Notícias

Banca de DEFESA: FELIPE SOUSA QUEIROZ BARBOSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE SOUSA QUEIROZ BARBOSA
DATA: 22/05/2017
HORA: 09:00
LOCAL: auditorio do TROPEN
TÍTULO: CONHECIMENTO, DEPENDÊNCIA E POTENCIAL DE USO DE PLANTAS MEDICINAIS EM COMUNIDADE NO NORDESTE DO BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: etnobotânica, farmacopeia popular, etnomedicina, conhecimento tradicional
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:
Durante o desenvolvimento da civilização humana, a relação entre o homem e as plantas sempre assumiu um caráter de interdependência, além delas terem sido decisivas na formação das populações no mundo, que  convivem ou conviveram com uma grande diversidade de espécies vegetais, desenvolvendo maneiras particulares de explorá-las para distintas finalidades, usando-as como alternativa de sobrevivência. Em comunidades rurais, a literatura muitas vezes atribuià existência de uma gama de plantas,exóticas ou nativas, que assumem a função de produtos que suprem as necessidades terapêuticas primárias destas populações, sendo por muitas vezes a única alternativa encontrada pelas pessoas.Na presente pesquisa,objetivou-se compreender a dinâmica da utilização de plantas medicinais e a dependência terapêutica exercida junto aos moradores da comunidade Corredores, localizada no município de Campo Maior, Piauí, Brasil. Como ferramentas metodológicas foram realizadas entrevistas semiestruturadas, listagem livre e turnês-guiadas; quantitativamente foram usados o Fator de Consenso dos Informantes (FCI) e a Importância Relativa (IR). A coleta botânica seguiu o preconizado por metodologia usual e todo material botânico foi depositado no Herbário Graziela Barroso (TEPB) da Universidade Federal do Piauí (UFPI).Do total de 35 entrevistados, 76,5% eram do gênero feminino. Registraram-se 44 espécies, distribuídas em21 famílias, sendo 54,6%consideradas nativas no país.  As famílias mais representativas em número de espécies foram: Fabaceae (5) e Euphorbiaceae/Anacardiaceae (3 cada). A espécie vegetal de maior importância relativa foi o mastruz (Chenopodium ambrosioides L.), com IR=2. Neoplasias (C00-D48) foi o sistema corporal de maior consenso para os moradores da comunidade, com FCI = 1,0. A rápida propagação de Morinda citrifolia L., popularmente conhecida como none, pode ser atribuída a este resultado. As doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas (E00-E90) e as doenças do aparelho circulatório (I00-I99), apresentaram os dois menores consensos entre os informantes, 0,25 e nulo, respectivamente. Os resultados permitiram inferir que dependência terapêutica pode estar relacionada com a condição sócio-econômica e com a gravidade das doenças citadas pelas pessoas.
Palavras-chave: etnobotânica, farmacopeia popular, etnomedicina, conhecimento tradicional

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo à Instituição - EDNA MARIA FERREIRA CHAVES - IFPI
Externo à Instituição - LÚCIA GOMES PEREIRA - SEMEC-TERESI
Presidente - 1167785 - ROSELI FARIAS MELO DE BARROS
Interno - 1354664 - WILZA GOMES REIS LOPES
Notícia cadastrada em: 05/05/2017 12:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 29/01/2020 00:04