Notícias

Banca de DEFESA: KELLY NAYARA CUNHA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KELLY NAYARA CUNHA DOS SANTOS
DATA: 14/05/2015
HORA: 15:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO TROPEN/UFPI
TÍTULO:

PERCEPÇÃO DO VALOR AMBIENTAL DAS ABELHAS (Hymenoptera Apidae) DOS  APICULTORES DO SERTÃO PIAUIENSE


PALAVRAS-CHAVES:

 Apis mellifera, polinização, serviços ecossistêmicos.


PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

 

PERCEPÇÃO DO VALOR AMBIENTAL DAS ABELHAS (Hymenoptera, Apidae) DOS APICULTORES DO SERTÃO PIAUIENSE.


As abelhas são insetos com grande importância socioambiental, essenciais ao bem estar do meio ambiente por serem o mais importante grupo de polinizadores, prestadores, portanto, de serviços ecossistêmicos à população. No entanto, pesquisas indicam que estes insetos vêm sofrendo declínio no número de indivíduos em várias partes do mundo. Concomitantemente temos que a realização da atividade apícola possui relevância, no ponto de vista ambiental, por atender aos critérios ecológico, social e econômico, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável. No Brasil o Projeto de Lei nº 792/2007 surge com o intuito de regulamentar o uso dos serviços ambientais (ecossistêmicos), onde se enquadram os serviços prestados por abelhas, bem como definir e estabelecer o pagamento pelo uso desses serviços. A realização da apicultura possibilita o estreitamento da relação abelha-homem, contribuindo positivamente para a formulação das percepções sobre o meio ambiente. Então, a opinião de autoridades políticas, que vem sendo discutidas em altas instâncias, e de especialistas em torno do valor dos serviços ecossistêmicos impulsionaram a realização desta pesquisa, ao passo que a partir dela possa ser traçado um comparativo entre a percepção dos apicultores e a discussão especializada. Essa pesquisa trouxe como resultado a confecção de dois artigos, cujos objetivos foram analisar a percepção dos apicultores sobre a importância, bem-estar, satisfação e andamento das atividades apícolas e registrar a percepção desses apicultores quanto à importância e variedades de abelhas existentes na região estudada. A pesquisa foi desenvolvida com os apicultores da comunidade Moreira, Simplício Mendes-PI, região semiárida onde os apicultores encontram-se organizados em associativismo. Foram entrevistados todos os apicultores moradores de Moreira associados (25 indivíduos) a COMAPI – Cooperativa Mista dos Apicultores de Simplício Mendes-PI, além disso, durante as visitas foram realizadas anotações em diário de campo. Os resultados indicaram a grande satisfação dos apicultores com a atividade e associaram a importância das abelhas e apicultura no aumento da renda. Entretanto, quase todos os apicultores afirmaram não ter condições de sobreviver somente da apicultura, inclusive devido as grandes perdas de enxames que ocasionam a diminuição da produção de mel, atribuindo tal fato à seca. Os apicultores também mencionaram uma diminuição na quantidade de abelhas nativas, além da modificação/diminuição da flora apícola. Por fim, destaca-se o reconhecimento dos apicultores sobre o valor ecológico e social das abelhas, inclusive a realização da polinização, mesmo que algumas percepções ainda não estejam tecnicamente estabelecidas.

 

 

 

 

 

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Externo à Instituição - JULIANA DO NASCIMENTO BENDINI - UFPI
Presidente - 1726142 - MAY WADDINGTON TELLES RIBEIRO
Externo à Instituição - PETER HERMAN MAY - UFRJ
Notícia cadastrada em: 14/04/2015 15:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 27/09/2020 06:31