, Bullying, Valores Sociais, Depressão.
PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O bullying, os valores sociais e a depressão são relacionados na literatura. Diante disso chega-se a seguinte questão problema: os valores sociais assumem uma função protetora em crianças e adolescentes envolvidos em episódios de bullying no desenvolvimento de depressão? Nesse sentido para alcançar os objetivos propostos serão realizados três estudos. O estudo 1, teve como objetivo compreender a relação entre perpetração de bullying e depressão em crianças e adolescentes. Para isso foi realizado uma revisão de escopo, seguindo os critérios PRISMA. A análise dos estudo revelou que perpetração de bullying e depressão se associam de diferentes maneiras: preditiva e correlacional. O estudo 2 teve como objetivo elaborar e validar a Escala Global de Bullying – Agressor e Vítima ( EGB – AV). Foram realizadas análises de análise fatorial exploratória, análise fatorial confirmatória, tri e análise fatorial confirmatória multigrupo com os softwares Factor, R e SPSS. Os índices da medida se mostraram psicometricamente adequados (CFI = 0,93; TLI = 0,92; RMSEA = 0,04) e o instrumento se mostrou invariante para sexo e tipo de escola. No estudo 3, o objetivo foi verificar o papel moderador dos valores sociais (interativos e normativos) na relação entre bullying e depressão em crianças e adolescentes. Foram realizadas  análises descritivas e moderação (SPSS e PROCESS) em que foi possível identificar que valores interativos (afetividade, convivência e apoio social) moderaram a relação entre perpetração de bullying e depressão. Os resultados indicam que os valores interativos atenuam a vivência de depressão em agressores. Conclui-se que os achados da pesquisa apresentam três importantes desfechos que auxiliam na compreensão do bullying: 1. A relação entre perpetração de bullying e depressão, indicando que esses indivíduos precisam de cuidado em saúde mental; 2. A elaboração de uma medida parcimoniosa e global de bullying; 3.  A compreensão de que o bullying prediz depressão e que ações pautadas em suporte social podem amenizar sintomas depressivos em perpetradores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2730053 - EMERSON DIÓGENES DE MEDEIROS
Interno - 1816247 - PALOMA CAVALCANTE BEZERRA DE MEDEIROS
Externo à Instituição - WALBERTO SILVA DOS SANTOS - UFC
Notícia cadastrada em: 10/05/2023 10:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/04/2024 14:04