Notícias

Banca de DEFESA: ANDERSON FONTENELE VIEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDERSON FONTENELE VIEIRA
DATA: 12/05/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do TROPEN
TÍTULO:

TURISMO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NA COMUNIDADE DE BARRA GRANDE, CAJUEIRO DA PRAIA, PIAUÍ (PI)


PALAVRAS-CHAVES:

Turismo. Políticas Públicas. Sustentabilidade. Indicadores Ambientais.


PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A comunidade de Barra Grande, destino turístico localizado no município de Cajueiro da Praia, Piauí, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Delta do Parnaíba foi objeto de investigação deste estudo. O turismo nesta região cresceu nas últimas décadas gerando mudanças, como: a) a implementação de políticas desse setor em todas as esferas governamentais, que incidem diretamente na área; b) construção de empreendimentos hoteleiros; c) chegada de estrangeiros e brasileiros de outros estados interessados em empreender e residir na comunidade; d) aumento da especulação imobiliária; e, e) participação dos moradores em alguma atividade, que tenha relação com o turismo. Contudo, o processo de turistificação em Barra Grande potencializou problemas existentes e trouxe consigo impactos negativos transformando a região. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo geral - analisar os impactos ambientais do turismo em Barra Grande, considerando indicadores de sustentabilidade ambiental. E, como objetivos específicos: caracterizar o turismo desenvolvido no contexto da comunidade de Barra Grande; identificar os impactos do turismo ao meio ambiente gerados pelos meios de hospedagem, utilizando os indicadores ambientais de saneamento propostos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, em 2012; e, apresentar a realidade dos serviços de infraestrutura básica referentes à água, tratamento de dejetos, coleta e destinação do lixo local. A metodologia adotada constou de pesquisa bibliográfica e documental sobre os temas: turismo e meio ambiente, políticas públicas, desenvolvimento sustentável e indicadores de sustentabilidade. A coleta dos dados foi realizada, por meio, da aplicação de formulários de entrevistas semiestruturadas e específicas, com o Secretário de Turismo e Meio Ambiente e com os proprietários ou gestores de 21 pousadas, abordando os três indicadores ambientais propostos. Posteriormente, os resultados destes indicadores foram aplicados utilizando a metodologia PER (Pressão-Estado-Resposta), adotada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OECD, apresentando os agentes que geram pressão (impactos) ao meio natural, qualificando o estado desse meio e a existência de iniciativas de reposta da gestão local. Quanto aos resultados, constatou-se que, a realidade dos serviços de infraestrutura básica é bastante precária e que os impactos ambientais dos meios de hospedagem somado a de outras atividades, influenciam diretamente no desequilíbrio do sistema ambiental da região estudada. Por fim, espera-se que os dados possam contribuir no planejamento turístico, além de construir elementos para novas abordagens de pesquisa sobre a viabilidade e adesão de segmentos turísticos sustentáveis, no contexto do estado do Piauí ou de outras regiões do Brasil, permitindo reprodutibilidade desse estudo e de modelos de gestão, com foco para efetividade da sustentabilidade nos destinos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 422881 - CLETO AUGUSTO BARATTA MONTEIRO
Externo à Instituição - EDSON VICENTE DA SILVA - UFC
Interno - 2098982 - GIOVANA MIRA DE ESPINDOLA
Presidente - 1167476 - JOSE LUIS LOPES ARAUJO
Externo à Instituição - LIÉGE DE SOUZA MOURA - UESPI
Notícia cadastrada em: 12/04/2016 10:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 26/09/2020 02:16