Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOANICE COSTA AMORIM

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOANICE COSTA AMORIM
DATA: 29/08/2017
HORA: 09:00
LOCAL: NO AUDITÓRIO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE
TÍTULO: ETNOICTIOLOGIA E PLANTAS UTILIZADAS NA ATIVIDADE DE PESCA EM CASTELO DO PIAUÍ, PIAUÍ, BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Apetrechos de pesca, Atividade pesqueira artesanal, Pescadores, Taxonomia
PÁGINAS: 133
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

As comunidades tradicionais integram grupos de pessoas com culturas diferentes que possuem organização social própria, que se utilizam dos recursos naturais bem como do meio cultural, social e religioso, realizando a transmissão de seus conhecimentos e práticas aos seus descendentes. Os pescadores artesanais fazem parte de uma dessas comunidades, fazendo uso do seu conhecimento para a prática da pesca, principalmente como meio de subsistência. O conhecimento da diversidade, preservação e conservação de peixes e plantas usadas por pescadores, e o registro e valorização do saber acumulado pelas populações, fornecem argumentos importantes à preservação destas comunidades e de seus habitats. Portanto, objetivou-se com este estudo caracterizar o perfil socioeconômico dos pescadores associados à colônia de pescadores Z-09, levantar o conhecimento etnobotânico quanto à utilidade das plantas na atividade pesqueira e para os peixes do município de Castelo do Piauí e obter informações sobre as vivências, lendas contadas e a história de vida dos contos nos saberes locais. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 55 informantes. Foram citadas 59 espécies, distribuídas em 44 gêneros e 30 famílias. Verificou-se que os maiores valores de uso (VU) foram para as espécies Vitex gardneriana Schauer (VU=0,07; Lamiaceae) e Ulva fasciata Delile (VU= 0,05; Ulvaceae). Fabaceae foi a família mais citada em número de espécies (12) e uma das mais utilizadas para a construção das embarcações e fabricação dos apetrechos de pesca. Foram citadas três espécies de plantas aquáticas, Echinodorus sp., Nymphaea lingulata Wiersema Ter e Salvinia auriculata Aubl. e uma espécie de alga Ulva fasciata Delile. Dentre as plantas tóxicas citam-se Magonia pubescens A.St.-Hil., Sapindaceae ((Tinguí)), e Petiveria alliacea L. (Tipí), Phytolaccaceae. Os pescadores de Castelo do Piauí conhecem um número considerável de lendas e descrevem histórias de vida que passaram em algum momento de suas vidas. Dentre as lendas e histórias de vida contadas pelos entrevistados, destacam-se a lenda do Cabeça-de-Cuia, Mãe-d’água e Lobisomem, além das visagens com objetos voadores. Os conhecimentos tradicionais e científicos se completam, e os informantes mantem uma ligação com os causos e lendas que acontecem no dia a dia de cada um. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1221652 - IVANILZA MOREIRA DE ANDRADE
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo à Instituição - KARINA NEOOB DE CARVALHO CASTRO - EMBRAPA
Externo à Instituição - MARIA PESSOA DA SILVA - SEDUC-PI
Notícia cadastrada em: 11/08/2017 09:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 27/09/2020 09:54