Notícias

Banca de DEFESA: DEIMES DO NASCIMENTO GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DEIMES DO NASCIMENTO GOMES
DATA: 17/04/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do TROPEN
TÍTULO: REINTRODUÇÃO MONITORADA DE AVES SILVESTRES APREENDIDAS PELO IBAMA
PALAVRAS-CHAVES: Aves; reintrodução, monitoramento, etnoornitologia, educação ambiental; Caxingó.
PÁGINAS: 256
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Reintrodução de aves surge como uma ferramenta útil na manutenção de espécies, principalmente aqueles ameaçadas de extinção, devido a vários fatores externos, caso dos antrópicos como o tráfico de animais silvestres e a deterioração do meio ambiente. O objetivo geral foi realizar a reintrodução e monitoramento dos espécimes coletados pelo IBAMA e das espécies nativas presentes na área de estudo, assim definir metas e evitar perdas de espécies que não posteriormente poderá não se adaptar na área, e registrar os saberes etnoornitologicos e ambientais da comunidade e alunos de ensino fundamental do entorno das áreas de soltura, município de Caxingó/PI, como ferramenta de extração de dados para auxiliar futuros planos de manejo e educação ambiental. O estudo foi conduzido no município de Caxingó/PI, situado na microrregião do Litoral Piauiense. O estudo foi conduzido em duas áreas de fazenda destinadas à soltura de aves pelo IBAMA, sendo uma contando com 350 ha, Santo Antônio e Alto dos Borges cerca de 750 ha. A vegetação é representada por transições vegetais caatinga/cerrado caducifólio e floresta ciliar de carnaúba/caatinga de várzea. Além de caatinga hiperxerófila e cerrado subcaducifólio. Antes da execução do trabalho o mesmo foi submetido ao crivo do Comitê de Ética em Pesquisa Humana da UFPI/Parnaíba (CAAE: 48855115.9.0000.5669).  Para a reintrodução foram utilizadas em primeira instância as instalações do IBAMA/Teresina, após a soltura o monitoramento foi realizado por meio de caminhadas em transectos e foi implantada a técnica ponto-de-escuta na área de estudo, utilizando binóculos, lunetas, máquinas fotográficas e gravadores. O registro dos saberes etnoornitologicos e ambientais da comunidade e alunos, seguiu-se com a aplicação de formulários (adultos) e questionários semi-estruturados (alunos). Amostra da comunidade consistiu 51 indivíduos considerando uma população de 70 moradores, e para registro das atividades na escola utilizou-se de uma amostra de 74 alunos, considerando um universo de 120 aproximadamente, isto se levando em consideração regras estatísticas. As identificações das espécies reportadas por moradores e alunos, como os registros da avifauna nativa foram auxiliados com guia de campo. Foram reintroduzidos 136 indivíduos pertencentes a 12 espécies. O levantamento registrou um total de 197 espécies de aves, distribuídas em 48 famílias pertencentes a 23 ordens. Os moradores relataram 95 etnoespécies pertencentes a 35 famílias abrangendo 25 residentes e 5 residentes e endêmica . Os principais atributos para nomear as espécies foram: canto, comportamento, morfologia, habitat e antropogênico. Os resultados permitiram através das percepções sobre o meio ambiente de alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, apontar na sua grande maioria para uma percepção naturalista, no entanto notou-se através de alguns dos indivíduos pesquisados que esta percepção naturalista não está tão desligada do contexto social, econômico, politico e cultural, caso dos papagaios onde alguns alunos durante a entrevista apontaram como animal de estimação. Os resultados apresentados indicam uma elevada riqueza biológica quanto etnoornitologico com suas peculiaridades, sendo assim os dados contribuírão com futuros planos de manejo e conservação da área.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1653145 - ANDERSON GUZZI
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Externo à Instituição - FILIPE AUGUSTO GONÇALVES DE MELO - UESPI
Externo à Instituição - GUILHERME RAMOS DA SILVA - UESPI
Interno - 1354664 - WILZA GOMES REIS LOPES
Notícia cadastrada em: 07/04/2017 11:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 27/09/2020 06:22