Notícias

Banca de DEFESA: JULIANA RODRIGUES ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA RODRIGUES ROCHA
DATA: 22/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do TROPEN
TÍTULO:

Impactos e riscos à saúde pública decorrentes dos usos do rio Parnaíba no meio urbano das cidades de Teresina-PI e Timon-MA.


PALAVRAS-CHAVES:

Impactos urbanos, Qualidade da água, Rio Parnaíba, Teresina, Timon


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A água é essencial à vida de todos os seres vivos, um recurso com valor inestimável que precisa ser preservado. O Brasil é um país privilegiado em relação aos recursos hídricos e apresenta cidades em pleno desenvolvimento econômico que exigem uma maior demanda de água, garantida em sua qualidade e quantidade. A bacia hidrográfica do rio Parnaíba abrange três estados da federação (Piauí, Maranhão e Ceará). O objetivo da pesquisa foi avaliar a influência dos impactos e riscos eminentes à saúde da população decorrentes dos principais usos do rio Parnaíba. A área de estudo da pesquisa foi composta de (06) seis pontos no trecho do rio Parnaíba que divide as áreas urbanas das cidades de Teresina (PI) e Timon (MA). A metodologia utilizada foi dividida em: Levantamento de campo, identificação dos usos do rio e monitoramento da qualidade utilizando o Índice de Qualidade da Água IQA CETESB/2011. Os resultados foram interpretados segundo a resolução CONAMA n° 357/2005 e as classes de qualidade do IQA. Foi encontrada uma maior prevalência de impactos na margem direita do rio em Teresina, como à retirada da mata ciliar, lançamento de efluentes e acúmulo de lixo, impactos que comprometem a qualidade do rio e geram focos de contaminação de doenças de veiculação hídrica. Em relação ao IQA os resultados demonstraram uma qualidade boa para a água do rio, no entanto analisando os parâmetros individualmente obtiveram-se desconformidades para os coliformes fecais e o fósforo nos pontos monitorados. Essas alterações são resultantes da quantidade de impactos encontrados e da falta de saneamento das cidades analisadas. Assim observa-se a necessidade de intervenções na área analisada a fim de diminuir os impactos observados principalmente na área de preservação permanente (APP), para a garantia e preservação dos recursos hídricos da bacia hidrográfica do Parnaíba.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1306580 - CARLOS ERNANDO DA SILVA
Externo à Instituição - EUNICE MAIA DE ANDRADE - UFC
Interno - 1536094 - MARIA ALEXSANDRA DE SOUSA RIOS
Notícia cadastrada em: 18/02/2013 11:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 23/01/2020 17:41