Notícias

Banca de DEFESA: MARIA BERNADETE DE CARVALHO BEZERRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA BERNADETE DE CARVALHO BEZERRA
DATA: 11/01/2016
HORA: 14:00
LOCAL: SALA DO TROPEN
TÍTULO:

 

PERCEPÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA COMUNIDADE DA PEDRA DO SAL ACERCA DA IMPLANTAÇÃO DO COMPLEXO EÓLICO DELTA DO PARNAÍBA NA APA DELTA DO PARNAÍBA/PI


PALAVRAS-CHAVES:

 

Parques eólicos; percepção socioambiental; Pedra do Sal (PI).


PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Com a grave crise ambiental, a humanidade se dá conta da finitude dos recursos e ameaça de

extinção da própria espécie. Muitos teóricos asseveram que o cerne da crise ambiental

alicerça-se na crise da percepção. Com isso, verifica-se seu despertar para as causas da

referida crise e necessidade da construção de uma sociedade sustentável e ambientalmente

correta. Para tanto, é imprescindível o estudo da percepção socioambiental em busca do

entendimento de como as pessoas se relacionam com a natureza. Nesse contexto, observa-se

que a diversificação da matriz energética é essencial, pois se sabe que a energia eólica é uma

fonte limpa. Assim, compreende-se a importância dos sistemas eólicos, uma vez que estes

poderão reduzir a necessidade de se construir usinas baseadas em fontes poluentes, ao mesmo

tempo em que contribui para a manutenção da diversificação da matriz elétrica brasileira.  No

entanto, na sua fase de implantação não se deve esquecer as comunidades do entorno, uma

vez que são diretamente afetadas na fase de implantação do complexo eólico, bem como dos

impactos decorrentes deste. Os procedimentos metodológicos utilizados para evidenciar os

impactos socioambientais, assim como a percepção da comunidade da Pedra do Sal, foram:

aplicação de questionários com questões abertas e fechadas, confecção de banco de dados no

programa Excel e composição de mapas, gráficos e quadros. O universo da pesquisa se

constitui de 980 moradores da comunidade da Pedra do Sal, com uma amostra de 150

pesquisados. Teve como objetivo geral descrever e analisar a percepção socioambiental da

comunidade afetada pelos impactos socioambientais decorrentes da implantação do Complexo

Eólico Delta do Parnaíba na cidade de Parnaíba/PI. E como objetivos específicos: Descrever e

analisar a organização do espaço após a implantação do Complexo Eólico Delta do Parnaíba;

Estudar os Estudos de Impacto Ambiental para a implantação do Complexo Eólico Delta do

Parnaíba na cidade de Parnaíba/PI; Identificar quais os impactos socioambientais são

percebidos pela comunidade afetada em decorrência da implantação dos parques eólicos;

Investigar como a comunidade percebe a implantação dos parques eólicos em uma APA –

Área de preservação ambiental; Verificar a percepção socioambiental por gênero, faixa etária,

profissão e escolaridade. Descrever as possíveis mudanças na relação da comunidade com o

lugar onde os parques eólicos foram instalados. O estado da arte mostra que são diversos os

autores que aprovam e consideram a energia eólica como uma fonte alternativa e limpa para o

país, mas que também afirmam e comungam da certeza que durante a fase de implantação e

operação dos sistemas eólicos os impactos, sobretudo os negativos, são significativos, em que

se pode citar: a supressão da vegetação, o aplainamento de dunas, o soterramento de lagoas,

assim como a insatisfação e indignação da maior parcela da comunidade. Tais impactos

comprometem a sustentabilidade dos ambientes, assim como o modo de vida das

comunidades.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1653145 - ANDERSON GUZZI
Externo à Instituição - JORGE MARTINS FILHO - UFPE
Interno - 1167476 - JOSE LUIS LOPES ARAUJO
Externo à Instituição - TERESINHA DE JESUS DOS SANTOS SOUSA - UESPI
Interno - 1354664 - WILZA GOMES REIS LOPES
Notícia cadastrada em: 16/12/2015 09:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 03/08/2020 12:34